terça-feira, 31 de maio de 2011

Sujeira na Baía de Guanabara


(Foto do Jornal O Dia / Clque do Leitor:Leonardo Lima)

Conca recebe homenagem e vira 'carioca'

 Normalmente tímido, Conca agradeceu ao microfone meio sem jeito. A mulher do jogador, a carioca Paula Araújo, de 21 anos, esteve no evento e se emocionou com a homenagem ao marido. O ponto baixo da cerimônia foi a gafe cometida pela organização, que colocou parte do hino do Flamengo para tocar.

"Fui muito bem acolhido aqui. O carioca conseguiu fazer com que eu me soltasse. Hoje não tenho vontade de sair dessa cidade e quero continuar por mais tempo no Rio de Janeiro", disse Conca.(O Dia)

Guardadores ilegais viram garotos propaganda em Niterói


‘Flanelinhas’ foram flagrados usando ‘uniforme’ de empresa de monitoramento por GPS. Atitude irrita secretário municipal e Prefeitura avisa que vai investigar denúncia

Flanelinhas irregulares continuaram agindo impunemente em vários pontos de Niterói. Na tarde desta segunda-feira, três deles exigiam dinheiro de motoristas que estacionavam em frente a um restaurante da Praia de Charitas, na Zona Sul da cidade. Chamava atenção o fato de todos estarem vestidos com camisa laranja, de uma empresa de monitoramento de veículos por satélite, com sede em Niterói.

Um deles contou que a empresa pagou para eles usarem as camisas com a propaganda devido ao contato direto com os motoristas. A denúncia irritou o secretário municipal de Segurança e Controle Urbano, Wolney Trindade, que enviará guardas ao local para checar a informação. Ele também irá notificar a delegacia de Jurujuba (79ª DP) e o 12º BPM  (Niterói).  

“Se nós confirmarmos que essa empresa está pagando esses flanelinhas para fazer propaganda, ela poderá sofrer ação fiscal. A empresa será, inclusive, multada por propaganda ilegal. É um absurdo que uma instituição com sede na cidade incentive e financie atividades irregulares”, declarou Wolney. 

A ação impune dos flanelinhas na cidade não é novidade para o secretário, que já enviou dossiê à Secretaria de Estado de Segurança Pública, como mostrou o jornal Fluminense na edição de sábado. Mesmo sem autorização para explorar o serviço, guardadores irregulares chegam a exigir R$ 20 de motoristas em troca de vagas em espaços públicos, em especial durante a noite. Os que não cedem à chantagem acabam tendo seus carros danificados ou sofrem agressões físicas.

Uma moradora de São Francisco confirmou que o grupo cobra valores abusivos, mas que os frequentadores do local têm medo de denunciar.

“Moro em São Francisco, o bairro que mais tem flanelinhas na cidade e morro de medo deles, porque eles ameaçam mesmo. A fama que rola é de que são todos ligados a coisas ruins, mas não tenho coragem de denunciar por medo de represália. Fico feliz que alguém quer tomar uma atitude quanto a esse horror que se espalhou pela cidade”, desabafou.

Cinco flanelinhas que atuam há 15 anos na região seriam moradores do Morro do Preventório. Outro grupo assumiria o serviço à noite. Um deles revelou que o valor cobrado varia de acordo com o modelo do carro, mas considerou essa uma forma honesta de ganhar e sugeriu até que a Prefeitura legalizasse a ação deles no local.

A Prefeitura, por sua vez, informou que não vai legalizar a atividade e a Nit Park é a única empresa autorizada a explorar a atividade em pontos permitidos.

MP denuncia - A 4ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal da 2ª Central de Inquéritos denunciou nesta segunda-feira um ex-flanelinha de Niterói pelo crime de homicídio duplamente qualificado. Ele matou a tiros um ex-colega de ofício, em plena luz do dia, no Centro, em abril deste ano. (O Fluminense)

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Construção do mergulhão vai mudar rotina do trânsito no Centro da cidade


Obras na Avenida Marquês de Paraná começam nesta semana e os motoristas vão encontrar algumas mudanças no caminho, entre a Amaral Peixoto e a Rua Dr. Celestino

As obras para a construção de um mergulhão na Avenida Marquês de Paraná, no Centro, começam esta semana e os motoristas encontrarão algumas mudanças no caminho. A Emusa, através da Diretoria de Pequenos Reparos, já está fazendo a remoção do canteiro central para viabilizar o acesso à Rua Euzébio de Queiroz, e a Diretoria de Manutenção fará o remanejamento das redes de águas pluviais e acompanhará os serviços das concessionárias.

O empreendimento, que será entre a Avenida Amaral Peixoto e Rua Doutor Celestino no sentido Icaraí, é parte do projeto de trânsito traçado pelo arquiteto Jaime Lerner para a cidade e visa desafogar o tráfego na principal avenida de acesso à Ponte Rio-Niterói. A primeira fase das obras, no entanto, interfere mais no trajeto para quem precisa acessar o Centro.

Automóveis e caminhões procedentes de Icaraí terão acesso ao Centro através das ruas Euzébio de Queiróz e Marquês de Olinda, chegando à Avenida Amaral Peixoto. Os ônibus não terão seus itinerários alterados, por enquanto, continuando a utilizar a faixa exclusiva para entrar no Centro.

O trânsito vai operar em esquema especial, monitorado pelas equipes da Subsecretaria Municipal de Trânsito e operadores da NitTrans. Para os motoristas que vêm de Icaraí em direção à Ponte Rio-Niterói, não haverá alterações no trajeto nesta primeira fase da obra.

Cronograma – A Niterói, Transporte e Trânsito (NitTrans) informou que já realizou prospecção para identificação de todas as redes de serviços públicos e que está mantendo contato com as concessionárias.
Segundo a Prefeitura, a Águas de Niterói e a Oi iniciam, na quarta, o remanejamento de suas galerias, de acordo com o traçado acordado com a NitTrans. O Executivo Municipal não tem previsão, ainda, a respeito do término das obras.

“O período de duração da primeira fase das obras só poderá ser determinado após o início dos trabalhos de remanejamento. Enquanto isso, a Prefeitura de Niterói fará ações preliminares para a segunda fase do projeto, quando serão efetuadas obras de terraplanagem e fundações do mergulhão”, informou, em nota.

O que modifica no trajeto

De Icaraí para a Ponte – Não há mudanças.

De Icaraí para o Centro – O motorista que sai de Icaraí em direção ao Centro deve pegar a Rua Euzébio de Queirós (à esquerda) e entrar na Rua Marquês de Olinda (à direita) e enfim chegar na Avenida Amaral Peixoto (à esquerda). Mas a sugestão é para que os motoristas utilizem o trajeto da orla, por Icaraí, Ingá e Gragoatá. O estacionamento está proibido nas ruas Euzébio de Queirós e Marquês de Olinda.
Da Ponte para Icaraí - Os motoristas que vierem da ponte devem entrar na Avenida Amaral Peixoto (à direita), virar na Rua Professor Manoel de Abreu (à esquerda) e pegar a Rua Doutor Celestino (à esquerda) para chegar à Avenida Marquês do Paraná. O estacionamento na Rua Doutor Celestino está proibido.

Hospital Antônio Pedro – Poderá ser feito pelas entradas do Bairro de Fátima, através da Rua Andrade Pinto. As ambulâncias, no entanto, poderão cruzar as pistas para acessar diretamente os hospitais situados no Bairro de Fátima, durante o socorro de pacientes. Caso o motorista venha do Centro e queira ir para o hospital deverá ir até Icaraí e voltar.

Projeto complexo
O Plano Lerner foi elaborado em 2009. Baseado no modelo de modernização do trânsito de Curitiba, o ex-prefeito da capital paranaense projetou para Niterói um sistema de transporte que funcionaria com linhas de ônibus atuando de forma semelhante a um metrô de superfície. Segundo o projeto, serão cinco terminais de ônibus na cidade – sendo dois principais: um no Largo da Batalha e outro no Terminal Rodoviário João Goulart, e três de integração no Caramujo, Charitas e na Região Oceânica.

Os estudos da equipe técnica de Jaime Lerner apontaram como principal problema da cidade a falta de opções para obras viárias. Por isso, o arquiteto propôs o alargamento da Avenida Marquês do Paraná e a criação de um mergulhão para diminuir o congestionamento na principal via de acesso à Ponte Rio-Niterói. A estimativa é que as novidades exigirão investimentos de R$ 205 milhões.

Nos planos desenvolvidos pela equipe Lerner, 94 ônibus de modelos articulados ou padrão, farão a ligação entre os terminais. O passageiro não precisará pagar uma nova passagem ao desembarcar em uma das estações para pegar outro ônibus. Com isso, o número de  veículos circulando cairia drasticamente na cidade. Atualmente, o sistema opera com 600 ônibus, transportando diariamente 235 mil passageiros.

Ainda estão previstos no projeto do arquiteto Jaime Lerner alternativas de transporte marítimo, na travessia da Baía de Guanabara, ligando o Rio a Niterói e São Gonçalo. Além de modificações em vias auxiliares.(O Fluminense)

Ressaca em Niterói chega até às ruas e destrói calçadão


Ondas de três metros avançaram sobre as calçadas e atingiram prédios na orla da Zona Sul. Bombeiros recomendam que banhistas não se aproximem do mar.

Desde a madrugada, ondas fortes e altas avançaram sobre as calçadas e atingiram prédios na orla da Zona Sul da cidade e invadiram diversas garagens. Na Região Oceânica, a praia de Itacoatiara foi interditada. Os Bombeiros recomendam que banhistas não se aproximem do mar. (O Fluminense)

Veja como foram os times do Rio nesta rodada do Brasileirão.

Maicosuel supera mais uma meta e emociona técnico

De volta ao Engenhão em jogos oficiais após lesão no joelho esquerdo, apoiador mostra maturidade

Maicosuel lesionou o joelho esquerdo em 22 de setembro de 2010 em jogo no Engenhão, contra o Vasco, e no último sábado voltou a realizar uma partida oficial no estádio, diante do Santos. Recuperado do problema na parte clínica, o Mago mostrou que também não guarda traumas na parte psicológica.

Expressinho do Vasco bate América-MG e mantém 100%

Com o time reserva, o Cruz-Matino derrotou o Coelho, com gols de Bernardo, Enrico e Elton, e chegou à segunda vitória consecutiva 

Os jogadores reservas do Vasco receberam o América-MG na noite deste domingo, em São Januário e, mais uma vez, o Expressinho não fez feio, garantindo a invencibilidade cruz-maltina no Brasileiro. Com gols de Bernado, Enrico e Elton, a equipe de Ricardo Gomes venceu por 3 a 0 e assumiu a liderança da competição ao lado do Atlético-MG. 

Fluminense consegue a primeira vitória no Brasileiro na despedida de Enderson

Deco mais uma vez foi substituído pelo técnico tricolor. Meia disse que não sentiu lesão nem cansaço

O Fluminense foi até Goiânia e venceu o Atlético Goianiense por 1 a 0, neste domingo, no Estádio do Serra Dourada, em Goiânia, pela segunda rodada do Brasileirão. Leandro Euzébio marcou de cabeça para o time tricolor aos 13 do primeiro tempo. Foram os três primeiros pontos do Fluminense na competição. O Atlético continuou com os três pontos conquistados após a vitória fora de casa contra o Coritiba, na primeira rodada.

Flamengo - Egídio: 'A torcida tem reconhecido o meu esforço'

Curiosamente o camisa 6 tem melhorado as suas atuações após o anúncio de Junior Cesar

Curiosamente Egídio começou a mostrar o futebol que a diretoria apostava no início da temporada após o acerto do Flamengo com Junior Cesar.  O esforço durante a partida acabou recompensado com o belo gol, o da virada do clube carioca sobre o Bahia, no domingo, no estádio do Pituaçu.

Na comemoração, a demonstração de carinho dos companheiros. Quase o time todo foi festejar com o lateral-esquerdo, mas provavelmente ele deverá perder a vaga de titular para Junior Cesar na partida contra o Corinthians, neste domingo, no Engenhão.(Lancenet)

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Lua pode conter tanta água quanto a Terra, indica estudo


A Lua poderia ter muito mais água do que o imaginado, talvez tanta quanto a Terra, uma descoberta que lança dúvidas sobre a formação do satélite, indica um estudo divulgado esta quinta-feira nos Estados Unidos. Durante muito tempo acreditou-se que a Lua fosse um local seco e poeirento até que, há poucos anos, descobriu-se água pela primeira vez.

Agora, cientistas da Case Western Reserve University, do Carnegie Institution for Science, e a Brown University acreditam que no interior da Lua haja 100 vezes mais água do que o que se pensava inicialmente. As descobertas foram feitas com o uso de um instrumento de precisão, chamado NanoSIMS 50L - um microanalisador de íons - para examinar o magma lunar ou pequenas quantidades de rocha derretida, coletada pela Apolo 17, a última missão americana à Lua, em 1972.

"Estas amostras são a melhor janela que temos para (calcular) a quantidade de água no interior da Lua", disse James Van Orman, co-autor do estudo e professor de ciências geológicas do Case Western Reserve.
"O interior parece ser bastante similar no interior da Terra, razão pela qual sabemos sobre a abundância de água", acrescentou. As descobertas foram publicadas na edição de 26 de maio de Science Express. A mesma equipe publicou um trabalho na Nature em 2008, descrevendo a primeira evidência da presença de água nos cristais vulcânicos trazidos pelas missões Apolo.

"O essencial é que em 2008 dissemos que o conteúdo primitivo de água no magma lunar deveria ser similar à água contida na lava proveniente da drenagem do manto superior da Terra", disse o co-autor do estudo, Alberto Saal. "Agora, provamos que este é o caso", acrescentou.

Enquanto as descobertas corroboram a teoria longamente sustentada de que a Lua e a Terra têm origens comuns, também lançam dúvidas sobre a crença de que a Lua pode ter se formado após um desprendimento da Terra, perdendo boa parte de sua umidade neste processo de alta temperatura.

Segundo esta teoria, de "enorme impacto" nos anos 1970, a Lua se formou depois que o nosso planeta colidiu com uma rocha espacial ou planeta 4,5 bilhões de anos atrás. "Esta nova pesquisa revela que aspectos desta teoria devem ser reavaliados", destacou o estudo.

As descobertas também levantam interrogações sobre as teorias que afirmam que o gelo encontrado nas crateras dos polos lunares pode ser resultante do impacto de meteoros, sugerindo que parte do mesmo pode ter provindo da erupção de magmas lunares.

A agência espacial americana (Nasa) anunciou, em 2009, que duas naves enviadas à Lua para colidir com a superfície do satélite descobriram pela primeira vez água congelada, uma revelação considerada um enorme passo adiante na exploração espacial.(AFP/Terra)

10 Anos do Gol de Petkovic aos 43 minutos - 27 de Maio de 2001 - Homenagem ao Petkovic













 Valeu Pet, nunca esqueceremos de você!


quinta-feira, 26 de maio de 2011

Dupla é presa com entorpecentes na Praça da Cantareira, São Domingos


Dois homens, acusados de vender drogas para viciados da localidade, foram presos com maconha em forma de tabletes. Repressão ao tráfico segue de forma intensa na região

Dois homens foram presos no início da noite desta quarta-feira na Praça da Cantareira, em São Domingos, acusados de vender drogas para viciados que freqüentam a região. Segundo policiais militares do 12º BPM (Niterói), responsáveis pelas prisões, com os acusados foram apreendidas 11 trouxinhas de maconha em forma de tabletes e determinada quantia em dinheiro.

Policiais do Batalhão de Niterói vêm realizando incursões constantes nos últimos dias após últimos incidentes em torno dos morros do Palácio (Ingá), Estado, Chácara e do Arroz, (ambos no Centro).

Na noite da última terça-feira, PMs fizeram uma operação no Morro do Estado após denúncias de moradores assustados com o tiroteio entre supostos traficantes de drogas.

Os presos na Cantareira foram levados para depor na Central de Flagrantes da 78ª DP (Fonseca) depois de passarem primeiro na 76ª DP (Centro).(O Fluminense)

Briga entre duas moradoras de rua provoca grande confusão em Icaraí


De acordo com testemunhas, mulheres se agrediram fisicamente e quebraram os vidros do carro de um morador da Rua Lopes Trovão. Casos como esse seriam frequentes no local

Uma briga envolvendo duas moradoras de rua na noite de quarta-feira provocou grandes transtornos na Rua Lopes Trovão, em Icaraí, Zona Sul de Niterói. De acordo com testemunhas, duas mulheres se agrediram fisicamente e quebraram os vidros do carro de um morador.

Segundo os moradores, casos como esse são constantes no local. O caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí) e uma ambulância foi chamada para socorrer uma mulher que acabou ferida. Ela foi encaminhada para o Hospital Estadual Azevedo Lima (HEAL), no Fonseca.(O Fluminense)

Medo domina os arredores da Alameda São Boaventura

Moradores temem insegurança após criação do Corredor Viário. De dia, movimento é grande, mas ao cair da noite local fica deserto e perigoso, aumentando criminalidade

Durante o dia, a Alameda São Boaventura, no Fonseca, é uma via com grande movimentação de pessoas e veículos. Mas, com o cair da noite, essa circulação diminui, dando lugar aos riscos de assaltos e ataques de criminosos. Moradores do local relatam que com a construção do Corredor Viário e a instalação de todos os pontos de ônibus no centro da pista, as calçadas ficam desertas e perigosas. Eles exigem mais policiamento para o local.

Os pontos considerados mais críticos são na altura do Ponto Cem Réis e próximo à Rua Desembargador Lima Castro. Nos últimos meses, três mulheres foram atacadas por um estuprador. Todas foram abordadas por ele na Alameda São Boaventura, justamente no trecho próximo à Avenida João Brasil. O homem acabou preso, na semana passada, com ajuda de populares. 

A única região considerada mais segura é a da 78ª DP, que fica na esquina com a Rua Tenente Osório, devido à passagem de policiais militares. Ainda assim, alguns comerciantes do local tomaram medidas para se precaver.

“Antes o meu bar ficava aberto até às 22 horas, mas agora, às 20 horas eu já estou fechando. A rua fica muito vazia e escura. Temos medo de expor os clientes e os funcionários. Não tem mais patrulha à noite, antigamente eu via”, disse um comerciante e morador do local, de 47 anos.

A dona de um salão de beleza nesta mesma via contou que duas clientes já foram assaltadas na saída de seu estabelecimento. Ela disse que a maior preocupação é no fim de semana, quando elas precisam trabalhar até mais tarde.

“Nós soubemos que algumas pessoas ficam paradas perto do Horto, esperando  os pedestres passarem para assaltar. As árvores são muito grandes e atrapalham a iluminação. Eu vi um homem estranho, liguei para a Polícia Militar para avisar, mas nenhum policial veio ver o que estava acontecendo. Estamos sem assistência”, reclamou a proprietária do estabelecimento.

Medo - A dona de casa Terezinha Borges, de 62 anos, contou que tem ouvido muitos casos de assaltos e pequenos furtos na localidade do Bairro Chic. 

“Percebo que as calçadas ficam muito vazias à noite e nós somos obrigados a andar pelos pontos de ônibus no meio da Alameda. Os pedestres acabam atravessando onde não deveriam, só para fugir dos assaltantes”, relatou.

No mês de março foram registrados 57 roubos a transeuntes na área da 78ª DP, nem todos ocorridos na Alameda São Boaventura. O comandante do 12º BPM, tenente-coronel Paulo Henrique Moraes, informou que esse número está dentro das metas da Secretaria de Estado de Segurança Pública.

“Há vários meses as ocorrências da Zona Norte não superam as exigências da Secretaria. Ainda assim realizamos rondas de carros e motos nos pontos mais críticos. A Alameda também conta com patrulhamento fixo até às 22h”, afirmou.

 A diretoria de Iluminação Pública de Niterói esclareceu que a Alameda São Boaventura é uma avenida dotada de iluminação suficiente e eficaz segundo os parâmetros da Eletrobras e ainda teve reforço de iluminação nas áreas de embarque e desembarque.

Com relação às ruas adjacentes, a Prefeitura informou que está fazendo um mapeamento da cidade, para implantar um projeto macro para melhoria de iluminação pública visando a segurança.(O Fluminense)

Promoção Groupon de Hoje: Espaço Renova

Escolha o melhor pacote para você no Espaço Renova. 2 opções de 12 sessões de estética, de R$ 960,00 por R$ 99,90.


O frio já está acabando e o clima esquentou, momento em que queremos exibir nas praias e piscinas um corpo em forma. Mas se você ainda não se considera nem perto de fazer isso, não há motivos para desespero. Temos uma oferta completinha para deixar seu corpo pronto para horas de alegria ao sol. E, o que é melhor, você escolhe o pacote que mais se encaixa no seu perfil. Avaliação + 4 sessões de carboxiterapia + 4 de Heccus + 4 de Massagem modeladora ou avaliação + 4 de Heccus + 4 de corrente australiana + 4 de massagem turbinada, de R$ 960,00 por R$ 99,90, no Espaço Renova. 

A carboxiterapia melhora a circulação e oxigenação dos tecidos e estimula a formação de colágeno e novas fibras elásticas. É indicado para amenizar a celulite, estrias, flacidez (inclusive aquela do famoso “tchauzinho”) e gordura localizada. 

O Heccus é a união da tecnologia e segurança em busca dos melhores resultados. Suas aplicações ativam o sistema linfático, aumentando o metabolismo local, promovendo a queda das células de gordura e melhorando o tecido. O tratamento atenua a celulite, melhora a textura da pele e define a musculatura.
Não deixe para a próxima estação a promessa de cuidar o corpo. Aproveite essa oferta!

Espaço Renova

Rua Maestro Felício Toledo, 495 - Sala 506 , 24030-101 Niterói


 

Dilma suspende "kit anti-homofobia" para escolas

A presidente Dilma Rousseff determinou nesta quarta-feira a suspensão da elaboração do "kit anti-homofobia", um material sobre a homossexualidade e o combate à homofobia que seria distribuído em escolas públicas e havia gerado protestos de grupos religiosos.

A polêmica sobre esse material cresceu nos últimos dias, sobretudo depois que o Supremo Tribunal Federal decidiu que a união civil entre duas pessoas do mesmo sexo é equivalente à união heterossexual perante a lei. Grupos católicos e evangélicos criticaram a decisão judicial e alertaram sobre projetos que, segundo afirmaram, pretendiam "induzir" os adolescentes que estudam em escolas públicas à homossexualidade.

Na quinta-feira passada o ministro da Educação, Fernando Haddad teve reunião com parlamentares da bancada evangélica e disse que a pasta não fará mudanças no material que compõe os kits de combate a homofobia.

Porém, nessa quarta-feira o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse que o governo entendeu que "seria prudente não editar esse material". Carvalho explicou que Dilma tomou sua decisão após conversar sobre o assunto com parlamentares de diversas religiões que criticaram o projeto.
O material estava sendo elaborado por empresas contratadas pelo Ministério da Educação (MEC) e seria distribuído ao final de cursos sobre direitos humanos e minorias que devem ser ministrados para alunos do Ensino Médio de escolas públicas.

Segundo o MEC havia antecipado, o material que estava em preparação incluía vídeos que mostravam como o amor surgia entre dois meninos ou entre duas meninas, além de depoimentos de travestis e transexuais sobre suas vidas e relações amorosas.

Carvalho disse que, após conversar nesta quarta-feira com os parlamentares que se opõem ao projeto, Dilma decidiu ainda que "daqui para frente todo material que versar sobre costumes será feito a partir de consultas mais amplas à sociedade".(EFE)

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Um carro MIX: Healey Woodie -1948




Petkovic revela desejo de se tornar treinador

Aos 38 anos, sérvio fará sua despedida pelo Fla em partidas oficiais no dia 5 de junho, contra o Corinthians, no Engenhão

Prestes a fazer sua despedida dos gramados, o sérvio Petkovic disse que pretende se tornar  técnico logo depois que pendurar as chuteiras de forma oficial. Em entrevista ao programa "Bem, Amigos", do SporTV, ele afirmou que pretende passar aos mais jovens a experiência que adquiriu como atleta:

- Ainda tenho vínculo com o Flamengo, vejamos como vou ser aproveitado depois. Depois que me aposentar, quero virar técnico. Meus amigos, ex-treinadores, sempre disseram que eu poderia ir bem na profissão, por ter experiência, conhecer outras culturas. Sempre fugi disso, mas a maneira que posso ajudar a partir de agora é ensinando o que sei. Então, vamos lá.

O jogador, que fará seu último jogo oficial no dia 5 de junho, contra o Corinthians, pelo Brasileiro, ainda disse que a ideia de se despedir da torcida em um jogo competitivo partiu do técnico Vanderlei Luxemburgo. Pet ainda fará um amistoso em 9 de agosto, na Sérvia, em que vestirá as camisas do Flamengo e do Estrela Vermelha, uma em cada tempo.

- Não sei quanto tempo vou jogar contra o Corinthians. Esse tipo de coisa sempre vai depender do Luxemburgo. A ideia de fazer minha despedida nesse jogo partiu dele, aliás. Me perguntaram se eu queria um jogo festivo ou um jogo 'à vera'. Eu disse que preferia um festivo, mas o Vanderlei me sugeriu que fosse contra o Corinthians. Pensei e aceitei. Por isso antecipei minha despedida - disse Pet. (Lancenet)

terça-feira, 24 de maio de 2011

Dia dos Namorados.

Lançamento do Livro "A Construção Naval Militar Brasileira no Século XX"

Hoje, 24 de maio, às 18h30, haverá o lançamento do livro “A Construção Naval Militar Brasileira no Século XX” de autoria do engenheiro naval Eduardo G. Câmara e com distribuição pela SOBENA (Sociedade Brasileira de Engenharia Naval).

O livro, que teve sua “quilha batida” em 2001 e foi produzido com recursos do próprio autor, será lançado no Museu Naval do Rio de Janeiro - Rua D. Manuel, 15 – Centro.


Empresa aérea dos Correios custará R$ 800 milhões ou mais

Segundo anunciado, parceria com a Embraer reduziria custos, incentivaria indústria nacional

Os Correios investirão entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão na criação de sua empresa aérea de transporte de carga, já batizada de CorreiosLog. Já está certo que a estatal vai comprar aviões da Embraer, com prazo de dois anos para entrega, para fazer a subsidiária decolar. A frota está estimada em 15 aeronaves.
 
O objetivo da parceria dos Correios com a Embraer é reduzir custos, incentivar a indústria nacional e gerar empregos. A logística de transporte é um dos problemas mais graves dos Correios. Estudos da estatal indicam que sua capacidade de entregar as correspondências dentro do prazo se esgotará em um ano e meio.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, deu prazo de seis meses para que a direção dos Correios defina o modelo pelo qual deverá colocar a CorreiosLog no ar – se pela compra de empresa já existente ou criação de uma nova empresa – e aprove o plano de negócios, de forma que a subsidiária comece a operar até o primeiro semestre de 2012.

Fonte (Poder Aéreo / Correios)

Júnior César depende do departamento médico para ser anunciado no Fla

Júnior César, ex-São Paulo, espera resultados de exames feitos nesta segunda-feira no clube do Flamengo para ser anunciado pelo time carioca. O Rubro-Negro, que já tem os valores acertados com o Tricolor Paulista, espera parecer do médico Márcio Tannure para, assim, poder apresentar Júnior César como jogador do time da Gávea. Seu contrato com o clube será de três anos.

De acordo com o médico do Flamengo, Márcio Tannure, Júnior César passou por uma bateria de exames e, quando ao ortopédico, está tudo certo. Nesta terça-feira, sairão os resultados dos exames clínico-cardiológicos. Quando for apresentado, o lateral-esquerdo já entrará em campo como titular. Sua contratação foi um pedido do técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, que buscava jogador experiente para ocupar a posição, que estava deficiente.(SRZD)

Minifeiras da Caixa terão 27 mil imóveis

A Caixa Econômica Federal anunciou que as feiras de imóveis que ocorrerão em Niterói e São João de Meriti vão oferecer cerca de 27 mil unidades entre novas, usadas e na planta. As ofertas custam a partir de R$ 50 mil e a maior parte se enquadra no ‘Minha Casa, Minha Vida’. Os juros variam de 4,5% a 13,5% ao ano mais TR (Taxa Referencial) e o financiamento é de até 100%. As construtoras também vão dar prêmios a clientes que comprarem nos eventos.
 
Dias 28 e 29 acontece a Feira do Centro Leste Fluminense, na Concha Acústica de Niterói, em São Domingos. O evento será de 10h às 18h e terá 14.887 imóveis — 10.840 novos e na planta, além de 4.047 usados. Do total, 9.645 são do ‘Minha Casa, Minha Vida’.

Na Baixada serão ofertados 12 mil imóveis, com preços de R$ 80 mil a R$ 500 mil em 4 e 5 de junho, no estacionamento do Shopping Grande Rio. Este ano não haverá cadastramento para famílias com renda de até R$ 1.395.(O Dia)

Fique de olho: acesso de veículos à Zona Norte via Cubango irá mudar

Novo esquema de trânsito altera acessos à Santa Rosa. Rua Vereador Duque Estrada passa a operar em mão dupla nos próximos dias. Outras vias também vão sofrer alterações

Começa a funcionar na próxima quinta-feira um novo esquema de trânsito, elaborado pela NitTrans para ordenar o acesso e saída de Santa Rosa, pela Rua Vereador Duque Estrada, que passa a operar em mão dupla. Novos sinais luminosos estão sendo instalados para orientar os motoristas.

Com o novo esquema, que proíbe o estacionamento em todo o lado esquerdo da Rua Vereador Duque Estrada, motoristas de Icaraí e Santa Rosa que se dirigem à Zona Norte pelo Cubango, poderão acessar a Rua Noronha Torrezão pelas ruas Doutor Sardinha e Vereador Duque Estrada.

E a Nittrans também lembra que será proibido dobrar à esquerda no cruzamento com a Rua Noronha Torrezão para chegar ao Largo do Marrão.(O Fluminense)

PSD quer atrair quadros do município de Niterói para a nova sigla política

Lideranças do partido que ainda está em formação confirmam encontros com políticos da cidade. Legenda corre contra o tempo para se legalizar poucas semanas após se lançar

Em fase de estruturação no País, o PSD no Estado do Rio está sendo comandado pelo deputado federal Arolde de Oliveira e o ex-candidato a vice-presidente na chapa do PSDB, Índio da Costa – ambos egressos do DEM. Por enquanto, segundo Arolde, a fase é de apresentação da proposta do novo partido – lançado há duas semanas num grande ato realizado em São Paulo.

Arolde de Oliveira afirma que, no momento, tem participado de reuniões com inúmeros interessados em conhecer a nova sigla e seus objetivos. A intenção é atrair quadros para montar os diretórios.

“Junto com o ex-deputado federal Índio da Costa, estou com a incumbência de organizar o PSD no estado. Tenho tido encontros e conversado com prefeitos, vereadores e lideranças políticas sem mandato. Nós apresentamos a proposta aos interessados, mas não estamos fazendo filiações. O partido ainda está em fase de criação”, assinalou o parlamentar.

Arolde também revelou ter sido recebido por importante liderança política de Niterói, mas que a pessoa – que ocupa cargo eletivo – só ouviu e não quis revelar se irá ou não para o PSD.(O Fluminense)

Ponte tem o maior lucro em rodovias federais do Rio

Concessionária que administra a via diz que taxa de retorno, de 17%, está dentro do previsto em contrato. Segundo o Tribunal de Contas da União, ideal seria de 8,95%

Os congestionamentos na Ponte Rio-Niterói são diários, mas nas cabines de pedágio o fluxo financeiro não para. Somente em 2009, a CCR Ponte, concessionária responsável pela via, registrou lucro líquido de 25% sobre a receita líquida de mais de R$ 105 milhões. Ou seja, segundo dados do demonstrativo financeiro de 2009 da empresa, em um ano a administração da maior ponte do país rendeu à concessionária mais de R$ 26 milhões.

Segundo o professor de Economia da Universidade Federal Fluminense (UFF), Cláudio Considera, a porcentagem do lucro líquido em relação à receita líquida corresponde à margem de lucro líquido. Com base nesse cálculo, o valor é o maior lucro líquido entre as concessões de rodovias federais do estado. 

No mesmo ano, segundo Demonstrativos Financeiros de 2009 publicados no site da ANTT, a Nova Dutra (BR-116 RJ-SP) registrou um lucro líquido em relação à receita líquida de 23,6%; a Concer (BR- 040 RJ-MG) teve 6,7%; a CRT (BR-116 - RJ), 23,5%; a Autopista Fluminense (BR-101- RJ-ES) teve um prejuízo líquido de 6,4% e a Acciona (BR-116 MG-RJ) registrou um prejuízo líquido de 8,7%, já que ambas iniciaram a cobrança do pedágio em 2009.

Pedágio - De olho na alta rentabilidade da Ponte, o Tribunal de Contas da União (TCU) preparou um relatório que analisa o equilíbrio econômico-financeiro das concessionárias que assumiram rodovias federais na década de 90. Na Ponte Rio-Niterói, o valor do pedágio pelo quilômetro rodado não é barato. Em troca da concessão de 23,34 quilômetros – incluindo os acessos – a CCR cobra pedágio de R$ 4,30 para automóveis. 

Nesse caso, o valor do quilômetro sai por aproximadamente R$ 0,09 – a conta leva em consideração a distância de ida e volta, já que o pedágio é em um único sentido. Enquanto isso, no trecho de 320,1 quilômetros da BR-101 entre a Ponte e a divisa com o Espírito Santo, concedido à Autopista Fluminense em 2008, a taxa é de R$ 14 – somando todas as praças de pedágio –, o que equivale R$ 0,04 por quilômetro, menos da metade do que é cobrado na ponte. 

O peso do pedágio nos bolsos dos usuários motivou o TCU questionar a CCR e outras três concessionárias. O tribunal analisa a manutenção da taxa interna de retorno (TIR) entre 17% e 24%. A TIR é uma taxa média de rentabilidade do capital investido em relação a um determinado período. Segundo o TCU, hoje, o quadro econômico do país permite uma taxa de retorno de 8,95%. 

De acordo com o relatório, iniciado em 2007, a Secretaria de Fiscalização de Desestatização (Sefid), do TCU, apresentou indícios de existência de desequilíbrios econômico-financeiros frente à estabilidade econômica do país entre as concessões feitas na década de 90 e depois de 2007.

“O modelo de concessão da 1ª Etapa pode ser denominado como ‘estático’ pois as rubricas que compõem o fluxo de caixa não se alteram ao longo da execução contratual, nela incluída a taxa de desconto, rentabilidade dos concessionários. Ou seja, as concessionárias de rodovias federais da primeira etapa continuam auferindo rentabilidade que varia de 17 a 24% ao ano, no atual cenário de estabilidade econômica do país, em que a taxa de desconto para o setor é de no máximo  8,95%”, diz o relatório.

Avaliação –  Segundo Cláudio Considera, uma TIR de 17% é uma taxa alta para a a atualidade brasileira. “Essa taxa de retorno só é observada em produtos específicos, que geralmente possuem patentes ou fazem parte de um monopólio. A indústria farmacêutica, por exemplo, possui em média uma taxa de retorno de 14%. Porém, até nestes casos específicos é comum que a taxa de retorno diminua ao longo do tempo”, explica o especialista.

O professor destaca ainda que a TIR de 8,95% é uma taxa positiva que garante a lucratividade da empresa. E é possível reduzir a TIR. “Para a empresa sair de uma taxa de 17% para 8,95%, ela precisa diminuir a arrecadação. No caso da ponte teríamos duas opções: diminuição brutal do pedágio, caindo quase para a metade, ou diminuição do número de usuários”, diz ele.

Debate no TCU
O impasse do relatório do TCU, que está em andamento desde 2007, expõe que, de um lado o Sefid propõe um equilíbrio econômico-financeiro de acordo com a realidade atual do país, e, de outro, as concessionárias dizem que usam as condições estabelecidas na época do contrato de concessão. 

A questão gira em torno da TIR. A CCR Ponte e as demais concessionárias querem manter a TIR igual à estabelecida na década de 90, que está de acordo com a tarifa de pedágio calculada para vencer a licitação.
Já o Sefid sugere uma queda, por conta das mudanças na economia. As concessões feitas a partir de 2007 apresentam esta diminuição, as concessionárias, em sua maioria, trabalham com a TIR abaixo de 9%. 

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) afirma que não existe nenhuma cláusula contratual que diz que a TIR deve se manter durante todo o período de concessão. Porém, alega que a manutenção da TIR é o mecanismo adequado para o equilíbrio do contrato, já que a taxa é estabelecida em função do cenário macroeconômico do momento que antecede a concessão e das incertezas estimadas para o setor durante toda a concessão. A ANTT explica que é com base na TIR que é feito o cálculo da tarifa do pedágio. 

A CCR Ponte se pronunciou sobre o tema, por meio da Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR), por causa do envolvimento de outras concessionárias no relatório. A ABCR disse que manifestou ao TCU que os contratos de concessão da 1ª Etapa do Programa Federal estão equilibrados, pois “estudos e pareceres da associação demonstram que, por razões de ordem jurídica e econômica, deve se manter a imutabilidade da equação econômico-financeira inicial dos contratos de concessão”.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Copa Niteroiense de Kung Fu acontece no próximo domingo


Liceu Nilo Peçanha será palco da celebração da cultura oriental em solo niteroiense. Serão realizadas tradicionais apresentações chinesas como a “Dança do Dragão”


Sua origem remonta há mais de três mil anos, em um território hoje ocupado pela China, mas a arte marcial que incorpora o movimento dos animais para tomar forma segue mais viva do que nunca. Principalmente em Niterói, que dará prova disso no próximo domingo, às 8 horas, quando será realizada no Liceu Nilo Peçanha a segunda edição da Copa Niteroiense de Kung Fu.


Mais do que uma simples competição entre atletas, o evento, que é promovido pelo Centro de Artes Marciais Chinesas (Camac), será a celebração da cultura oriental em solo niteroiense. Serão realizadas apresentações tradicionais do país mais populoso do mundo, como a “Dança do Dragão”, demonstrações de Chi Kung (técnica que consiste em canalizar a energia espiritual para transformá-la em força corporal e possibilitar a quebra de objetos como tijolos), além das modalidades que serão avaliadas em caráter competitivo, como lutas, formas e Tai Chi Chuan.


Os combates serão divididos em três categorias – Sanshou, Kushou e Fight. Serão também avaliadas as demonstrações de Formas (encenação de lutas), com e sem a presença de armas chinesas, assim como Tai Chi Chuan, que mesmo sendo generalizada como arte terapêutica, está inserida na esfera marcial do Kung Fu. A estimativa da organização é de que um número aproximado de 100 atletas de Niterói, São Gonçalo, Maricá e do Rio de Janeiro, todos de nível municipal, participem do evento, que teve sua primeira edição realizada em 2009, no Fonseca Atlético Clube.


O Shifu Marcelo Duarte,  responsável pela organização da competição e representante do estilo Garra de Águia em Niterói, destaca que todas as medidas para garantir a segurança e integridade dos atletas foram tomadas e está otimista para a presença em massa do público no ginásio do colégio. 


“Levamos um ofício para os bombeiros e demais responsáveis pelas boas condições dos lutadores. Uma ambulância estará no local e esperamos um bom número de pessoas”.


Shifu Marcelo também deixa claro que é preciso mudar a imagem que boa parte da sociedade ainda não compreende o Kung Fu em sua plenitude. Interpretações errôneas de que se trata apenas de uma arte marcial e de que o Tai Chi Chuan não é um estilo de luta é comum por exemplo. A arte vai além da defesa pessoal e visa a transformação do ser humano através da milenar filosofia dos monges do oriente.


“É uma arte que ainda está escondida, mas à medida que as pessoas acompanharem acho natural o interesse. Normalmente acham que se trata apenas de uma dança ou filosofia, mas existe a parte da luta e dos torneios”, afirma.


Para vencer as barreiras da falta de incentivo, Marcelo acredita que a popularização do estilo através de projetos sociais e exibições públicas é o caminho mais fácil. Não só como forma de ensinamento de combate corporal, mas também pensando em uma sociedade mais saudável por meio de uma cultura que sobrevive à passagem do tempo.


“Acho que apresentações em praias ou em praças são válidas para que as pessoas entrem em contato com o Kung Fu”, disse.


Estilo apenas observa o crescimento do MMA no mundo

Durante a década de 70, principalmente através do fenômeno cultural desencadeado pelo artista marcial Bruce Lee, o Kung Fu ganhou notoriedade global. Já em 1999, no primeiro filme da trilogia Matrix, ganhou novo gás graças aos efeitos visuais misturados com técnicas da arte marcial chinesa. Entretanto hoje o planeta vive o crescimento de competições de MMA.


Os eventos de artes marciais mistas são sucesso ao redor do mundo, onde atletas de luta olímpica, jiu-jitsu e muay thai, majoritariamente, lutam entre si para provarem quem é o mais completo combatente.


Mesmo conhecida por sua eficiência e velocidade no mundo das artes marciais, o Kung Fu parece observar de longe a evolução dos torneios de MMA. “Não sou o dono do Kung Fu e respeito a palavra do meu mestre. No momento o que ele me diz é para não envolver nosso estilo no meio do profissionalismo, mas continuar com as manifestações culturais”, disse o shifu Marcelo Duarte, ressaltando que não existem restrições para atletas tentarem a sorte no mundo dos octógonos.


“Existem atletas, não aqui, mas em São Paulo, que seguiram esse caminho, o mestre libera. É claro que você vai por risco próprio, mas existem casos sim”. Para o lutador profissional de Kung Fu Leonardo Barbosa, discípulo do shifu Marcelo, o caminho é interessante e por isso ele pretende segui-lo em 2012.


“Caso haja a oportunidade acho muito válido e como já sou atleta profissional de Kung Fu, já tenho um projeto de entrar nesse meio do MMA no ano que vem. Já recebi até convites para participar de eventos, mas não pude ir já que ia lutar no Campeonato Brasileiro de Kung Fu. Mas a expectativa agora é a partir do ano que vem já começar a trabalhar em cima disso”, declara.(O Fluminense)

Ninho do Urubu: um projeto de 27 anos atrás

Terreno do CT foi comprado ainda na década de 80 por ex-presidente George Helal. Clube lança pedra fundamental nesta segunda-feira

Projeto para o Ninho ao lado de uma foto aérea do terreno quando foi comprado em 1984 (Foto: Cléber Mendes)

O Flamengo começa nesta segunda a tornar realidade um projeto esboçado ainda na década de 80. A presidente Patricia Amorim lança, às 11h, a pedra fundamental que marcará o início das obras no Ninho do Urubu. É apenas mais uma etapa do sonho do CT que começou com a compra do terreno de 144 mil metros quadrados em 30 agosto de 1984.

Por 300 milhões de cruzeiros, moeda da época, correspondentes, hoje, a R$ R$ 5.055.160,31, o ex-presidente George Helal adquiriu a área localizada em Vargem Grande, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro.

O CT, inclusive, é batizado com o nome do ex-mandatário rubro-negro que, dirigiu o clube entre 1984 e 1986.

– Quando assumi a presidência, em 84, queria que o clube tivesse um CT para treinar. A ideia amadureceu e, no início daquele ano, começamos a olhar as áreas. Foram 14,15 oferecidas e, no fim, ficaram apenas duas para podermos escolher – contou Helal.

No local onde Ronaldinho, Thiago Neves & Cia. treinam hoje, funcionava o aviário do empresário espanhol Paulino Blanco de Dios.

– O mais curioso é que o local no qual ficam os três campos era onde as aves estavam. Essa área tinha 170 x 100 m², que são parecidos com as dimensões de um campo de futebol – disse George.
Apesar da compra do terreno ter acontecido há 27 anos, o projeto atual para a construção do CT foi elaborado a partir de 2008.

O ex-presidente lamenta o fato de o local não ter sido usufruído nas décadas passadas, mas celebra a transformação do sonho em realidade.

– Ficou parado esse tempo todo. A manutenção era bem pequena e quase não representava uma despesa para o clube. O engraçado é que, na época, Patricia Amorim era minha nadadora. Fico muito feliz que, mesmo depois de tanto tempo, teremos o CT e isso vai passar pelas mãos dela. É uma promessa feita por ela – lembrou o expresidente George Helal.

VALORIZAÇÃO

O vice de patrimônio do Flamengo, Alexandre Wrobel, responsável pelo projeto do Ninho do Urubu, é realista ao admitir que o clube não teria condições de comprar, hoje, o terreno em que será construído o CT do Fla.

Em 27 anos, o terreno sofreu uma valorização de 6.900%.

O preço médio do metro quadrado no local, segundo informou a JCN Imobiliária, é de R$ 2.500. O clube rubro-negro, então, precisaria desembolsar R$ 350 milhões para ter a área de 140 mil metros quadrados.

PASSO A PASSO DA CONSTRUÇÃO DO CT

A posse

O Flamengo comprou o terreno no dia 30 de agosto de 1984. Inicialmente, o CT seria destinado à base, como contou George Helal. Não foi formalizado, porém, um projeto.

Primeiras intervenções

A manutenção da área original de 174 mil metros quadrados não representava muitos custos para o clube. No início dos anos 90, na administração do ex-presidente Márcio Braga, foram feitas irrigações nos dois primeiros campos.

Projeto efetivo

Em 2005, o clube teve de atender a várias determinações feitas pela prefeitura da cidade do Rio de Janeiro para poder usar a área. O projeto real do Ninho do Urubu começou a ser concebido a partir de 2008.

A VALORIZAÇÃO DO NINHO

O Flamengo efetuou a compra do terreno em Vargem Grande, em agosto de 1984, por 300 milhões de cruzeiros. O pagamento foi à vista. Essa quantia, hoje, pela correção monetária do IPCA/IBGE, corresponde a R$5.055.160,31. De acordo com avaliadores do mercado, se o Fla fosse comprar o terreno, atualmente, teria de desembolsar R$ 350 milhões.

Valor na época
Cr$ 300.000.000,00
Correspondente atual
R$ 5.055.160,31
Valor atual do terreno
R$ 350.000.000,00
(Lancenet)

 

Botafogo e Fluminense decepcionam suas torcidas na primeira rodada do brasileirão

Jogadores pactuam com vaias após derrota do Flu


Atual campeão brasileiro, Tricolor estreia mal, é derrotado em casa para o São Paulo e ouve protestos da torcida

Desta vez, não houve reclamações por parte dos jogadores em relação à reação da torcida em São Januário. Após a derrota por 2 a 0 para o São Paulo na estreia do Fluminense no Campeonato Brasileiro, o time saiu de campo com a mesma impressão dos desolados torcedores que deixavam o estádio.

– Faltou um pouco de vontade. O São Paulo teve mais determinação e jogou atrás da linha da bola.Tentamos fazer o mesmo, mas não conseguimos. Se tivéssemos jogado com raça e mais pegada na marcação, duvido que a torcida estaria vaiando – constatou o zagueiro Leandro Euzébio, que teve um início de discussão com o lateral-direito Mariano depois do primeiro gol são-paulino.

– Dentro de campo, falamos coisas que temos de fazer para corrigir. Mas a gente não jogou aqui o que sabemos jogar – lamentou.

Maicosuel lembra qualidade da equipe do Palmeiras

Meia ressalta que perder faz parte do campeonato. Cidinho salienta que partida foi fora de casa

A estreia do Botafogo no Brasileiro foi com derrota do Palmeiras por 1 a 0. Para Maicosuel, porém, foi um resultado normal. O meia ressaltou a qualidade do time paulista e o alto nível da competição.

- Perdemos para um time grande, mas num detalhe eles fizeram um gol, mas Brasileiro é isso aí, um dia perde outro dia ganha - salientou.

O jovem Cidinho, uma das apostas do time alvinegro e que entrou no segundo tempo da partida deste domingo, lembrou que o jogo foi fora de casa, o que sempre é um fator a mais de dificuldade.

- Partida fora de casa é assim mesmo, complicada. Agora, é trabalhar para ganhar do Santos, em casa - disse.

O Botafogo enfrenta o Santos, no Engenhão, no próximo sábado.(Lancenet)

1º Workshop de Engenharia de Petróleo - UNIG - Itaperuna


sábado, 21 de maio de 2011

Protesto interdita trecho da RJ 116


Prefeito, vereadores, estudantes, comerciantes e moradores interditaram o trecho da RJ-116, no município de Bom Jardim, reivindicando a reconstrução da ponte que caiu na tragédia de fevereiro deste ano. O governador na ocasião esteve presente e disse se empenhar para a reconstrução, mas como não existe a "boa vontade" do governo e muito menos da empresa que controla a rodovia pedagiada RJ-116 a Rota 116, os moradores decidiram parar a rodovia por 1 hora, para alertar o descaso das autoridades. A queda da ponte está prejudicando todo o comércio da região, além do transporte da produção agrícola do estado.

 


(Fotos: Érica Patrica Terra da Conceição)

Chevrolet C-10 Cheyenne 4×4 - 1971

Europeus querem Brasil como parceiro do programa Galileo

A UE (União Europeia) estuda convidar o Brasil para participar do desenvolvimento do programa Galileo.
Trata-se do sistema europeu de posicionamento por satélites, que ainda está em fase de implantação e concorrerá com o GPS americano. De 2007 a 2020, estima-se um investimento de mais de 5 bilhões de euros no projeto. 

A ideia de convidar o Brasil partiu da Comissão da UE (o órgão executivo do bloco), mas ainda está em processo de aprovação pelo Conselho da União Europeia (formado por ministros e chefes de Estado dos países do bloco). 

Depois de aprovada, só então a proposta deve ser apresentada ao Itamaraty. 


A condição para a entrada do Brasil no programa é que uma base de monitoramento europeia seja instalada em território nacional. 

Ela deve fazer parte de uma rede de ao menos 20 bases instaladas em diversos países, que serão usadas no controle dos satélites e na troca de dados e informações. 

Tais bases terão conexão direta com centrais de controle no continente europeu. 

CIVIL, NÃO MILITAR
Uma vez estabelecida a parceria, o Brasil deve ter o direito de usar o sistema em aplicações civis, tais como o controle do tráfego aéreo, gestão de linhas ferroviárias e transporte marítimo, agricultura e proteção ambiental. 

Também devem ser possíveis usos domésticos, como o sistema de navegação em carros particulares.
Apesar de o Brasil ceder uma base em seu território, não terá o direito de usar aplicações militares do sistema. Isso significa que, em ações bélicas, o país continuará dependente de sistemas internacionais, que podem ser bloqueados em conflitos. 

Além do GPS dos EUA, a Rússia tem uma rede de satélites com fins militares (Glonass), e a China e o Japão trabalham no desenvolvimento de um sistema regional. 

O Galileo promete ser mais preciso que o atual GPS. Enquanto o sistema americano admite uma margem de erro de metros, os europeus dizem que errarão por centímetros. 

Mas o sistema da UE precisará fazer uso de satélites americanos para complementar a sua rede.
O Galileo utilizará 30 satélites em órbita média da Terra, em uma inclinação que, em tese, trará informações mais precisas de áreas localizadas em latitudes mais altas, sendo mais útil para países no norte da Europa. 

Até agora só dois satélites experimentais foram lançados. Os dois primeiros satélites funcionais devem ser colocados em órbita no segundo semestre deste ano.(Folha de São Paulo)

Fazenda centenária de São Gonçalo está sendo recuperada pelo Iperj

Subsecretários do governo e do município visitaram a Engenho Novo, em Monjolos, para acompanhar obras que estão sendo feitas no local. Casarão tombado foi afetado por chuvas

Um pouco da história de São Gonçalo está para ser recuperado. O subsecretário de Governo da Região Metropolitana, Alexandre Felipe, visitou a Fazenda Engenho Novo,  no bairro de Monjolos, acompanhado do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Adolpho Konder, e do subsecretário municipal de Agricultura, Sérgio Ricardo. Eles foram acompanhar o trabalho realizado pelo Instituto de Previdência do Estado do Rio de Janeiro (Iperj) e pelo Ministério Público que fiscalizam as ocupações irregulares na região.  

 Castigado pelas fortes chuvas de abril do ano passado, o imóvel teve parte de suas paredes derrubadas e agora vai passar por obras de intervenção de proteção da sede do casarão. Tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac), o casarão vai ter a sua estrutura “cintada”, as paredes levantadas novamente e o telhado refeito, a fim de conservar as paredes originais. 

“Esse local é um patrimônio cultural de estado e precisamos reativar as atividades na Fazenda, desenvolver a agricultura no local, e a qualidade de vida das famílias que vivem lá. Este local é maravilhoso e já serviu de cenário para as gravações do filme e novelas”, contou o subsecretário Alexandre Felipe.

As obras de intervenção começarão em menos de um mês. De acordo com Sérgio Ricardo, o Inepac autorizou a intervenção de forma emergencial. Com isso, um engenheiro já foi contratado para realizar o projeto, e logo após uma licitação será feita para contratar a empresa para realizar a obra. 

“O Iperj percebeu a importância de se investir nesse patrimônio, oito projetos para serem realizados nesta fazenda já foram aprovados. Com isso, vamos fazer essa intervenção emergencial, para mais tarde pensar nas obras de restauro das janelas, pisos, entre outras estruturas”, explicou o subsecretário municipal de Agricultura.  

Caminho – O acesso à fazenda do Barão de São Gonçalo, Berlamino Siqueira, é possível  através da Rodovia Amaral Peixoto (RJ-104), seguindo pela Estrada José de Souza Porto, Largo da Ideia e Estrada Rio Frio. 

 As ruínas da Fazenda Engenho Novo  proporcionam uma verdadeira viagem no tempo, até  meados do século XVIII, período em que foi grande produtora de cana-de-açúcar, possuindo inclusive um engenho de cachaça e açúcar. 

Suas palmeiras foram doadas por Dom João VI, o mesmo que plantou a primeira muda de Palmeira Imperial no Rio de Janeiro.(O Fluminense)

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Crânio encontrado em apartamento de Icaraí intriga a Polícia

Ossada estaria entre o teto e a camada de gesso da residência e foi achada por um grupo de pedreiros que trabalhava na reforma do imóvel em local nobre do bairro

Um crânio humano foi encontrado dentro de um apartamento de luxo, em Icaraí, por volta das 14 horas desta quinta-feira. A ossada estava escondida dentro de uma sacola plástica, que estaria entre o teto e a camada de gesso, por um grupo de pedreiros que estavam reformando um apartamento do 19° andar de um edifício na Rua Tavares de Macedo. Envolto em terra e raízes, a caixa craniana estava com a arcada dentária, o que pode facilitar a identificação. 

A dona do imóvel estava no trabalho quando foi avisada sobre a descoberta e comunicou o fato à polícia. Ela afirmou que havia comprado o apartamento recentemente, no mês de fevereiro, e que por conta da reforma ainda não estava morando no local. O eletricista Sebastião Loureiro, de 56 anos, foi quem retirou a sacola do esconderijo. 

“Eu estava fazendo a parte elétrica na altura do corredor da sala, até que me deparei com a sacola. De início pensei que fosse dinheiro escondido ou até drogas, mas acabamos tomando um grande susto quando encontramos o crânio. O susto foi muito grande. Nossa primeira atitude foi rezar e bastante receosos, ligamos para a proprietária”, contou o eletricista.

A síndica do prédio foi chamada no local, e disse acreditar que a ossada poderia estar no local muito tempo antes da chegada dos antigos moradores e que a mesma poderia ter sido usada como objeto de estudo, levantando depois a hipótese de que o material fosse de argila, por conta do aspecto de cor marrom. 

A delegada da 77ª DP (Icaraí), Ana Paula Faria, responsável pelo caso, esteve no local com um grupo de policiais civis, que deram início às investigações. A polícia irá checar se ainda existem mais ossadas escondidas em outras partes do apartamento. Segundo a delegada, a primeira medida será a avaliação dos peritos, que poderá responder de quem era o cadáver, há quanto tempo estava lá, além de outros detalhes. Um casal, que teria morado no apartamento também será chamado para prestar depoimento nos próximos dias.

“Ainda é muito precoce determinar ou qualificar algum tipo de crime para esta situação, mas tudo dependerá do resultado da perícia e das investigações. Outra hipótese que será avaliada é se o crânio pode ter sido comprado de algum cemitério para servir como objeto de estudos por estudantes”, afirmou a delegada. O caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí).(O Fluminense)