quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Guerra da PM com traficantes deixa moradores do Caramujo em pânico


Chegada de um ‘bonde’ para reforçar o tráfico causou tiroteio no Morro do Céu. Bandidos fugiram pelo lixão para escapar da polícia. Estabelecimentos e escolas ficaram fechados

Uma troca de tiros na manhã desta quarta-feira entre PMs do 12º BPM (Niterói) e um “bonde” formado por pelo menos 10 traficantes armados que chegava para reforçar o tráfico de drogas do Morro do Céu, deixou em pânico moradores do Caramujo. O medo de balas perdidas fez comércios fecharem as portas e escolas suspenderem as aulas. Um menor de 17 anos foi apreendido com drogas.

“Trouxe minha filha porque não sabia o que estava acontecendo. Agora ela não pode ficar na escola e eu estou com medo de voltar para casa no meio dos tiros. Vou procurar lugar seguro por aqui e esperar a polícia sair do morro”, contou o porteiro X., de 23 anos, acompanhado da filha de 5.

A operação da PM foi desencadeada após uma denúncia recebida pelo Departamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do bairro. Informantes davam conta de que um grupo de pelo menos 10 criminosos armados com fuzis, metralhadoras e pistolas, estaria atravessando a localidade em direção ao Morro do Céu.
Os policiais iniciaram a incursão pelo Caramujo e a quadrilha foi vista fugindo pelo lixão e se dispersando na mata. As imagens da fuga foram captadas por uma equipe de TV que sobrevoava de helicóptero a área. Os policiais pediram reforço e quatro carros do 12º BPM foram deslocados para o local. Em uma das vias no alto do morro, eles se depararam com os traficantes, fortemente armados. Houve troca de tiros e o menor foi apreendido com 197 cápsulas de cocaína, 37 pedras de crack e 19 trouxinhas de maconha. 

Segundo moradores, desde o desmoronamento do Morro do Bumba, vizinho ao Morro do Céu, e das seguidas incursões da polícia no local, a venda de entorpecentes na região, dominada pela facção criminosa Comando Vermelho (CV), estava enfraquecida. Nos últimos meses, no entanto, a comunidade estaria recebendo reforços de traficantes oriundos de favelas do Rio.

“Já estávamos nos acostumando com a tranquilidade no bairro, mas eles estão voltando com tudo. O que aconteceu hoje foi uma prova de que esses bandidos não respeitam ninguém, nem mesmo a polícia. Um bando armado, desfilando pelas ruas desse jeito é um abuso. Se eles não forem presos, outros traficantes vão achar que também podem tomar (sic) a comunidade”, relatou um comerciante de 53 anos, que pediu para não ser identificado.

Apesar das denúncias, o comandante do 12º BPM, tenente-coronel Rui França, nega que traficantes de outras comunidades estejam se deslocando para o Morro do Céu. Ele garantiu ainda que o serviço de inteligência tem feito trabalho para desarticular o tráfico de entorpecentes. 

“Os policiais do DPO do Caramujo estão garantindo o policiamento ostensivo na região”, argumentou.(O Fluminense)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário