quarta-feira, 31 de março de 2010

Senadores apresentam nova alternativa para royalties de petróleo

Os senadores Francisco Dornelles (PP-RJ) e Renato Casagrande (PSB-ES), representantes dos dois estados mais importantes na produção de petróleo, apresentaram, na tarde desta terça-feira (30), proposta de divisão dos royalties praticamente restrita a estados e municípios (tanto os produtores, quanto os não-produtores). Já a União, que pelo regime atual entra no bolo, ficaria apenas com uma parcela por meio de um fundo especial, este por sua vez dirigido na sua quase totalidade aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios.

Em entrevista concedida nesta tarde, os dois senadores anunciaram a apresentação da proposta à Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), na forma de emenda ao PLC 16/10 - que cria o regime de partilha para exploração do pré-sal e estabelece novos critérios para distribuição dos royalties do petróleo. A proposta foi apresentada no último dia para registro de emendas à comissão.
De acordo com os senadores, a emenda se refere apenas às áreas ainda não licitadas, não atingindo, portanto, os contratos atuais, firmados dentro do regime de concessão para áreas de exploração fora do pré-sal. Estados e municípios produtores, além dos afetados por embarque e desembarque, ficariam com 56,6% dos royalties, no total. Os estados e municípios produtores, especificamente, ficariam com 50,8%

A parcela destinada à União - 43,3% - seria convertida num Fundo Especial a ser distribuído entre estados, Distrito Federal e municípios (33,7%) - inclusive os produtores. Uma pequena parcela seria destinada ainda à Marinha (3,3%); ao Ministério da Ciência e Tecnologia, para o desenvolvimento de pesquisas destinadas à indústria do petróleo (3,3%); e à constituição de um fundo de combate às mudanças climáticas e proteção ao ambiente marinho (3,3%).

Pela versão do projeto, aprovada pela Câmara dos Deputados com a chamada "emenda Ibsen", 19% dos royalties iriam para a União, para serem destinados ao Comando da Marinha e ao Ministério da Ciência e Tecnologia, ao passo que 3% constituiriam o fundo de combate às mudanças climáticas e proteção ao ambiente marinho. O restante, mesmo de contratos vigentes, seria dividido entre todos os estados e municípios, de acordo com os critérios do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), o que significaria retirar receita dos estados produtores.
- Você vê que o aumento da participação de estados e municípios não-produtores na receita é muito grande. Em relação ao que é hoje, é cerca de 400% maior - disse na entrevista o senador Francisco Dornelles. 

A proposta dos dois senadores é uma tentativa de chegar um consenso diante do embate pela emenda Ibsen, que tem forte resistência dos estados produtores. 

Federação

A emenda de Dornelles e Casagrande estabelece, em relação à União, que seus lucros - que, no novo regime de partilha excluem as chamadas participações especiais - se restringiriam ao pagamento em petróleo pelas empresas exploradoras. 

A emenda prevê ainda novo regime para a aplicação dos recursos advindos da venda do petróleo, gás natural e demais hidrocarbonetos: 55% para constituição do Fundo Social, 21,5% para os estados e o Distrito Federal, de acordo com o FPE, e 23% para os municípios, de acordo com o FPM.

De acordo com o senador Renato Casagrande, a medida foi pensada para compensar estados e municípios pela imunidade tributária da União, que não paga impostos sobre suas operações de compra e venda de petróleo. Já o senador Dornelles apresentou como principal argumento favorável à sua emenda a defesa da federação. 

- O que se estabeleceu foi defender a federação - defender estados e municípios produtores, aumentar a participação de estados e municípios não-produtores em contratos que vierem a ser assinados e reconhecer que os recursos da União na operação de comercialização sejam destinados ao Fundo Social - disse Dornelles. 

Os senadores também enfatizaram que, apesar da proposta representar uma perda (em termos de proporção do bolo) na arrecadação dos royalties de estados e municípios produtores, em relação ao modelo atual, está de acordo com as discussões que vêm sendo travadas nas últimas semanas com parlamentares e governadores dessas unidades federativas.

- A emenda foi feita tendo como princípio o nosso debate. Vamos agora discutir com cada parlamentar - disse Casagrande.

(Raíssa Abreu / Agência Senado)

Bandidos atacam três ônibus na Rodovia Amaral Peixoto, em SG

Roubos em série ocorreram no trecho entre Alcântara e Marambaia na RJ-104. Segundo testemunhas, os criminosos se passavam por passageiros e depois anunciavam o assalto

 Dois assaltantes aparentando 20 anos e armados com revólveres assaltaram na noite de segunda-feira, três ônibus na Rodovia RJ-104 (Amaral Peixoto). Os assaltos em série aconteceram no trecho entre os bairros de Marambaia e Pacheco. Segundo depoimentos das vítimas na 74ª DP (Alcântara), onde o caso foi registrado, os criminosos, um deles vestindo camisa do Botafogo, embarcavam nos coletivos se fazendo passar por passageiros e anunciavam o assalto. Após fazerem “a limpa” nos passageiros e no cobrador, eles desembarcavam para logo em seguida pegar outro ônibus.

O primeiro ônibus a ser atacado foi o da Viação Rio do Ouro que fazia a linha Alcântara-Várzea das Moças. Os criminosos embarcaram na altura da Casa de Saúde Alcântara, próximo ao viaduto do bairro. Após desembarcarem na altura do Pacheco, os assaltantes pegaram outro ônibus, dessa vez da Viação Rio Ita. O motorista foi obrigado a entregar cerca de R$ 180. O terceiro veículo assaltado, da mesma empresa, foi atacado em Marambaia.

O comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), coronel Maurício Santos Morais, responsável pelo policiamento na Rodovia RJ- 104, não comentou os ataques alegando estar ocupado em uma reunião para planejar o policiamento durante o feriado da Páscoa.

(O Fluminense)

terça-feira, 30 de março de 2010

Botafogo dedica vitória sobre o Boavista para Armando Nogueira

Joel Santana e Lucio Flavio homenageiam o ilustre torcedor alvinegro

Esta segunda-feira foi um dia de tristeza e alegrias para o Botafogo. O dia que amanheceu ruim, devido a morte do jornalista e confesso botafoguense Armando Nogueira, terminou com a vitória do time sobre o Boavista. Resultado que confirmou o Botafogo em primeiro do Grupo B e classificado às semifinais da Taça Rio.

Após a vitória por 4 a 1, o técnico Joel Santana destacou a importância de Armando Nogueira ao futebol. Para o comandante alvinegro, o jornalista tinha como principal característica a elegância. Até nas críticas ele não perdia a classe, segundo Joel.

- Hoje foi um dia muito difícil. Acordamos e tivemos essa notícia desagradável. Ele era um ídolo no jornalismo, um monstro sagrado. Nos passou muitas alegrias com suas frases maravilhosas. Admirávamos a sua maneira de ser, até para criticar ele era elegante. E a gente aprendia muito com isso. Perdemos uma pessoa ilustre na profissão. Um exemplo eterno no futebol. Ele estará sempre junto de nós. Lá na sala de imprensa nesta terça-feira, veremos ele lá - declarou o técnico que chegou a conhecer Armando Nogueira:

- Falei muito pouco com ele. O Armando era o tipo de pessoa elegante. A última vez foi num programa de TV e onde discordei dele, mas ele foi tão elegante que eu aceitei sua crítica. É uma pena. A vida sempre nos traz aprendizado. Não parece, mas eu ainda estou aprendendo, é uma pena.

Lucio Flavio, capitão do Botafogo, dedicou a vitória do time para o jornalista. Em nome dos demais jogadores, o camisa 10 homenageou o ilustres profissional:

- Como capitão venho aqui representar o grupo de jogadores. Queríamos dedicar essa vitória para o nosso torcedor ilustre. Tive o prazer de conhecê-lo em 2007. Nessas horas temos de valorizar a vida, e ver que ela vale muito. Ficamos triste quando perdemos uma pessoa tão querida. Em nome dos atletas queríamos agradecer ao nosso torcedor e deixar um consolo importante aos familiares.
(Lancenet)

Morte de doméstica atropelada na Alameda revolta moradores

Após o sepultamento da vítima, houve protesto na via expressa. Presidente de associação de moradores diz que este teria sido o quinto acidente no local em apenas uma semana

Duas manifestações tumultuaram o trânsito da Alameda São Boaventura, no final da tarde de ontem e noite de domingo. Os protestos foram por conta da morte da empregada doméstica Silvia Regina Paulino Monteiro, de 45 anos, atropelada por um ônibus da Viação Fagundes, linha 484 (Alcântara-Niterói), no final da noite de domingo, na faixa exclusiva, sentido Centro. A vítima chegou a ser encaminhada ao Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal), no Fonseca, onde morreu em decorrência dos graves ferimentos. 

Logo após o acidente, o tumulto começou. Cerca de 20 policiais do 12º BPM precisaram intervir, quando moradores da região tentaram atear fogo ao coletivo, interrompendo a pista sentido Centro com paus e pedras. Testemunhas disseram que o sinal estaria aberto para os pedestres, e o motorista teria passado em alta velocidade. Já o motorista teria dito à polícia que o sinal estaria aberto para o coletivo quando Silvia cruzou a pista.

Ontem, após o sepultamento da doméstica, que levou mais de 200 pessoas ao Cemitério do Maruí, no Barreto, houve nova manifestação. Cerca de 50 moradores da Vila Ipiranga, onde a doméstica trabalhava, voltou a invadir a Alameda. 

O protesto interditou a via, na altura do número 617, por cerca de 30 minutos. Aos gritos de “Justiça” e “Corredor da Morte”, policiais do 12º BPM voltaram a intervir para dispersar os manifestantes.

Insegurança – O presidente da Associação dos Moradores da Vila Ipiranga, Celso Santos, disse que este teria sido o quinto atropelamento em apenas uma semana de funcionamento do Corredor Viário. Para ele, a reeducação dos pedestres deveria ser considerada tão importante quanto a conscientização dos motoristas. Os moradores pedem ajustes nos sinais, com exibição de cronômetros e instalação de grades ao redor das baias.

“A instalação das grades obrigará as pessoas a caminhar até a faixa para atravessar”, argumentou.

A NitTrans informou que o tempo semafórico está de acordo com as contagens para  travessia segura, mas prometeu intensificar o trabalho no Corredor com distribuição de panfletos e colocação de cartazes, destacando as condutas para evitar riscos.

A Viação Fagundes não se manifestou sobre o acidente até o fechamento desta edição.

(O Fluminense )

segunda-feira, 29 de março de 2010

Império do Amor decide pela terceira vez

Léo Moura comemora assistência perfeita para o gol de Love

A fase do Império do Amor impressiona. Juntos, Adriano e Vagner Love marcaram mais da metade dos gols do Flamengo e seguem aterrorizando os zagueiros adversários. Ontem, pela terceira vez consecutiva, os dois resolveram o jogo para o Flamengo. Anteriormente, os jogos contra Botafogo, com dois gols marcados por Adriano, e Tigres, com dois de Adriano e um de Love, já tinham sido resolvidos pelo Império do Amor.

O retrospecto positivo faz com que os dois jogadores briguem pela artilharia do Campeonato Carioca a cada jogo. Vagner Love lidera com 12 gols marcados, enquanto Adriano já marcou 11.
– Essa disputa com o Adriano é boa para o próprio Flamengo. Só tem a ajudar cada vez mais a equipe na competição – afirmou Love.

LÉO MOURA E A ASSISTÊNCIA

Quem também comemorou o sucesso da dupla no Campeonato Carioca foi o lateral Léo Moura. O jogador foi o autor do cruzamento na medida para Vagner Love cabecear para o chão e estufar as redes. Segundo o camisa 2, o lance lembrou a assistência de Jorginho para Romário na semifinal da Copa do Mundo de 1994, contra a Holanda, nos EUA.

– Sempre pego carona com o Vagner Love e conversamos bastante sobre isso. Pude contribuir com o cruzamento e ele me consagrou. Foi um lance parecido com o do Jorginho para o Romário,em 1994. Até comentei isso com ele no vestiário – vibrou.

O Imperador Adriano mais uma vez não comemorou o gol marcado e deixou o Engenhão sem conceder qualquer entrevista.
(Lancenet)

Dodô celebra reencontro com o gol no Vasco após má fase

Artilheiro dos gols bonitos marcou no clássico contra o Fluminense

Autor do segundo gol do Vasco na vitória do time sobre o Fluminense no clássico deste domingo, no Maracanã, Dodô reencontrou o caminho das redes. Após fase conturbada na Colina, o artilheiro dos gols bonitos comemorou o resultado.

Segundo o atacante, mesmo com as cobranças da torcida vascaína neste período, ele não deixou de trabalhar com seriedade. E contra o Fluminense, foi recompensado com o que sabe fazer melhor: gol.
- É muito importante voltar a fazer gols. Eu continuei trabalhando forte e consegui ser recompensado com o gol. Estou feliz que pude ajudar o time do Vasco a conquistar essa vitória tão importante - declarou Dodô.

O jogador também elogiou a postura do Vasco no clássico contra o Fluminense. Segundo ele, o cruzmaltino jogou de forma inteligente e a equipe foi compensada com a vantagem no placar.
- Conseguimos nos segurar bem na partida. Jogamos de forma inteligente, Tivemos tranquilidade e fomos precisos dentro de campo. O resultado foi compensado com os gols - analisou.

Com o triunfo, o Vasco alcançou 12 pontos ultrapassando América e Macaé no Grupo B. O cruzmaltino encerra a fase de classificação da Taça Rio contra o Duque de Caxias, no Marrentão. 
(Lancenet)

Lindberg é candidato ao Senado

Prefeito de Nova Iguaçu vence as prévias do PT na disputa com a secretária de Assistência Social, Benedita da Silva


Lindberg Farias será o candidato do PT ao Senado nas eleições de outubro. O prefeito de Nova Iguaçu venceu a secretária estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Benedita da Silva, nas prévias do partido realizadas ontem.

A vitória de Lindberg foi anunciada pelo presidente do PT no Rio, Luiz Sérgio, por volta das 20h de ontem, quando haviam sido apurados 59,8% do total de votos. Naquele momento da apuração, segundo os dirigentes do PT, Lindberg já havia alcançado a maioria de 68,9% (12.566 votos), inviabilizando uma possível virada de Benedita, que tinha 31,1% (5.661 votos). A última parcial também indicava 42 votos brancos e 30 nulos.

“O resultado foi muito além do esperado. Eu não contava com essa diferença toda porque estava disputando com Benedita da Silva, que é um grande nome. Acredito que a minha vitória reflita uma mudança de ciclo, dando chance ao surgimento de novas lideranças. As pessoas querem um PT altivo, que futuramente tenha um projeto de governo”, afirmou Lindberg, frisando que o PT vai apoiar a reeleição do governador Sérgio Cabral.

Antes de embarcar para Brasília — onde participará hoje do lançamento do Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC-2) — Lindberg destacou que o PT do Rio sai unido das prévias para a vaga do Senado. “Quando começamos a disputa, havia uma preocupação, mas não houve fissuras na minha relação com a Benedita. Estou esperando o momento certo para ligar para ela, a quem respeito muito. O PT está muito unido. Tenho certeza de que essa vitória nas prévias vai fortalecer minha candidatura”, disse Lindberg.

As prévias do PT aconteceram em todo o Estado do Rio, entre as 8h e 17h de ontem. Benedita foi a primeira a votar, por volta das 9h, no Morro de Chapéu Mangueira. Lindberg votou no Esporte Clube Iguaçuano, em Nova Iguaçu, por volta das 11h.


A contagem de votos teve início no fim da tarde e prosseguiu até o fim da noite. Desde o início da apuração o prefeito de Nova Iguaçu liderou as prévias, abrindo vantagem. Quando a vitória de Lindberg foi anunciada, o presidente do PT, Luiz Sérgio, informou que faltava a contagem de votos de algumas urnas das regiões Norte e Noroeste do estado, que não alterariam o resultado.
(O Dia)

sábado, 27 de março de 2010

Plano de trânsito promete gerar polêmica na Zona Sul de Niterói

Ideia do projeto Jaime Lerner de retirar os pontos de ônibus da Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, é criticada por representantes de entidades comerciais do bairro

Antes mesmo de sair do papel, o Plano Municipal de Transporte e Trânsito, elaborado pelo arquiteto Jaime Lerner, já está gerando polêmica. É que entre as medidas estudadas está a possibilidade de retirar os pontos de ônibus da Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, na Zona Sul da cidade. O anúncio foi feito pelo presidente da Niterói Trânsito e Transportes (NitTrans), Sérgio Marcolini, durante audiência pública, realizada na noite de quinta-feira, na Câmara de Vereadores de Niterói.

O novo plano de trânsito é baseado na implantação do sistema Bus Rapid Transit (BRT), que prevê a criação de corredores expressos para ônibus articulados em vias consideradas estratégicas na cidade. Em Icaraí, as avenidas Jornalista Alberto Francisco Torres (Praia de Icaraí) e a Roberto Silveira farão parte do eixo de integração entre os coletivos.

Como a frota de ônibus deve ser racionalizada, os veículos que passarem pelo bairro devem passar a trafegar apenas nessas duas ruas. A medida teria como objetivo desafogar a Rua Gavião Peixoto, possibilidade que vem causando preocupação em representantes de entidades comerciais.

Segundo o presidente do Sindicato dos Lojistas de Niterói (Sindilojas), José Luiz Pascoal, os estudos para implantação do projeto de Jaime Lerner ainda estão em fase preliminar e não é possível avaliar as consequências dessa possível mudança. O presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Fabiano Gonçalves, informou que a retirada de pontos de ônibus da Gavião Peixoto deve mesmo gerar queda no movimento. Mas, para ele, outras medidas devem ser tomadas pela Prefeitura para minimizar os transtornos aos comerciantes da região.
(Fluminense - Thiago Lontra)

sexta-feira, 26 de março de 2010

Treinos na Baía de Guanabara abrem a temporada do Class 1

O Rio irá ouvir, a partir das 12h30 de sexta-feira, os primeiros roncos dos motores dos barcos que irão competir do GP Brasil Class 1 de Motonáutica – abertura da temporada mundial da modalidade. A corrida, trazida pela empresa EBX e inédita na América do Sul, ocorre na cidade até domingo e poderá ser vista da Marina da Glória, para o público pagante, e da Praia do Flamengo, gratuitamente.
Sexta-feira serão apenas treinos livres. Sábado, a partir das 10h, começa o treino classificatório, que irá definir o grid para a primeira prova, às 14h30 do mesmo dia. Esta primeira corrida irá determinar o grid da segunda prova, que começa às 14h30 do domingo.

Ao todo, serão sete barcos de cinco equipes, provenientes da Itália, Emirados Árabes, Noruega e San Marino. Cada barco é equipado com dois motores de 900 cavalos de potência – que podem levar os barcos de quase cinco toneladas a mais de 250 km por hora. Cada embarcação é tripulada por dois profissionais: um piloto e um throttleman, que comanda o throttle (injetor de combustível), sendo responsável pela aceleração e desaceleração do barco.

 A atual campeã mundial Victory, dos Emirados Árabes, vencedora do ano passado, chega ao Brasil com duas embarcações: a Fazza 3 – vencedora de sete dos nove GPs de 2009, e a Fazza 1 – que levou os outros dois prêmios do mesmo ano. 

Mais de um milhão de espectadores são esperados para assistir aos três dias do evento na Praia do Flamengo - por onde passa a reta principal do circuito. Já a Marina da Glória, onde também haverá lojas, restaurantes e DJs, pode receber até 3 mil espectadores pagantes.

A estrutura montada para o evento deve ser desmontada até seis dias após o evento, que segue para Arendal, na Noruega, sede da segunda corrida de 2010. Romênia, Itália, Abu Dhabi e Dubai serão outros destinos da temporada.

Norueguesa é a primeira mulher desde 1992

Dentre todos os corredores – pilotos e throttlemen –, um se destaca. Ou melhor: uma. É a norueguesa Marit Stromoy, da equipe Welmax Offshore, única mulher da corrida, que não tinha uma representante feminina desde 1992, com Monica Rampezotti. Antes de Monica, outras três mulheres haviam integrado o grid da competição: Giovanna Repossi, Amanuela Colletta e Betty Cook, campeã em 1977 e 1979.

– Se eu conquistar a metade do que a Betty conquistou já vou estar satisfeita. Sei que é a minha estreia na Class 1, mas não vim apenas para fazer turismo – declarou Marit, que nunca havia conhecido o Rio de Janeiro. 

Marit começou sua carreira de corredora em 1989, aos 12 anos. Em 2007, inovou, tornando-se a primeira mulher a competir no Formula 1 World Powerboat Championship. Desde então, a norueguesa já conquistou três títulos europeus na categoria S-550, além de competir nos Mundiais de F-2000, onde foi eleita "novata do ano" e nas 24 horas de Rouen, na França, onde subiu ao pódio três vezes. 
(JB)

Renato Russo 50 anos

Dia 27 de março de 1960. Cinquenta anos atrás, Renato Manfredini Júnior nascia. Falar de sua importância para a Música Popular Brasileira é chover no molhado. Ao lado de Cazuza, Renato Russo é considerado até hoje o principal porta-voz da geração 80 de nossa música. Foram oito discos de estúdio lançados ao lado da Legião Urbana e mais dois solos. E isso sem contar os póstumos que volta e meia saem por aí.

Do punk do Aborto Elétrico ao romantismo piegas de "Strani amore", muita coisa aconteceu na carreira de Renato Russo. Em 36 anos, a sua obra nem foi tão grande. Mas foi grandiosa. Cada álbum lançado era, de fato, um Álbum. Tudo muito bem feito e bem pensado. Desde a capa, passando pela ordem das músicas, os títulos... Valeu a pena. O perfeccionismo - e a genialidade - de Renato Russo fez com que a sua banda entrasse para a história. A principal banda do BRock. Canções eternas. Tão eternas que, 14 anos após a morte do compositor, continuam sendo cantadas em qualquer lugar, por pessoas de todas as classes sociais e de todas as idades.

Fazer isso possível não é fácil. Mas o Filho da Revolução conseguiu. As suas letras tocavam os corações das pessoas. Renato Russo era um amigo. Parecia que cada uma de suas letras havia sido escrita para você. "Aonde está você agora além de aqui, dentro de mim?" "Ninguém respeita a Constituição, mas todos acreditam no futuro da nação." "Quando tudo está perdido, sempre existe um caminho." "Mentir pra si mesmo é sempre a pior mentira." "Triste coisa é querer bem a quem não sabe perdoar." "Uma menina me ensinou quase tudo o que eu sei". "Nem foi tempo perdido, somos tão jovens." "E hoje em dia, como é que se diz eu te amo?" "SERÁ QUE VAMOS CONSEGUIR VENCER?"

Versinhos tão simples, mas que dizem tanta coisa. Quem teve a oportunidade de assistir a um show da Legião Urbana, sabe bem disse. As apresentações de Renato e companhia eram verdadeiras missas. Dezenas de milhares de pessoas cantando tudo. Aos berros. Do início ao fim. Como nunca acontecera antes. E, pode ter certeza, nunca mais acontecerá.

A Aids calou o Poeta no dia 11 de outubro de 1996. As músicas ainda ecoam nos corações dos fãs. Nos últimos anos poucas coisas mudaram no país. "Que país é esse?", escrita em 1978, continua mais atual do que nunca. Renato Russo, apesar da crítica sempre mordaz, plantou algumas sementes na cabeça daquela juventude da década de 80. Será que essa mesma juventude conseguirá mudar alguma coisa?

Nos seus aniversários, Renato Russo costumava descer até a portaria de seu prédio, na rua Nascimento e Silva, em Ipanema, para comemorar junto com os seus fãs. Talvez isso explique porque ele conseguia tocar o coração deles de forma tão profunda. No sábado, ele não descerá à portaria. Certamente seria uma festa.

Feliz aniversário!


"E mesmo sem te ver
Acho até que estou indo bem
Só apareço, por assim dizer
Quando convém aparecer
Ou quando quero
Quando quero

Desenho toda a calçada
Acaba o giz, tem tijolo de construção
Eu rabisco o sol que a chuva apagou
Quero que saibas que me lembro
Queria até que pudesses me ver
És parte ainda do que me faz forte
E, pra ser honesto,
Só um pouquinho infeliz

Mas tudo bem
Tudo bem, tudo bem...

Lá vem, lá vem, lá vem
De novo:
Acho que estou gostando de alguém
E é de ti que não me esquecerei

Quando quero
Quando quero
Quando quero

Eu rabisco o sol que a chuva apagou...
Acho que estou gostando de alguém..."


(SRZD)

Gol de Caio dá vitória ao Botafogo contra o Volta Redonda

Em casa, Caio decidiu mais uma vez a favor do Botafogo. Na sua cidade natal, o talismã fez o único gol da partida entre Botafogo e Volta Redonda e colocou o Glorioso na liderança do grupo B novamente, com 13 pontos, dois a mais que o América - segundo colocado. O Botafogo volta a campo na próxima segunda-feira, às 19h30, contra o Boavista, em partida válida pela sétima rodada da Taça Rio.
(Agência Rio de Notícias)

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 25 milhões

56 bilhetes acertaram cinco números e vão receber R$ 30.323,49.
Outras 5.145 apostas acertaram a quadra e vão receber R$ 471,50.


Nenhum apostador acertou as seis dezenas sorteadas pela Caixa Econômica Federal, nesta quarta-feira (24), pelo concurso número 1.164 da Mega-Sena.

Confira os números sorteados:

06 – 14 – 17 – 26 – 40 – 49

Segundo a Caixa, 56 apostas acertaram cinco números e cada uma vai receber R$ 30.323,49.

Outras 5.145 apostas acertaram quatro números e cada uma receberá R$ 471,50.

Segundo a Caixa, o prêmio acumulado para o próximo concurso é R$ 25 milhões.

Assaltantes são presos após perseguição e troca de tiros em Niterói


Dois homens foram presos e dois menores apreendidos, após tentativa de assalto. Niguém ficou ferido 

Uma tentativa de assalto terminou em perseguição e troca de tiros por ruas da Zona Sul de Niterói, na madrugada desta sexta-feira. Dois homens foram presos e dois menores apreendidos, durante um cerco feito por policiais do 12º BPM (Niterói). O bando tentou roubar o carro de um vendedor autônomo, de 34 anos, que conseguiu fugir e avisou a polícia.     

O vendedor foi abordado pelos criminosos, quando estacionou o carro em um quiosque, em Gragoatá, na orla marítima da cidade. Ainda de acordo com a vítima, ao sair de seu carro, um dos menores apontou uma arma em sua direção. O vendedor retornou ao veículo e fugiu. Os bandidos fizeram vários disparos. Um dos tiros atingiu a lataria do carro.

Mesmo assustado, o vendedor conseguiu dirigir até o Centro, onde avisou a dois policiais militares, que estavam em uma cabine, na Praça do Rink. Os militares embarcaram no carro da vítima e retornaram ao local, onde foram recebidos a tiros pelos criminosos. O bando tentou fugir. Houve perseguição e confronto armado. Ninguém ficou ferido.    
                                 
Foi solicitado reforço policial.Após um cerco, os PMs prenderam  Bruno Rafael Pinheiro, e Marcos Fernando Soares Andrade, ambos de 21 anos. Dois menores, de 16 e 17 anos, foram apreendidos, além de um revólver calibre 38. Nenhum dos envolvidos tinha passagem pela polícia. O caso foi registrado na 78ª DP (Fonseca), delegacia central de flagrantes.       
(O Dia)

quinta-feira, 25 de março de 2010

Secretaria promove ação social na Região Oceânica em Niterói

Projeto ‘Niterói Acessível’ atende centenas de pessoas no Corpo de Bombeiros de Itaipu para diversos serviços. A próxima edição acontece no Largo da Batalha no dia 28 de abril

A Secretaria Municipal de Acessibilidade e Cidadania promoveu ontem a quinta edição do projeto “Niterói Acessível”. A iniciativa reuniu centenas de pessoas no Batalhão do Corpo de Bombeiros de Itaipu. A população teve acesso a informações sobre a gratuidade no transporte para deficientes físicos e idosos, orientação jurídica, identificação civil, explicações sobre o projeto “Ponto a ponto”, etc., além de atrações de dança e música.


A secretária da pasta, Tânia Rodrigues, contou que o projeto começou com a intenção de divulgar o trabalho da Secretaria, que ainda era pouco conhecido pela população.


“A cada edição estamos com mais parcerias. Esse projeto faz com que as associações, assim como as secretarias, mostrem os seus trabalhos, e a população identifique as modificações da cidade na questão da acessibilidade”, avaliou a secretária, anunciando que a próxima edição do evento acontece no dia 28 de abril, no Largo da Batalha.


Parcerias - O evento teve a participação da Caixa Econômica Federal, Secretaria Municipal de Assistência Social, Coordenação dos Direitos das Mulheres (Codim), Fundação Leão XIII, Associação Niteroiense do Deficiente Físico (Andef), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Niterói Trânsito e Transporte (NitTrans), que distribuiu cartilhas sobre o novo esquema de trânsito do Corredor Metropolitano e fez atividades com crianças sobre educação no trânsito. Universidades, Ampla e O FLUMINENSE também participaram da iniciativa.


Para o deputado estadual Comte Bittencourt (PPS), as desvantagens já haviam sido denunciadas pela Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Estado do Rio  (Alerj), da qual é presidente.
“Este indicativo só confirma o que a Comissão já vinha apontando, ou seja, que estes contratos são extremamente desvantajosos para o Estado. O preço de compra é quase o mesmo caso tivesse sido comprado, sendo que, no segundo caso, o produto seria permanente. Estão sendo gastos cerca de R$ 40 milhões por ano com estas locações e quase nenhum está em funcionamento”, avaliou o deputado.


A Secretaria Estadual de Educação informou que o atraso no cronograma do programa Climatizar aconteceu em função das diferentes condições das unidades escolares e a necessidade de várias obras.Ainda segundo a Secretaria, a opção por alugar os aparelhos e não comprar segue uma prática cada vez mais adotada pela iniciativa privada para reduzir custos.

O Fluminense

Campeonato Carioca

Fluminense x Madureira

Com duas rodadas restantes para o término da Taça Rio, o Fluminense deu um importante passo para a classificação às semifinais da competição na noite desta quarta-feira. Em partida tranquila no Estádio Raulino de Oliveira, o clube das Laranjeiras se impôs e derrotou o Madureira por 3 a 1.







Americano x Vasco

O Vasco já pode se preocupar com sua classificação na Taça Rio. Isto porque, nesta quarta-feira, o Gigante da Colina perdeu para o Americano, por 3 a 2, em partida válida pela sexta rodada do returno do Carioca. A derrota custou o emprego do técnico Mancini, demitido após a partida. É a terceira derrota seguida do Vasco na competição (Flamengo, Olaria e Americano). Com este resultado, o Cruzmaltino permanece em terceiro lugar no Grupo B.



Flamengo x Tigres

Segundo colocado na tabela dos artilheiros, com dez gols, um atrás de Vagner Love, goleador do Campeonato Carioca, com 11, Adriano se disse feliz em, talvez, poder ver o Império do Amor mais afinado a cada dia que passa. O Imperador também comentou sobre a facilidade que encontrou para fechar o placar.




(Lancenet)

É preciso manter o RJ em posição de conforto, diz Lobão sobre royalties

Ministro defende que se construa alternativa à emenda Ibsen.
Edison Lobão (PMDB-MA) voltará ao Senado no início de abril.

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou nesta quinta-feira (25) que é preciso realizar uma nova negociação sobre royalties que mantenha os estados produtores, como o Rio de Janeiro, em uma posição de “conforto”. Lobão é senador pelo PMDB do Maranhão e vai retornar à Casa no início de abril porque vai disputar as eleições de outubro. Ele está nessa manhã participando de uma audiência na Comissão de Infraestrutura do Senado sobre o novo marco regulatório da mineração.


Lobão afirmou que a emenda Ibsen Pinheiro, que divide os recursos da exploração de petróleo pelos critérios dos fundos de participação, tem características de “radicalismo”. O ministro defendeu alterações no texto que garantam a preservação de recursos para estados produtores.


“É preciso manter o Rio de Janeiro com a posição de algum conforto, sob pena de criar graves dificuldades de natureza orçamentárias ao estado do Rio de Janeiro. Como o estado do Rio vem recebendo preferencialmente os royalties e participação especial é preciso encontrar uma solução para o assunto”, afirmou o ministro.


Lobão destacou que o ano eleitoral prejudica as discussões, mas afirmou que este ingrediente não é “letal” para as negociações. O ministro lembrou ainda que os projetos tramitam em regime de urgência, o que leva o Congresso a buscar um acordo o mais rápido possível.


De volta ao Senado a partir de abril, Lobão vem sendo cotado para relatar algum dos projetos do pré-sal em alguma comissão. O ministro desconversou sobre o tema e diz que volta como um senador igual aos demais.


“Na minha volta eu não tenho a pretensão se assumir a liderança do encaminhamento dessas proposições, isso é um papel dos lideres. Eu serei apenas um senador igual aos demais e que por ter participado como ministro do encaminhamento dessa solução eu tenho o conhecimento da matéria e posso contribuir em algum momento. Não tenho portanto a pretensão de ser o líder, o coordenador desse assunto no Congresso Nacional”, afirmou o ministro.

Filho de Sarney tem conta de US$ 13 milhões bloqueada na Suíça, diz jornal

Os depósitos foram rastreados a pedido da Justiça brasileira.
Empresário diz que não fala sobre o que 'não conhece'.

O governo da Suíça encontrou e bloqueou uma conta de US$ 13 milhões controlada por Fernando Sarney, filho mais velho de José Sarney (PMDB-AP), presidente do Senado, segundo reportagem publicada nesta quinta-feira (25) pelo jornal "Folha de S.Paulo".


De acordo com o jornal, os depósitos foram rastreados a pedido da Justiça brasileira. O dinheiro não está declarado à Receita. O bloqueio ocorreu quando Fernando tentava enviar recursos da Suíça para Liechtenstein, considerado um paraíso fiscal. 


Segundo a reportagem, o bloqueio da conta é um desdobramento da Operação Faktor (ex-Boi Barrica), da Polícia Federal e do Ministério Público. Neste inquérito, Fernando já foi indiciado por formação de quadrilha, gestão financeira irregular, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.


A medida é administrativa e se comprovado que o dinheiro tem origem ilícita, o bloqueio passará a ter caráter criminal, e os recursos poderão ser repatriados, de acordo com a Folha.


A equipe de reportagem procurou Fernando Sarney e ele disse que soube do assunto através do jornal e afirmou que não falaria do que "não conhece". Também procurada, sua defesa não retornou a ligação. Segundo o senador José Sarney, "Fernando é maior de idade e tem advogado constituído".

segunda-feira, 22 de março de 2010

Corredor Viário provoca caos no trânsito em Niterói

Novo esquema de trânsito provoca falta de informação entre passageiros e um congestionamento de 9 km que pioram o já conhecido engarrafamento na cidade

O corredor viário da Alameda São Boaventura, em Niterói, que teve inauguração no último sábado, já causa transtornos aos motoristas na manhã desta segunda-feira, dia de grande fluxo na cidade. O congestionamento já apresenta cerca de nove quilômetros e alcança o bairro do Colubandê, em São Gonçalo. O engarrafamento na Alameda também provoca reflexos em outras vias com acesso a Ponte, como na Avenida do Contorno, que também já esta engarrafa.

Foram quase 30 meses de obras e R$ 7 milhões em investimento, o novo esquema de tráfego na via faz com que ônibus parem em baias que foram construídas sobre o canal. Na altura do trecho da Caixa d'Água, passageiros abandonam os veículos e caminham até a Alameda. Alguns ainda estão confusos sobre o local certo para pegar a condução.
(O Fluminense)

domingo, 21 de março de 2010

Diferentes fora de campo, Botafogo e Flamengo medem forças no Engenhão

Dentro de campo, Botafogo e Flamengo tem tido bons resultados no ano, o que deveria deixar o ambiente fora dele em absoluta tranquilidade. No entanto, a calmaria só ocorre do lado de General Severiano. Na Gávea, os inúmeros problemas particulares vividos pelas principais estrelas do time deixam o clima carregado. Neste domingo, as equipes se enfrentam às 19h30, no Engenhão, em um duelo entre os tímidos do Bota e os ousados do Flamengo.


Ayrton Senna - The Best

sábado, 20 de março de 2010

Finalmente o Corredor Viário é inaugurado em Niterói

Após 15 anos, entre projetos e obras, o esperado Corredor Viário da Alameda São Boa Ventura, no Fonseca, é concluído e o próximo passo pode ser a linha 3 do metrô

Foram quase 30 meses de obras e R$ 7 milhões em investimento e o Corredor Viário da Alameda São Boaventura, finalmente, começou a operar. O governador Sérgio Cabral esteve no local, em Niterói, para a inauguração do primeiro corredor expresso para ônibus do Estado do Rio de Janeiro. A cerimônia, realizada no Horto do Fonseca, contou com a presença do prefeito da cidade, Jorge Roberto Silveira, do secretário estadual de Transporte Júlio Lopes e de representantes dos governos estadual e municipal. Na ocasião, Cabral anunciou o projeto de desativar a Penitenciária Vieira Ferreira Neto para ampliar a área de lazer da Zona Norte de Niterói, e de iniciar efetivamente as obras da Linha 3 do metrô, que deve ligar Niterói a São Gonçalo.
 
“É um dia de muita alegria para todos nós, porque a qualidade de vida da população vai aumentar”, disse Cabral.

O prefeito Jorge Roberto Silveira lembrou que o Corredor Viário da Alameda vai beneficiar a população não só de Niterói, mas de toda a Região Metropolitana. Ele agradeceu todo o apoio do Governo do Estado para a realização dos projetos no Município e afirmou que as questões partidárias não são mais importantes do que os interesses do povo.

“Não dá mais para os políticos brigarem por questões partidárias. Fico feliz por nossos governos trabalharem como um só”, declarou.

Agilidade - O secretário Júlio Lopes falou da satisfação do Governo do Estado em entregar o Corredor Viário á população. Segundo ele, a conclusão das obras é um marco na história do Estado por se tratar de um projeto pioneiro, implantado em uma das principais vias da Região Metropolitana. O corredor vai receber 250 mil usuários por dia e 115 linhas de ônibus. A expectativa é de que a velocidade média de travessia da Alameda salte de 9 para 24 Km/h.

“A entrega do Corredor viário é um marco por termos vencido uma série de obstáculos. Esperamos que esse projeto abra caminho para muitos outros no Estado”, disse.

Ainda de acordo com Lopes, o Corredor segue o princípio do sistema Bus Rapid Transit (BRT) e os planos do Governo são de criar na Avenida Brasil, que corta 28 bairros do Rio. 

Em seguida o presidente da Federação da Empresas de Transporte de Passageiros do Rio de Janeiro (Fetranspor), Marcos Lélis Teixeira, parabenizou o município pela iniciativa de implantar o corredor. Ele classificou a atual gestão como um governo que prioriza o transporte público, dando exemplo para o Estado. 

Operação - Logo após a cerimônia de inauguração, baias para ônibus começaram a operar oficialmente. Coletivos municipais e intermunicipais passaram a trafegar apenas pelas faixas seletivas e a entrar nas estações que foram criadas ao longo da Alameda. Mas, antes disso, o governador já havia testado o trajeto. Ele, o prefeito Jorge Roberto e as equipes de governo estadual e municipal chegaram ao evento de ônibus, parando na Estação Horto e caminhando até o palanque.

“Deixa a gente apreciar essa verdadeira obra de arte”, declarou o governador caminhando pela estação.
Agentes da NitTrans trabalharam durante todo o dia orientando os motoristas e as cartilhas informativas continuaram sendo distribuídas pela cidade.

Projetos - Durante a cerimônia de inauguração do Corredor Viário, o Governador Sérgio Cabral anunciou dois outros projetos para a região. Um deles é a desativação da Penitenciária Vieira Ferreira Neto, no Fonseca. Localizada na Alameda São Boaventura, em frente ao Horto Botânico do Fonseca, a unidade prisional vai dar lugar a uma área de lazer para a população. 

“Queremos transformar a área no ‘Campo de São Bento da Zona Norte’”, disse.
Segundo o subsecretário de Estado da Região Metropolitana, Alexandre Felipe Mendes, a proposta para criação do parque partiu do Prefeito Jorge Roberto Silveira e foi, imediatamente, aceita pelo governador. Alexandre Felipe informou que, na terça-feira, deve procurar a equipe da Prefeitura para começar a conversar sobre os primeiros estudos para viabilizar o projeto.

O governador também anunciou que as obras da Linha 3 do metrô têm previsão de início ainda em 2010. O Governo já teria em caixa R$ 60 milhões para o início do projeto, que, no entanto, permanece paralisado pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Segundo Cabral, o Estado está empenhado em resolver os problemas que ele atribuiu à gestão passada, e começar o projeto da linha de metrô, que ligaria Niterói a São Gonçalo.

“Queremos que a Linha 3 saia ainda este ano. Então, estamos resolvendo esse problema que o TCU encontrou, mas que não são da nossa gestão, mas anteriores a ela”, disse.
(O Fluminense)


Dia D dos royalties na segunda

Lula abre agenda para encontrar o governador. Os dois vão discutir saída para o impasse criado pela Emenda Ibsen aprovada na Câmara, que faz o estado perder R$ 7 bilhões. No Congresso, Rio tenta mudar voto de 69 senadores

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o governador do Rio, Sérgio Cabral, discutem na segunda-feira uma saída para o impasse da divisão dos royalties do pré-sal. Lula participará, pela manhã, do V Fórum Urbano Mundial, que acontece no Rio. Ele decidiu permanecer mais tempo na cidade e abriu a agenda para discutir com Cabral uma alternativa à decisão da Câmara, que reduzirá em R$ 7 bilhões as receitas do estado com o petróleo. O governador aposta que o presidente vetará a Emenda Ibsen, caso ela seja aprovada no Senado.

“É mais fácil o Sargento Garcia prender o Zorro do que o presidente Lula não vetar essa barbaridade contra os estados produtores. Eu conheço o presidente. Ele é o presidente mais solidário que o Rio já teve”, disse ontem, após a inauguração da UPA 24 horas de Teresópolis.

A bancada de senadores do Rio terá muito trabalho para evitar que a emenda seja aprovada. A sinalização de que o embate na Casa será acirrado está nos discursos de parlamentares dos estados beneficiados pela proposta de distribuição de recursos. O senador Roberto Cavalcanti (PRB-PB), por exemplo, deu o tom do grau de dificuldade que parlamentares de estados não-produtores terão para negociar a questão.

Ele advertiu que a discussão deve acontecer sem o risco do “atropelo pela maioria”. Mas deixou claro que se houver embate o Rio perde de goleada.
“O endurecimento das posições, notadamente dos estados produtores, não interessa a ninguém, mas se o confronto for inevitável, o placar que se anuncia é o mais eloquente possível: 69 X 12. Isso porque somos 23 estados não-produtores interessados na mudança do modelo”, contabilizou.
(O Dia)

quinta-feira, 18 de março de 2010

Boate é assaltada no bairro de São Francisco

Armados com fuzis, os criminosos teriam se passado por policiais civis quando anunciaram o assalto na casa noturna e levaram cerca de vinte mil reais mais equipamentos de segurança

A polícia está investigando uma quadrilha que assaltou, no último domingo, a recém-inaugurada boate La Vie, na Avenida Quintino Bocaiúva, em São Francisco, Zona Sul de Niterói. De acordo com informações policiais, três homens armados com duas pistolas e um fuzil, usando roupas falsas da Polícia Civil, fizeram reféns oito funcionários do estabelecimento, entre eles dois seguranças armados, um gerente e cinco operadores de caixa, e roubaram R$ 20,2 mil em espécie, dois aparelhos celulares e uma torre de monitoramento que armazenava as imagens do circuito interno de TV. O caso foi registrado na 79ª DP (Jurujuba) e as investigações vêm sendo mantidas em sigilo.

Os proprietários da casa noturna, que pediram para não serem identificados, disseram que os bandidos chegaram por volta das 8h30min e se apresentaram como policiais civis, alegando que queriam apurar denúncias de assaltos na região. Ainda de acordo com os donos, ao abrirem a porta, os funcionários foram rendidos numa ação rápida que não ofereceu reação por parte dos seguranças.

“Eles rapidamente anunciaram o assalto com as armas apontadas, colocaram todos os reféns agrupados em um canto e obrigaram que eles ficassem sentados com a cabeça entre as pernas. Os três estavam bem vestidos, com calças jeans, sapatos e camisas da Polícia Civil. Os funcionários não puderam dizer as características físicas dos criminosos porque estavam nervosos e com as cabeças baixas. No entanto, perceberam que eles aparentavam ter entre 30 e 35 anos”, informou um dos donos da boate.

Segurança vai ser reforçada

Inaugurada em 14 de janeiro deste ano, a boate La Vie acabou invadida e assaltada por criminosos dois meses depois. Os proprietários da casa noturna lamentaram o episódio, mas avaliaram que serviu para melhorar o sistema de segurança da casa. 

“Não dá para contar com a segurança pública. Após esse assalto, fizemos um investimento forte com cofres, três alarmes conectados diretamente com a central, monitoramento com câmeras on line, carro forte para recolher os valores e equipes de segurança com dez homens que só vão embora depois do fechamento total da casa”, ressaltou um dos donos do estabelecimento.

Funcionários e clientes de outros estabelecimentos comerciais da orla de São Francisco também reclamam da falta de segurança na região. De acordo com o dono de um restaurante da Avenida Quintino Bocaiúva, que pediu para não ser identificado, poucos lugares na cidade têm um centro boêmio que funciona todos os finais de semana e durante as madrugadas.

“Essa movimentação de pessoas, onde o dinheiro circula, é um verdadeiro chamariz para assaltantes. O policiamento nos fins de semana aqui na orla deveria ser mais eficiente”, avaliou.

O comandante do 12º BPM (Niterói), tenente-coronel Ruy Sérgio França, não foi encontrado para comentar o caso. Ele e oficiais do batalhão teriam sido convocados para a manifestação pelos royalties do petróleo  no Centro do Rio.

Memória – Não é raro criminosos usarem disfarces para cometerem crimes. Em agosto de 2006, quatro homens vestindo ternos pretos e se passando por oficiais de Justiça assaltaram uma mansão em São Francisco, na Zona Sul de Niterói. Em julho do mesmo ano, dez bandidos fortemente armados e com roupas da Polícia Federal roubaram um bingo em Botafogo, na Zona Sul do Rio. No ano anterior, outro bingo foi assaltado em Itaipu, na Região Oceânica de Niterói, por homens armados e com camisas da Polícia Civil. Na ocasião, eles chegaram a usar um carro com giroscópio, um tipo de sirene usada em viaturas policiais.

O Fluminense

Batalha pela riqueza do pré-sal está esquentando, diz o 'The New York Times'

A edição desta quinta-feira do The New York Times fala a respeito da discussão sobre a emenda que redistribui os royalties do pré-sal entre os Estados e sobre os protestos que ocorreram no Rio de Janeiro. "A batalha pelas riquezas recém descobertas está esquentando", diz o jornal, que descreve a Emenda Ibsen como um "choque" para o Rio.


Ao comentar sobre o dano que ocorrerá nas finanças do Rio de Janeiro, o jornal coloca a figura de Sérgio Cabral como a principal na luta pelos royalties. "Cabral, aliado do presidente Lula, organizou uma grande marcha pelas ruas do Rio na tarde de quarta para protestar contra a medida do Congresso. Apesar da chuva, dezenas de milhares de pessoas apareceram, muitas delas funcionários públicos que ganharam o dia de folga e chegaram de ônibus de todas as partes do Estado", comenta o correspondente brasileiro do jornal.
(Terra)

quarta-feira, 17 de março de 2010

Royalties: Emenda Ìbsen afeta 89 dos 92 municípios do Rio

Ao todo, 89 dos 92 municípios fluminenses serão prejudicados caso a emenda Ibsen seja sancionada. Além das áreas de educação e saúde, infraestrutura e saneamento estão em risco. Os prefeitos alegam que o corte da renda proveniente dos royalties do petróleo inviabiliza a maioria dos projetos vigentes.
Campos deixaria de receber R$ 1,1 bilhão. Se tudo caminhar a favor de Ibsen, o município terá de se contentar com apenas R$ 1,5 milhão, ou menos de 0,5% do que recebeu em 2009. O dinheiro é suficiente para manter apenas um hospital na cidade, de 434 mil habitantes.

– Se a emenda for sancionada, teremos que paralisar projetos estruturantes, como o Bairro Legal, que já está em sete comunidades; a passagem a R$ 1 vai acabar; a vacina contra meningite também – lamentou a prefeita Rosinha Garotinho. – Os hospitais conveniados vão deixar de receber repasses da prefeitura, as reformas de escolas e postos de saúde vão parar – acrescenta.

Em Macaé, os royalties também são utilizados em infraestrutura, saúde e educação. Mas os serviços de iluminação pública, limpeza e manutenção ficarão comprometidos se a verba despencar dos atuais R$ 344 milhões para R$ 3 milhões, como prevê a emenda.

– Esta semana deixamos de assinar alguns contratos, receosos da queda no orçamento – disse o prefeito Riverton Mussi.

Cabo Frio será obrigada a fechar as portas de quatro dos seis hospitais da cidade.

– Educação a gente consegue tocar, mas obras de infraestrutura serão totalmente paradas. Será a falência de todos os municípios produtores – garante o prefeito Marcos Mendes. 

Em Quissamã, que periga perder mais de R$ 87 milhões, o prefeito Armando Cunha Carneiro admitiu que projetos já orçados terão de ficar no papel.

– Destinamos R$ 24 milhões para a construção de um porto em parceria com Campos. Assumimos este compromisso com a cidade vizinha mas não poderemos cumpri-lo – lamenta.

O secretário de Fazenda de Angra dos Reis, Jorge Irineu, diz que a perda da receita inviabiliza a construção de um prédio destinado a situações de emergência.

– Investimentos em contenção de encostas também não poderão ser feitos – contabiliza, admitindo que cenas como a do Revéillon, quando várias pessoas morreram soterradas em Ilha Grande, podem se repetir. 

Carlos Augusto Balthazar, prefeito de Rio da Ostras prevê prejuízo próximo dos R$ 220 milhões.

– A população saltou de 45 mil, em 2005, para 96 mil ano passado. Com os royalties foi possível adequar o município às demandas desse aumento populacional. Calçamos ruas, fizemos prontos de socorro, ampliamos as redes de ensino e de saneamento. 

Em São João da Barra, um pacote de obras no valor de R$ 80 milhões pode ser interrompido. Obras para a construção de escolas e calçamento incompletas. 
(Caio de Menezes, Carolina Monteiro e Marcelo Fernandes, Jornal do Brasil)

terça-feira, 16 de março de 2010

Niterói e São Gonçalo sofrem com a falta de energia

Moradores de vários bairros dos dois municípios sofrem com a falta de abastecimento de energia elétrica. Temporal derrubou galhos e árvores inteiras sobre a rede

No final da tarde, motivados pela falta de luz que completava 24 horas, moradores de diversos bairros de Niterói e São Gonçalo como Icaraí, Jurujuba, Engenhoca, Porto da Madama, Paraíso, Jardim Catarina, Maria Paula e Gradim realizaram protestos em diversas ruas da cidade, queimando pneus e pedaços de madeira, na esperança de chamar a atenção da concessionária para restabelecer o fornecimento de energia. Uma chuva de verão acompanhada de fortes ventos, no domingo à noite, foi o bastante para gerar um novo colapso no fornecimento de energia na Região Metropolitana do Rio. 


A falta de luz começou, na maioria dos bairros, por volta das 18h30, junto com o vendaval e a tempestade de verão. Dessa vez a falta de luz parece ter atingido todas as regiões das cidades do Rio, Niterói e São Gonçalo. 

A redação de O Fluminense recebeu ao longo do dia mais de 80 reclamações oriundas de, pelo menos, 40 bairros e comunidades diferentes, como Baldeador, Fonseca, Barreto, Santa Rosa, Icaraí, São Francisco e Charitas.

Em muitos casos, a falta de luz passou até de 24 horas. 

Prejuízos - Comerciantes e moradores contabilizaram os prejuízos depois de tantas horas sem energia elétrica. O comerciante

Ricardo Heffer Matheus perdeu o movimento do dia, todo o pão que estava pronto para assar e parte dos frios.

“Contando o que tive que jogar fora e o movimento, perdi mais de R$ 2 mil”, disse.

A professora de informática Deborah França mostrou, por sua vez, a geladeira com a comida estragada.

“Perdi toda a comida que estava na geladeira, sem falar na noite de calor sem poder ligar o ventilador”, reclamou.

A dona de casa Fátima Rodrigues tem um filho com diabetes e gasta cerca de R$ 120 em medicação por semana, que precisa ser armazenada na geladeira.

“Se a luz não voltar, vou perder cinco ampolas de cada insulina, como vou fazer com o meu filho?”, questionou.

Moradores de Itaipu vão acionar Ampla na Justiça

Os moradores da Rua Esmeralda Valladares (antiga 24), no loteamento Soter, Itaipu, vão entrar com um pedido de representação no Ministério Público Estadual (MPE), para que seja feito um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) com a Ampla, e no Juizado Especial Cível, apelando para o Código de Defesa do Consumidor. 

O Ministério Público Estadual informou que há muitas reclamações oriundas da ouvidoria e representações públicas com queixas contra a concessionária.

O secretário geral da Comissão de Moradores de Niterói (ComNit) Ricardo Pache de Farias, disse que já está na hora da Justiça atuar no cumprimento da lei. 

“A Ampla está deixando de cumprir o Código de Defesa do Consumidor, o mínimo que se pode exigir é que essas pessoas sejam ressarcidas de seus prejuízos”, acusou.

O ComNit pretende mover uma ação conjunta contra a concessionária, e divulga os telefones 7610-9388 e 8598-4512 para os interessados.

Dia de ‘reconstrução’ nos bairros

Por toda a cidade, o clima, ontem de manhã, era de desolação. Pessoas varrendo as calçadas, árvores caídas e falta de luz. Muitos telhados que foram arrancados pela tempestade de domingo eram recolocados pelos próprios moradores antes de seguirem para o trabalho. Enfim, a população teve um dia cheio de prejuízo e necessidade de reconstrução. Na Rua Visconde de Sepetiba, no Centro, seis árvores tombaram com o vento e estavam deitadas em parte da rua, atrapalhando o trânsito. Na Rua Fróes da Cruz esquina com Visconde de Itaboraí, um galho caído causou um curto-circuito na rede, que começou a pegar fogo. Todo o quarteirão ficou sem luz, também desde as 18 horas de domingo.

Na Rua João Brasil, no Fonseca, uma árvore enorme bloqueava toda a calçada e parte da pista em frente ao número 736. Os moradores e pedestres precisavam se arriscar na curva, com pouca visibilidade, para poder passar. 

A dona de casa Lúcia Lopes, de 67 anos, precisava levar o neto à escola e temia a travessia.
“Se não tirarem a árvore daqui ele vai perder a aula, não vou andar com ele no meio da rua”, reclamou.

De acordo com os moradores, a árvore só foi retirada às 16 horas, quando a equipe da Prefeitura chegou ao local.

A Ampla informou que é responsável por realizar apenas a poda de galhos de árvores que estão em contato direto com a rede elétrica. A Ampla ainda informou que dobrou o seu efetivo e está trabalhando para normalizar completamente a situação o mais rápido possível.
(O Fluminense - Alessandro Guimarães(Foto))

Rodada do Campeonato Carioca - Taça Rio

Após 357 dias, o Maior do Mundo o Maracanã voltou a viver as grandes emoções de um Flamengo x Vasco. E, no duelo entre os campeões das séries A e B do Brasileirão 2009, melhor para o Flamengo, que venceu por 1 a 0 o Clássico dos Milhões. Com um duelo a parte entre Dodô e Bruno, o camisa número um rubro negro defendeu dois pênaltis do camisa 10 vascaino.

 Na próxima rodada, o Vasco encara o Olaria, no sábado. Antes disso, enfrenta o ASA, em Maceió, no jogo de ida da segunda fase da Copa do Brasil. O Flamengo viaja para Santiago, onde encara o Universidad de Chile, pela Libertadores. Depois, faz o clássico contra o Botafogo, no domingo, no Maracanã.

Botafogo supera Olaria, temporal e apagão. Houve futebol durante 60 minutos. E foi neste período que o Botafogo construiu sua vitória por 2 a 0 sobre o Olaria, neste domingo, pela Taça Rio. Debaixo de um temporal que causou queda de energia no Engenhão e paralisou a partida. O Olaria entrou em campo ontem como o melhor clube entre os considerados pequenos do Campeonato Carioca, mas o Botafogo não quis saber disso e nem da forte chuva, que causou apagão e deixou o jogo paralisado.

Flu só empata com o América: 1 a 1 equipe passou maus bocados no Engenhão. O Tricolor assume a liderança provisória do Grupo A da Taça Rio, com 10 pontos. A ausência de Conca e o mau dia da revelação Wellington Silva contaminarão o time.
(Arthur Garcia - Informativo Niterói)

segunda-feira, 15 de março de 2010

Vocês lembram dos Anões do Orçamento? O Deputado Ibsen Pinheiro é um deles

Anões do Orçamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Os chamados "Anões do Orçamento" foram congressistas brasileiros que no final dos anos 80 e início dos anos 90 se envolveram em fraudes com recursos do Orçamento da União até serem descobertos e investigados, em 1993, perante uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) de grande repercussão. A denominação de "anões" era uma alusão a coincidência de serem os principais envolvidos homens de baixa estatura física.

História

Os "Anões do Orçamento" foram descobertos em outubro de 1993, a partir das denúncias do economista José Carlos Alves dos Santos, integrante da quadrilha e chefe da assessoria técnica da Comissão do Orçamento do Congresso.

As revelações levaram à realização de uma CPI no Congresso Nacional que durante três meses esmiuçou o esquema de propinas montado por deputados que atuavam na comissão. Foram 18 acusados. Seis foram cassados, oito absolvidos e quatro preferiram renunciar para fugir da punição e da inelegibilidade.

O rastreamento das contas bancárias acabou derrubando o presidente da Câmara, Ibsen Pinheiro (PMDB), o líder do PMDB, deputado Genebaldo Corrêa (BA) e o deputado baiano João Alves de Almeida (falecido em 2004), suposto chefe do esquema. Alves lavava o dinheiro comprando cartões de loteria premiados.

Havia dois esquemas fraudulentos. No primeiro, parlamentares faziam emendas remetendo dinheiro para entidades filantrópicas ligadas a parentes e laranjas. Mas o principal eram os acertos com grandes empreiteiras para a inclusão de verbas orçamentárias para grandes obras, em troca de polpudas comissões.

O ex-chefe da Assessoria de Orçamento do Senado, José Carlos Alves dos Santos, ao denunciar as irregularidade, fez desmontar o esquema. Mas ele próprio foi preso e acusado de assassinar a esposa, Ana Elizabeth Lofrano, que ameaçava denunciar os podres da máfia. Na casa dele foi achada uma mala com mais de US$ 600 mil.

A situação de José Carlos se complicou com a prisão de dois cúmplices, que mostraram o local onde enterraram o corpo de Ana Elizabeth, após a terem matado a golpes de pedra e picareta em novembro de 1992, na presença do marido. O assessor foi condenado a 20 anos de prisão. Em sua defesa, acusou os ex-deputados João Alves e Ricardo Fiúza como os verdadeiros mandantes do assassinato de sua mulher.

Na cadeia, José Carlos tentou o suicídio, mas foi salvo. Quase dez anos depois, já em liberdade condicional, amarga uma vida solitária e sem atrativos. Não frequenta mais as altas rodas a que estava acostumado e teve a aposentadoria cortada pelo Senado. Mas, ao contrário do que ocorre com a CPI do PC, onde os personagens revelaram os bastidores dos crimes financeiros, muitos segredos dos "Anões do Orçamento" continuam guardados. José Carlos até hoje se nega a falar sobre o assunto.
(Wikipedia)

Cartões-postais ‘vestem’ a camisa em defesa do Rio


Pontos turísticos como Cristo, Maracanã e Theatro Municipal ganham faixas contra Emenda Ibsen. Na quarta, protesto vai reunir 1 milhão

Quando os jogadores do Flamengo e Vasco entraram ontem no gramado do Maracanã com a faixa ‘Contra a covardia, em defesa do Rio’, a cidade já estava coberta do slogan contra a Emenda Ibsen, aprovada na Câmara de Deputados na quarta-feira e que redistribui os royalties do petróleo no País, com perdas de R$ 7,32 bilhões anuais para o Rio.

O Cristo foi um dos primeiros a exibir a faixa. Maracanã, Theatro Municipal, Câmara de Vereadores, Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, a sede da Prefeitura do Rio (Cidade Nova), Palácio Guanabara (Laranjeiras), Casa de Cultura Laura Alvim (Ipanema) e Casa França-Brasil (Centro) também ‘abraçaram a causa’.


Ontem, a Zona Sul teve uma prévia da passeata que o governo organiza para quarta-feira, a partir das 16h, da Candelária à Cinelândia. Manifestantes distribuíram panfletos e seguiram em caminhada pela orla, a partir do Posto 8, em Ipanema.


“Estamos entrando em contato com artistas e grandes nomes do esporte. Teremos performances artísticas ao longo da passeata de quarta”, adiantou o chefe da Casa Civil do Estado, Régis Fichtner. Cerca de 500 mil servidores no estado terão ponto facultativo.


Além de políticos e empresários, artistas e atletas confirmaram adesão à passeata, que, segundo a PM, terá 1 milhão de participantes. O esquema de segurança está sendo traçado. Fernanda Abreu, Mart’nália, Leandro Hassum, Sandra de Sá, AfroReggae, Pixote, Perfeito Fortuna, Cacá Diegues, Neguinho da Beija-Flor, Rômulo Costa e Adriana Behar são alguns dos nomes já confirmados do apoio à campanha. O presidente da Mangueira, Ivo Meireles, promete levar a bateria da escola para a Av. Rio Branco: “É uma causa nobre. O Rio pode perder muitos  investimentos. Estou solidário”.

Apoio de artistas e malhação dos ‘Judas’ da Câmara

O sambista Dudu Nobre se engajou. "As cidades costeiras, de onde se extrai petróleo, têm problemas causados pela exploração. É importante compensar. Ninguém vai para o exterior pegar o dinheiro do agronegócio. Se houvesse cidades com exploração de petróleo no Rio Grande do Sul, (Ibsen Pinheiro, PMDB-RS, autor da emenda) não faria isso. Minha família é de Macaé e vi as mudanças que os royalties fizeram lá”, protestou Dudu, que pretende ir à passeata.


“A gente que é carioca tem que se manifestar. Ficar sem esse dinheiro é horrível. Eu já estou envolvida”, defendeu Martn’ália. “O presidente Lula não vai deixar passar essa agressão que estão tentando fazer com nosso estado. Ele sabe que o Rio será palco, nos próximos 6 anos, dos maiores eventos esportivos do mundo e que o Brasil terá visibilidade internacional sem precedentes. Confiamos também nos senadores que pensam em projetos de futuro para o País”, disse.


Presidente da Fundição Progresso, Perfeito Fortuna afirma que o Baile de Aleluia da Fundição Progresso vai malhar os deputados fluminenses que não votaram contra a emenda. “Na hora de usar a Cidade Maravilhosa em campanha nacional, todos querem. Mas eles não pensam na população. Vamos protestar!”, convocou. Humorista do Zorra Total, Leandro Hassum se disse inconformado com o teor da emenda. “Apoio o movimento”, aderiu.

(O Dia)

domingo, 14 de março de 2010

Obras de saneamento em Piratininga são motivos de queixas na região

Buracos e trânsito lento são problemas enfrentados pelos moradores do bairro. Poeira e falta de segurança na via também estão entre as principais queixas


Moradores e comerciantes da região do entorno da Avenida Almirante Tamandaré, na altura do número 700, em Piratininga, reclamam dos transtornos relacionados à estruturação para canalizar águas de chuva que está sendo instalada pela Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa). Há uma semana, um Voyage branco caiu no buraco escavado para a instalação das manilhas, ferindo quatro pessoas.

As queixas variam entre falta de segurança no trânsito e também nas calçadas, excesso de poeira e o congestionamento constante da via. Os moradores das transversais que passaram a receber o movimento de veículos também se queixam de que as ruas não têm infraestrutura para suportar a carga, que as casas foram devassadas e que a poeira beira o insuportável.

A Prefeitura de Niterói informou que as obras referentes à macrodrenagem do canal do Santo Antônio têm previsão de término no fim de 2010 e que recebe o reforço da NitTrans para amenizar os transtornos comuns a uma obra pública. Disse também que esta é uma intervenção de grande importância para a população e para a cidade, e que os benefícios serão de usufruto de todos, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida.
(O Fluminense-Alcir Ramos)

Domingo tem clássico no Maracanã: Flamengo x Vasco

Partida será válida pela quarta rodada da Taça Rio


Vasco e Flamengo entram em campo neste domingo, às 19h30 no Maracanã, para mais um capítulo da grande rivalidade que envolve os dois clubes. O confronto não acontece há quase um ano, já que em 2009 o Vasco disputou a Série B e os times sós e enfrentaram uma vez, com vitória de 2 a 0 para o Cruzmaltino.
Agora, com os dois fazendo boas campanhas no segundo turno, a partida vale como afirmação e ainda como chance de criar dores de cabeça ao adversário. 

Para o Vasco, o clássico é uma oportunidade para levantar a cabeça. Mesmo com 100% de aproveitamento na Taça Rio, o Gigante ainda não recuperou o bom futebol do início de temporada e vem sendo cobrado pela torcida.

O técnico Vágner Mancini, inclusive, tem trabalhado muito para encontrar uma formação que encaixe. Durante a semana, 17 jogadores foram testados em busca do time ideal. E o time vai sofrer alterações em relação ao jogo contra o Boavista. Souza, suspenso, dará lugar a Paulinho. Mas as mudanças não param por aí. O quarteto ofensivo será desfeito. Elton deixa o time para a entrada de Gustavo. Com três zagueiros, Mancini espera dar mais poder de marcação e facilitar a saída de jogo. 

Com isso, Coutinho volta a jogar mais adiantado. A dúvida é quem será o companheiro de ataque do garoto. Dodô foi sacado do time em algumas atividades e disputa posição com Rafael Coelho. 

- O jogador tem de estar sempre preparado, buscando o espaço no dia a dia. Espero ter sequência, para o jogador é importante. O grupo do Vasco está unido em busca das vitórias - avaliou Gustavo.

No Flamengo, a expectativa fica por conta da volta de Adriano na equipe rubro-negra. A crise que se instalou na Gávea por conta dos problemas pessoais do atacante está cada vez menor e, ao que tudo indica, o Império do Amor estará de volta no domingo.

Artilheiro do Mengão na temporada, com 12 gols em 10 jogos (média de 1,2 gol por partida), Vagner Love está ciente de que o clássico terá jeitão de finalíssima.

- Sempre que o Flamengo entra em campo, entra para vencer. Mas sempre respeitando o adversário. Será um jogo importante, mais uma decisão - garantiu o atacante, ciente de que o Cruzmaltino está mais descansado do que o Rubro-Negro, visto que o Fla voltou da Venezuela ainda na quarta-feira, após o jogo contra o Caracas, pela Libertadores.

- O que nos resta é descansar. O Vasco ficou no Rio treinando especialmente para a partida, mas temos de jogar para vencer - disse.



FICHA TÉCNICA

FLAMENGO X VASCO

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 14/03/10 - 19h30
Árbitro: Péricles Bassols (RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ)

FLAMENGO : Bruno, Léo Moura, Álvaro, Fabrício e Juan; Willians, Toró, Kleberson e Vinicius Pacheco; Adriano e Vagner Love. Técnico: Andrade.

VASCO : Fernando Prass, Fernando, Titi e Gustavo; Élder Granja, Paulinho, Rafael Carioca, Carlos Alberto e Márcio Careca; Phlippe Coutinho e Rafael Coelho. Técnico: Vágner Mancini.
(Lancenet)