quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Meus votos em 2012

Venho aqui manifestar o meu voto, sei que cada um tem seu voto, não estou querendo influenciar ninguém, creio que cada cabeça tem que ser pensante e não acomodada.

A vereança no nosso município sempre foi uma questão complicada, muitos elegem vereadores pensando em benefícios próprios, cargos fantasmas, troca de favores e por aí vai.

Penso que o vereador é o primeiro passo dos cargos públicos, não o menos importante, uma decisão errada acarreta diretamente na vida dos moradores da cidade e até dos municípios vizinhos.

Eu gosto da política, não gosto de alguns políticos que deturpam esta velha ciência grega.

Não vou ficar aqui criticando os políticos e sim mostrar minha alternativa e o motivo da minha decisão, creio que cada pessoa tem que tomar a sua de forma consciente.

Creio que o blog por si só é seletivo, infelizmente muitas pessoas não acessam a internet para se instruir, acho que a maioria, mas fica aí minha escolha.

Faça a sua com clareza.


O que um vereador faz em Niterói?

• Analisar e aprovar leis ligadas à prefeitura e ao poder executivo. 

• Fiscalizar vários órgãos da prefeitura, além de requerer prestação de conta por parte do prefeito. 

• Votar projetos de lei. 

• Receber os eleitores e ouvir sugestões, críticas, reivindicações. 

• Promover a ligação entre eleitores da região que representa e o governo. 

• Elaborar e redigir projetos. 

• Criar leis com intuito de formar uma sociedade mais justa.



Com base nestes termos apresento meu candidato.


O que já FOI realizado:

Construção de UMEI (Creches) nos bairros de Engenho do Mato, Santa Bárbara e Itaipu.

Creche comunitária do bairro do Sapê.

Trouxe para o Bairro de Santa Bárbara a construção do C.E. David Capistrano - Colégio de Ensino Médio - um dos melhores do município.

CIEP Maria Portugal - Baldeador.

Asfaltamento das ruas A,B,C e D e muro para conter o chorume do aterro sanitário no Morro do Céu - Caramujo.

Passarelas na RJ nas alturas dos bairros do Baldeador e de Santa Bárbara.

Asfaltamento de 80% das ruas do Morro do Castro.

Asfaltamento de 100% das ruas do bairro de Santa Bárbara.

Asfaltamento da Estrada da Florária no bairro do Sapê.

Recapeamento da Estrada Bento Pestana no bairro Tenente Jardim.

Construção da ponte ligando o bairro Santa Bárbara ao Sapê, Caramujo e Largo da Batalha.

Recentes

Reivindicação para a Instalação de duas bombas d´água pela empresa Águas de Niterói no bairro do Caramujo, beneficiando os moradores da Lagoinha e da Igrejinha.

Construção da quadra e praça de esportes em Santa Clara no bairro do Caramujo.

Extensão de cerca de 2 km de pavimentação na R. Nilo Peçanha no bairro do Sapê.

Construção da servidão entra a rua José Alves de Brito e Rua Victor de Assis Pacheco no bairro de Santa Bárbara.

Em andamento

Construção de creche no bairro do Caramujo com capacidade para 350 crianças.

Reforma dos campos de futebol e vestiários da Barreirinha e da Rua do Alto no bairro do Caramujo.

Pavimentação e asfaltamento na Rua Josefa Pureza - Santa Bárbara.

Construção do muro de contenção na Rua Machado no bairro do Caramujo.

Reforma da Praça do Caramujo.


Considerações finais

Caso você queira conhecer o vereador Folly é bem simples e fácil achá-lo, ou no seu gabinete na Câmara dos Vereadores em Niterói ou na sua casa no bairro de Santa Bárbara.

O vereador teve grande luta na época dos governos militares, pelos direitos dos comerciários na nossa cidade, sempre pacifista não acreditava na luta armada e sim na democracia, o nome da Escola em Santa Bárbara foi em homenagem ao David Capistrano que foi morto pelos militares por pensar diferente.

Simples, grande entendedor de Niterói e principalmente do povo da cidade, estou aqui fazendo uma propaganda sem ganhar um centavo sequer, faço de coração, pois acho que o vereador Folly continua sendo uma grande opção para minha cidade que tanto amo.


Para Prefeito estamos com o Felipe Peixoto número 12 e para Vereador com o Folly 12680









quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Manifestação contra o aumento do preço das Barcas


Amanhã às 7h na Praça Araribóia, Niterói e às 17h na Praça XV, Rio de Janeiro.


Vídeo feito por um usuário das Barcas S/A.


video

Reportagem da TV

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

BMW M3 - 1988






Acidente sinaliza crise no Programa Antártico Brasileiro

Punta Arenas (Chile), e a barca cheia de combustível que afundou perto da base em dezembro, conforme noticiado ontem pelo Estado.
 
‘Tudo isso ocorre num momento crítico do Proantar, em que estamos justamente fazendo uma reanálise estratégica de todo o programa’, disse Simões. Ele voltou ao Brasil há poucas semanas de uma expedição científica à Antártida, na qual foi instalado um módulo de pesquisa meteorológica e colhidas amostras de gelo profundo para estudos climáticos.

O número de pessoas na estação (60 no total, segundo apurou o Estado), é uma questão preocupante, segundo Simões. ‘Faz tempo que chamamos atenção para um superdimensionamento da estação. Temos de avaliar esse número exagerado de pessoas’, disse. O número máximo, segundo ele, deveria ser 40 ocupantes. ‘Quando você começa a colocar muita gente, começa a estressar o sistema. É algo que vai passar pelo crivo da nossa avaliação, e o MCTI (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação) está bem ciente disso.’

As condições de manutenção da base, segundo ele, eram satisfatórias, ‘mas estão muito longe do ideal’. ‘Considero que o que aconteceu foi um acidente, mas precisamos fazer uma avaliação para ver exatamente o que se passou e fazer recomendações e correções com base nisso’, completou Simões, que ontem de manhã ainda aguardava notícias da real extensão do incêndio.

Um problema crônico da atuação do Brasil na Antártida, segundo ele, é a falta de estabilidade orçamentária do Proantar. O montante, segundo Simões, oscila entre R$ 5 milhões e R$ 10 milhões por ano.

‘O Brasil precisa decidir qual é sua missão científica na Antártida’, diz. O relatório de avaliação deve ser concluído em março ou abril e entregue ao MCTI.



 Estadão - Blog do Poder Naval

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

The Who - Who are you


Trinta mil pessoas devem passar pela rodoviária de Niterói durante a folia

Segundo empresa que administra terminal, cerca de 2,5 mil ônibus transportarão passageiros principalmente para municípios das regiões dos Lagos e Serrana

Cerca de 30 mil pessoas devem passar pela Rodoviária Roberto Silveira, em Niterói, durante o Carnaval. Para esta sexta-feira, são esperadas mais de 6,8 mil pessoas. De acordo com a Socicam, empresa que administra o terminal, cerca de 2,5 mil ônibus transportarão os passageiros principalmente para municípios das regiões dos Lagos e Serrana. Outros destinos concorridos são Vitória e Cachoeiro do Itapemirim, no Espírito Santo, e Belo Horizonte, Juiz de Fora e Barbacena, em Minas Gerais.

Nesta quinta-feira, um grupo de amigos se preparava para viajar. O rumo escolhido foi Cabo Frio, sem data certa de retorno. “Nós vamos curtir um pouco a praia. Queremos nos divertir bastante”, contou a dona de casa Ananda Jasmim, de 30 anos.

Muita gente também vai aproveitar o longo feriado para visitar familiares que moram distante. É o caso da dona de casa Irani Martins, 70 anos. Ela esperava ônibus para Bom Jesus de Itabapoana, no Noroeste Fluminense.

“Vou aproveitar para visitar alguns familiares. Cheguei aqui uma hora antes da saída do meu ônibus para não perder a viagem. É sempre bom se preparar e chegar aqui no horário”, completou.

As empresas que operam no Terminal Roberto Silveira programaram cerca de 260 horários extras. A Socicam recomenda, ainda, que os usuários garantam a passagem com antecedência e que não se descuidem da bagagem. A empresa pede também que quem for embarcar com crianças menores de 12 anos viaje com identificação original ou autenticada. A administração aconselha os passageiros a evitarem o horário de pico, que compreende o período das 18h às 20h.

Dengue - Para aproveitar o grande número de pessoas circulando pelo local, a Fundação de Saúde de Niterói instalou um estande na rodoviária, visando sensibilizar a população sobre os cuidados necessários para evitar a dengue. Houve distribuição de panfletos com dicas de como evitar a proliferação do mosquito.

“Queremos conscientizar a população que está indo ou voltando de viagens. É importante mostrar a necessidade de prevenir uma epidemia”, contou uma agente de saúde. (O Fluminense)

 

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Encontro Domingo 19 de Feveiro - Nictheroy - Sam's Club


Estamos confirmando o nosso evento no quarto domingo de Fevereiro dia 27,
a partir das 9:00 horas. Mesmo sendo a semana seguinte ao Carnaval, vamos marcar presença no Sam´s Club.
Pedimos aos amigos que avisem aos colegas de outros clubes.
Até lá.

A Diretoria

nictheroy@nictheroyveiculosantigos.org.br
http://www.nictheroyveiculosantigos.org.br

Arrastão chega às casas da Região Oceânica de Niterói

Pelo menos quatro casas foram invadidas e roubadas em sequência em Piratininga. Ação criminosa começou domingo à noite. Moradores foram feitos reféns por criminosos armados

Pelo menos quatro casas foram invadidas e roubadas em sequência em Piratininga, na Região Oceânica de Niterói. A ação criminosa começou por volta das 20 horas de domingo e se estendeu até o início da madrugada. Moradores foram feitos reféns por pelo menos quatro criminosos armados com pistolas e revólveres. Após sofrerem ameaças de morte, eles foram obrigados a entregar joias, dinheiro e aparelhos eletrônicos.

Os bandidos fugiram em dois carros que haviam sido roubados para serem usados no arrastão pelas casas. Um dos veículos – que tinha sistema de rastreamento por GPS e foi bloqueado pela seguradora – foi abandonado no próprio bairro e recuperado pela polícia. Nele foram encontrados pertences de vítimas e um revólver calibre 38.

O delegado titular da 81ª DP (Itaipu), Gabriel Ferrando, disse que vai procurar o comando do 12º BPM (Niterói) para pedir reforço no policiamento de toda a Região Oceânica para este Carnaval.

“O número de policiais militares atualmente não é suficiente para cobrir toda essa área”, admitiu.

Uma das vítimas da quadrilha, um advogado aposentado do extinto Banerj, de 78 anos, teria contado à polícia que os criminosos se aproveitaram do temporal de domingo à noite, que deixou as ruas do bairro desertas, para invadirem as residências. Na hora do crime ele estava com a mulher, de 77. Segundo um vizinho, também servidor público aposentado, o casal foi aterrorizado pelos bandidos.

“Assim como não morreu ninguém, poderia ter morrido. Estamos todos revoltados com a falta de policiamento”, desabafou.

Outro morador, um empreiteiro aposentado de 73 anos, disse que estranhou a movimentação na rua, e que, mesmo debaixo de chuva, foi à casa do filho, que mora ao lado, para impedir que ele saísse de casa.

“Moro há 25 anos aqui e essa não é a primeira vez que testemunho um assalto a residência. Há menos de um ano outro vizinho teve a casa invadida, foi amarrado e espancado por bandidos que levaram tudo o que puderam. E continua tudo na mesma”.

O delegado titular da 81ª DP passou o dia de ontem colhendo depoimentos. Ele disse que já teria identificado alguns integrantes da quadrilha, que teriam participação em outros crimes na região.

“Já estamos de posse das câmeras de segurança das residências, que vão ajudar nas investigações”, acrescentou, sem dar mais informações sobre o caso.

 Procurado para comentar o caso, o comandante do 12º BPM, coronel Wolney Dias, não retornou as ligações feitas para o celular dele. (O Fluminense)

 

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Santa Teresa ganhará nova linha de bonde

Paralisado desde 2004, o ramal Silvestre, que ligava os bondes de Santa Teresa ao trenzinho do Corcovado, será reativado. A linha voltará após revitalização do sistema sob trilhos. As obras devem ficar prontas em 2013.

A empresa responsável pelos serviços será escolhida em licitação. O projeto prevê a recuperação da via aérea, construção de nova subestação, total substituição dos trilhos, reforma completa da oficina, das estações, paradas e museu do bonde.

Em agosto do ano passado, acidente com o bondinho de Santa Teresa deixou seis mortos e mais de 50 feridos. Após a tragédia, um termo de cooperação técnica foi celebrado entre a Central de Engenharia e Logística — responsável pelos bondes — e a empresa portuguesa Carris, contratada pelo governo do estado. A parceria deve custar R$ 40 milhões e vai permitir a modernização dos carros elétricos.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Rio deve ter seis linhas de VLT até 2016

A prefeitura do Rio finalmente bateu o martelo e já sabe como será a implantação do sistema de Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) até os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016. No total, serão seis linhas que percorrerão 52 quilômetros pelo Centro da capital fluminense.

As linhas têm início na rodoviária ou na Central e vão percorrer alguns dos principais locais do Centro, como a Zona Portuária, Av. Rio Branco, Cinelândia e passar próximo às instalações olímpicas no Porto, como a Vila de Mídia para não credenciados, e a Praça XV. No total, são 42 estações.

Cada bonde terá capacidade para 450 passageiros e as linhas de VLT serão interligadas ao metrô, aos trens e aos ônibus. Tanto que a intenção é a de diminuir o número de ônibus, com a implantação do novo sistema.

A previsão é a de que até a Copa do Mundo 2014 duas linhas já estejam em operação. E as demais até 2016.

Assaltantes estão agindo nas ruas de São Lourenço, na Zona Norte


Moradores afirmam que o bairro tem sido palco de recentes confrontos entre traficantes e assaltos são constantes na ruas. Um posto de gasolina foi roubado mais de 20 vezes


Moradores de São Lourenço, na Zona Norte de Niterói, continuam denunciando a falta de segurança. O bairro, segundo eles, tem sido palco de recentes confrontos entre traficantes e assaltos são constantes na ruas. Um posto de gasolina na Rua São Lourenço já teria sido roubado mais de 20 vezes. Com medo, moradores evitam circular à noite.

“Tem um grande supermercado aqui perto, mas a insegurança é tão grande, que as pessoas evitam fazer compras lá. Temos muito medo de ser assaltados no caminho. Aqui não se vê polícia nas ruas, que à noite ficam desertas”, reclama a enfermeira Lúcia Pimentel, de 36 anos.
Outro morador, o aposentado Luiz Alberto Conceição Silva, de 76, conta que já presenciou um assalto e que depois disso evita sair de casa depois que escurece.

“Eu já vi uma moça ser assaltada, mas devido à minha idade avançada não pude fazer nada. Apenas chamei a polícia, mas quando chegou os bandidos já tinham ido embora. À noite não fico na rua, nunca sabemos o que pode acontecer”, diz.
O delegado titular da 76ª DP (Centro), Alexandre Leite, afirma que fará um mapeamento da área para verificar a incidência de roubos e furtos na região.

“Já estamos fazendo um levantamento no Setor de Investigação (SI) para mapear os locais com maior incidência de criminalidade e a partir daí tomar as medidas cabíveis”, afirma.

No fim do ano passado, uma tentativa de assalto levou pânico aos moradores e pedestres do bairro São Lourenço. Ladrões de carros teriam abordado, próximo à Favela do Sabão, o veículo de um policial militar lotado no 12º BPM (Niterói). O agente teria reagido à tentativa de assalto e houve intensa troca de tiros. O PM foi baleado no braço direito e internado no Hospital da Polícia Militar, em Santa Rosa.

Em 2010 o rapper Cláudio Márcio de Souza Santos, de 37 anos, mais conhecido como Speedfreaks, foi assassinado no bairro.

A delegacia ainda não possui dados específicos sobre a violência em São Lourenço este ano, mas de acordo com os últimos números divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), foram feitos 445 registros relativos a roubo e furtos em toda a região coberta pela 76ª DP.

O comandante do 12º BPM (Niterói), coronel Wolney Dias, informou que está realizando operações diárias no bairro para reduzir os índices de criminalidade.(O Fluminense)

Estações do metrô são reabertas após problema de sinalização

Após quase duas horas fechadas, foram reabertas, por volta das 8h desta segunda-feira, as 11 estações da Linha 2 do metrô que tiveram que ser fechadas por volta das 6h20. Uma falha no sistema de sinalização por falta de energia causou o fechamento. Todos os terminais de embarque, entre a Pavuna e Del Castilho, do Metrô, foram fechados. Os passageiros que chegaram a pagar os bilhetes foram reembolsados. Milhares de passageiros sofreram com o transtorno.(O Dia)

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Barrichello corre de Indy pela primeira vez "torcendo para não quebrar nada"

O piloto Rubens Barrichello acelerou pela primeira vez um carro de Fórmula Indy nesta segunda-feira, durante os testes da equipe KV Racing em Sebring, na Flórida.



Depois de ouvir as dicas de Tony Kanaan, responsável pelo convite, Barrichello viu o amigo completar as primeiras voltas do modelo de 2012, feito com chassis Dallara DW12.

Em seguida, chegou a vez de Rubinho. “Só espero não quebrar nada do Jimmy [Vasser, dono da equipe]”, brincou Barrichello antes de se posicionar no cockpit, em declaração ao site oficial da Indy.

Aos 39 anos, ele ficou sem assento na Fórmula 1 após 19 temporadas seguidas. Antes do teste, Rubinho se disse ansioso. Mas evitou se empolgar com a possibilidade de correr na Indy

“Meu futuro está em aberto, e depois tem coisas para serem conversadas. Essa fome de velocidade ainda corre na veia, então tudo o que eu quero agora é sentar no carro e me divertir”, declarou Rubinho ao programa Jogo Aberto.

Além de Kanaan e Barrichello, a pista em Sebring recebe ainda os carros das equipes Penske, Andretti, Panther e Lotus para os primeiros testes do ano, com os pilotos Ryan Hunter-Reay, James Hinchcliffe, JR Hildebrand, Ryan Briscoe, Helio Castroneves e Will Power.(Uol)

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Narrador de 14 Copas do Mundo, Orlando Batista morre aos 83 anos

Um dos grandes nomes do jornalismo esportivo morreu na noite da última quinta-feira. Trata-se de Orlando Batista que sofreu um enfarte e faleceu aos 83 anos.


A informação foi divulgada no site oficial do Vasco. Vascaíno, Orlando foi narrador e também apresentou programas durante sua carreira. Foram 14 Copas do Mundo como cronista. A última locução deste evento foi justamente no pentacampeonato da Seleção Brasileira em 2002.

 Dentre os programas que foram comandados por ele, teve a "Turma do Bate-Papo", na rádio Mauá e na rádio Nacional, o "Campo do 13", na TV Record, e o "Dois na Bola", na TV Brasil.(SRZD)

Niterói vai sediar escritório da Organização das Nações Unidas (ONU)

Universidade Federal Fluminense reservou a Casa Amarela, que fica em frente ao campus da Praia Vermelha, para instalação de uma representação no Estado do Rio de Janeiro



O chefe do escritório da Estratégia Internacional para Redução de Desastres (EIRD) da América Latina, Ricardo Mena, anunciou em Paris que Niterói vai sediar o escritório da Organização das Nações Unidas (ONU) que trata da Estratégia Internacional para Redução de Desastres (Eird), o primeiro no Brasil. O escritório vai reunir especialistas de várias áreas para pensar em propostas de redução de acidentes e mortes.
A Universidade Federal Fluminense reservou a Casa Amarela, que fica em frente ao campus da Praia Vermelha, para a instalação do escritório. A ideia é dar projeção ao escritório de Niterói, para que os profissionais possam prestar serviços em toda a região da América do Sul.(O Fluminense)


quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Rio: acessos a prédios na avenida 13 de Maio são proibidos

Por conta do trabalho das equipes de resgate a vítimas do desabamento de três prédios no centro do Rio de Janeiro, não será permitido o acesso aos prédios da avenida Treze de Maio. A via continuará fechada para carros e pedestres. Após o acidente, as equipes da prefeitura continuam trabalhando nesta quinta-feira no local. Agentes da Defesa Civil, Guarda Municipal, Secretaria de Saúde, CET-Rio, Assistência Social, Corpo de Bombeiros e Polícia Militar trabalham na área isolada. 



Mais de 40 agentes da Defesa Civil e Secretaria Municipal de Saúde estão na região, tendo como suporte quatro ambulâncias para remoção das vítimas. Cerca de 200 homens da CET-Rio e da Guarda Municipal encontram-se nas ruas orientando o trânsito no entorno do desmoronamento. A CET-Rio também posicionou dez reboques na região e dez painéis em diferentes pontos da cidade. A Rioluz dá apoio com 20 homens, três caminhões do tipo cesto, geradores, equipamentos de segurança e iluminação. A Seconserva atua com 30 homens, 10 caminhões e duas escavadeiras. A Comlurb conta com 30 homens, 10 caminhões e duas pás mecânicas. 

A Secretaria Municipal de Obras disponibilizou três escavadeiras hidráulicas, um guindaste de 100 toneladas, duas tesouras mecânicas e um rompedor pneumático. A Secretaria de Ordem Pública patrulha a área com seis equipes de controle urbano, enquanto a Secretaria de Assistência Social atua com 20 profissionais.
O Centro de Operações está em alerta tomando as medidas necessárias, como deslocamento de equipes e acionamento de outros órgãos e concessionárias, para minimizar o impacto do desabamento e facilitar o trabalho das equipes. O monitoramento é feito por cerca de 50 operadores na Sala de Controle, que utilizam 15 câmeras na região afetada. 

O prefeito Eduardo Paes (PMDB) acompanha o trabalho das equipes e falou sobre os resgates: "Infelizmente já foram encontradas três vítimas fatais. Os bombeiros continuam as buscas. O trabalho de limpeza avançou muito, com a retirada dos entulhos. Queremos acelerar o trabalho para que possamos saber o que de fato aconteceu". 

Paes reforçou o pedido para que a população evite o Centro da cidade hoje: "Pedimos para que as pessoas que trabalham na avenida Treze de Maio e no entorno que não insistam em vir para cá, pois não estamos permitindo o acesso aos prédios. Tudo isso para ajudar os bombeiros e as equipes de resgate que precisam desse espaço liberado. O principal trabalho no dia de hoje e a prioridade aqui na região é do Corpo de Bombeiros para salvar vidas." 

Os três prédios que desabaram eram comerciais e não há informação de pessoas que morassem no local. Um deles era de 20 andares, outro de dez e um terceiro com quatro andares. "Em relação aos desaparecidos, montamos na Câmara dos Vereadores uma estrutura para atender as famílias com assistentes sociais, enfermeiros, médicos e ambulâncias, completou Paes." 


A Companhia Distribuidora de Gás do Rio de Janeiro (Ceg) informou que não fornecia gás para nenhum dos três prédios que desabaram e que não há registro de pedido de vistoria para as construções.(Terra)

Concessionárias querem unir trem e metrô no Rio

Os grupos Odebrecht e Invepar estão avaliando a fusão de seus sistemas de transporte ferroviário no Rio de Janeiro. Isso significaria unificar as operações da Supervia, controlada pela Odebrecht, que opera o serviço de trens urbanos da região metropolitana do Rio, e o Metrô do Rio, da Invepar, concessionária do metrô das linhas 1 e 2. Segundo apurou o Brasil Econômico, as conversas começaram há mais de um ano e contam com o aval do governo estadual.Quem acompanha as conversas pelo lado do Estado é Julio Lopes, secretário de Transportes.

A negociação está adiantada, segundo pessoas próximas das operações. O primeiro passo da unificação é a integração operacional, com o sistema de bilhete único. O passo seguinte seria a formalização de joint venture entre as concessionárias. A fusão entre as duas empresas dependeria do resultado da integração dos dois sistemas.
O que está por trás do interesse de unificar as operações é a tentativa de melhorar o sistema de transporte fluminense, sobretudo, para dar capacidade ao Estado de receber eventos esportivos nos próximos anos, como a Copa do Mundo, em 2014.
A Odebrecht está nas negociações por meio da Odebrecht TransPort, que atua nas áreas de mobilidade urbana, rodovias, sistemas de logística e aeroportos e controla, por exemplo, a ViaQuatro, concessionária da Linha 4 Amarela do Metrô de São Paulo, e a Embraport, terminal portuário privado multiuso, em Santos (SP).
A Invepar, empresa de infraestrutura e concessões, tem como principais acionistas os maiores fundos de pensão do país: a Caixa de Previdência dos Funcionários do Banco do Brasil (Previ), Fundação Petrobras de Seguridade Social (Petros) e Fundação dos Economiários Federais (Funcef), além da construtora OAS. A Invepar opera também a Lamsa, que administra a Linha Amarela, importante via expressa do Rio, e a concessionária de rodovia Raposo Tavares, em São Paulo. Procuradas, as empresas não confirmaram as negociações.
Governo do Rio de Janeiro, que acompanha de perto as negociações, quer garantir que o sistema de transporte seja capaz de atender a turistas durante a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos.(Brasil Econômico)

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Teste manda tubulação de gás pelos ares em Niterói

Acidente com rede recém-instalada deixa duas pessoas feridas na Estrada Francisco da Cruz Nunes, Itaipu. Explosão ainda provocou estragos em um veículo que passava pelo local

A explosão de uma tubulação da Companhia Distribuidora de Gás do Rio de Janeiro (CEG), ocorrida na tarde de segunda-feira, na Estrada Francisco da Cruz Nunes, em Itaipu, deixou duas pessoas feridas. Os bombeiros suspeitam que o acidente tenha ocorrido por conta de uma falha no teste de pressurização da rede, que acaba de ser instalada. A explosão aconteceu a poucos metros de um ponto de ônibus e destruiu a calçada.
O programador João Pedro Soares seguia em seu Toyota Corolla, na pista sentido Centro, quando o acidente aconteceu. Com a explosão, pedaços de concreto e poeira voaram pelos ares provocando rachaduras nos vidros do seu carro.
“Foi um susto muito grande. Tinha acabado de deixar minha mãe no médico e estava indo para casa quando escutei o barulho. Senti o chão estremecer e a frente do veículo ficou coberta de areia. Segundos depois, os vidros laterais e traseiros do meu carro começaram a rachar e só tive o tempo de sair antes que algo mais grave pudesse acontecer”, relatou bastante assustado o programador, que saiu ileso. 
Um casal que passava de motocicleta e também foi atingido pelos destroços não teve a mesma sorte. As vítimas sofreram escoriações leves nos braços e pernas. Muito nervosos, não quiseram comentar o caso. 
O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar foram chamados ao local, que foi interditado. A suspeita, de acordo com informações da Flex Service – empresa terceirizada da CEG – é que uma falha no teste de pressurização ou algum outro fator externo possa ter sido o motivo do incidente. No entanto, os bombeiros confirmaram que não havia escape de gás e descartaram quaisquer riscos de novas explosões neste trecho. 
A assessoria de imprensa da CEG afirmou que a rede de instalação de gás era nova e que testes de pressurização estavam sendo feitos no trecho que vai do Itaipu Multicenter à entrada de Itacoatiara. A empresa afirma que por se tratar de uma área em construção, ainda não estava passando gás pelas tubulações, sendo descartada pela assessoria a explosão de gás, e que laudos técnicos serão feitos para que as reais causas do problema possam ser identificadas.
Memória - O ano de 2011 foi marcado por uma série de explosões em bueiros do Rio. Por conta dos recorrentes acidentes em galerias subterrâneas, que provocaram na população a sensação de estar andando em um campo minado, a Prefeitura da capital fluminense publicou uma lei que proíbe ocupação de calçadas e estacionamentos onde há bueiros. Na ocasião, o Conselho Regional de Engenharia de Arquitetura (Crea) alertou que o risco de explosões existe em todos os locais onde haja vazamento de gás e destacou a necessidade de mapeamento do subsolo. ( O Fluminense)

Sol lança forte tempestade geomagnética sobre a Terra

A tempestade geomagnética mais forte em mais de seis anos deve atingir a Terra na terça-feira, e pode afetar as rotas aéreas, redes de energia e satélites, disse o Centro de Previsão Meteorológica Espacial dos Estados Unidos.

A ejeção de massa coronal - uma grande parte da atmosfera do Sol - foi lançada em direção à Terra no domingo, conduzindo partículas solares energizadas a cerca de 2.000 quilômetros por segundo, cerca de cinco vezes mais rápido do que costumam viajar as partículas solares, disse Terry Onsager, do Centro.
"Quando nos atingir será como um grande aríete que empurra o campo magnético da Terra", disse Onsager, de Boulder, no Colorado. "Essa energia faz com que o campo magnético da Terra flutue".
Essa energia também pode interferir em comunicações de alta frequência de rádio, usadas pelas empresas aéreas para navegar próximo ao Polo Norte em voos entre a América do Norte, Europa e Ásia, portanto algumas rotas podem ser mudadas, disse Onsager.
Também pode afetar redes de energia e operações por satélite, disse o Centro em um comunicado. Astronautas a bordo da Estação Espacial Internacional podem ser aconselhados a buscar abrigo em partes específicas da aeronave para evitar uma dose solar reforçada de radiação, disse Onsager.
O Centro de Meteorologia Espacial disse que a intensidade da tempestade geomagnética seria provavelmente moderada ou forte, nos níveis dois e três de uma escala de cinco níveis, sendo o cinco o mais extremo.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Embraer quer vender aeronaves para a Otan


A suspensão do contrato de venda de 20 aviões Super Tucanos para o governo dos Estados Unidos será resolvida rapidamente, afirmou o presidente da Embraer Defesa e Segurança, Luiz Carlos Aguiar. Para ele, a venda de aeronaves brasileiras à força aérea mais poderosa do mundo poderá abrir espaço para negócios da Embraer com outros países, como os da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

‘Quando você vende para o principal mercado do mundo, o cliente mais exigente do planeta, que produz tecnologia e vende para o mundo inteiro, é sempre uma vitrine’, disse Aguiar. De acordo com o executivo, a vitória da Embraer na concorrência nos EUA é ‘inequívoca’, e não existem dúvidas de que o contrato será retomado.

‘O sistema jurídico americano é absolutamente inquestionável e notoriamente eficiente e rápido nas suas decisões. Nós acreditamos piamente que isso vai ocorrer. A nossa aeronave foi desenhada para a missão que eles estão necessitando agora. E eles estão necessitando com uma certa urgência’, afirmou Aguiar.

No início do mês, os EUA suspenderam temporariamente a compra de 20 aviões militares Super Tucano, após uma rival contestar o resultado da licitação.

A força aérea norte-americana havia concedido o contrato de US$ 355 milhões em 22 de dezembro à Embraer, mas a Hawker Beechcraft contestou a licitação na Justiça, após sua aeronave AT-6 ser excluída da competição. ‘Tem uma ordem de parada do processo, mas nossas equipes estão de prontidão. Elas não foram desativadas e estão prontas para que, assim que for retomado (o contrato), a gente faça isso com a maior eficiência e a maior rapidez possível.’

O volume de vendas para a força aérea americana pode chegar a 55 unidades do Super Tucano, elevando o valor do contrato a até US$ 950 milhões. O executivo da Embraer disse ainda que existe a expectativa de que a empresa abra novos mercados dentro dos EUA para aviões da mesma categoria.

‘Nossa expectativa é de longo prazo. (Queremos) servir esse contrato e conseguir outros até mesmo nos Estados Unidos’, disse Aguiar. Segundo ele, existem pelo menos outros três projetos na categoria que podem ser disputados pela Embraer.

Para Aguiar, uma eventual venda dos Super Tucanos para os países da Otan é um ‘caminho natural’. ‘A comunalidade é cada vez mais importante nas forças de defesa e operações combinadas, porque você reduz o custo da operação absurdamente’, explicou.

Cargueiro. De acordo com o executivo, em 2012 haverá a definição das características do KC-390, o cargueiro militar que está sendo desenvolvido pela Embraer em parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB).
Segundo Aguiar, os fornecedores da Embraer para o projeto já foram escolhidos. A empresa pretende fechar as configurações neste ano e começar a vender o cargueiro no primeiro trimestre do ano que vem.

A Embraer tem cartas de intenções de 60 unidades do cargueiro, sendo 28 para a FAB. Os 32 restantes estão divididos entre República Checa, Portugal e Argentina – que também participam do projeto do avião -, além de Chile e Colômbia, que têm cartas de intenção de aquisição.

Monitoramento. O sistema de defesa do Brasil prevê dois importantes investimentos para os próximos anos: o Sisfron, que fornecerá sistemas de monitoramento das fronteiras pelo Exército; e o Sisgás (sic), que atuará no monitoramento da região do pré-sal.

As aquisições e parcerias feitas no ano passado tinham como foco, justamente, preparar a Embraer Defesa e Segurança para um melhor posicionamento, oferecendo uma solução integrada, com radares, satélites e Veículos Aéreos Não Tripulados (Vant).

A definição da empresa que atuará no Sisfron deve sair ainda no primeiro semestre de 2012, espera Aguiar.
Já o Sisgás, que é um projeto da Marinha brasileira, é um contrato mais de longo prazo. ‘É concomitante com os investimentos do pré-sal, que devem ocorrer nos próximos anos’, completou o executivo da Embraer.(Estadão/Reuters/Blog do Poder Aéreo)

Ministro de Cultura vem a Niterói para receber Cine Icaraí

Fernando Haddad vai acompanhar obras da UFF e inauguração do espaço cultural. Visita irá ocorrer até a saída do ministro do cargo para concorrer à Prefeitura de São Paulo

O ministro da Educação, Fernando Haddad, é esperado em Niterói, na próxima semana, para a assinatura da escritura pública de propriedade do prédio do antigo Cinema Icaraí, que a UFF (Universidade Federal Fluminense) adquiriu da construtora Koppex, em dezembro passado, através de desapropriação promovida pela prefeitura. A informação foi dada pela assessoria da universidade. A data da visita ainda será definida.
A vinda de Haddad ao município foi acertada em reunião entre o reitor da UFF, Roberto Salles, e o próprio ministro, em reunião no gabinete deste, em Brasília (DF), no último dia 12. Na ocasião, foi acertado também que Haddad virá ao município para a inauguração das obras da UFF, como a do Cine Arte, por exemplo. A visita irá ocorrer até a saída do ministro do cargo para concorrer à Prefeitura de São Paulo, cujo prazo máximo é no início de abril.
No encontro, Haddad elogiou a UFF pela nota 5 (nota máxima atribuída pela Comissão de Avaliação do Ministério da Educação, divulgada em dezembro) e declarou estar “muito satisfeito com a UFF e com a qualidade de ensino, da pesquisa e da pós-graduação e também com a destacada posição da universidade em todos os índices apresentados no país e no exterior” e que, além disso, por meio do Sistema Integrado de Monitoramento, Execução e Controle do MEC (Simec), a universidade tem conseguido mantê-lo sempre atualizado.
O reitor solicitou a mediação do ministro junto ao Ministério da Previdência Social (MPAS), a fim de obter a cessão definitiva, permuta ou compra para a UFF do terreno em frente ao Hospital Universitário Antonio Pedro (Huap), onde funcionou a antiga Anasa, com acesso pela Rua Ataíde Parreiras. 
No ato de desapropriação, a Prefeitura e a UFF se comprometeram a pagar R$ 17,6 milhões, sendo R$ 10,6 da universidade e o restante, do Município. A UFF pretende instalar no local a sede da Orquestra Sinfônica Nacional, construir uma sala de projeção e um centro cultural. O cinema está fechado desde fevereiro de 2006. Foi comprado pela Koppex em 2008 por R$ 5,5 milhões. O prédio é considerado uma das últimas construções em estilo arquitetônico Art Decó do município e foi construído em 1940. Tombado pelo Governo do Estado.(O Fluminense)

sábado, 14 de janeiro de 2012

Colégio Pedro II poderá ocupar terreno de batalhão no Barreto

Direção da instituição de ensino já teria recursos para investir em espaço de extinto quartel de Logística do Exército. Moradores da região pedem criação de delegacia e UPA

Comprado pelo governo estadual em maio de 2010 para atender as vítimas da tragédia das chuvas de abril daquele ano, através de um programa habitacional, o terreno do antigo Batalhão de Logística do Exército (BLog), no Barreto, inspira planos na população local, que está fazendo uma mobilização social, através de abaixo-assinado, para que a área seja destinada à implantação de uma Delegacia Legal, uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e um colégio. Para a última proposta, já existe, inclusive, verba disponível.
A direção do Colégio Pedro II, vizinho à unidade, demonstrou interesse pela área e conta com recursos garantidos pelo governo federal, no orçamento de 2012, para a construção de um novo prédio.
De acordo com o diretor do Colégio Pedro II do Barreto, Marcelo Caldeira, a direção da unidade manifestou o interesse pela área do antigo batalhão desde que a escola foi instalada em Niterói, em 2006, no prédio onde funcionava um Ciep. Ele afirma que, na ocasião, o Exército ainda estava instalado no local e foi enviado um ofício à Secretaria de Patrimônio da União solicitando liberação de parte do terreno. Posteriormente, com a compra do terreno pelo governo estadual, outro ofício foi encaminhado, mas à Secretaria de Patrimônio do Estado.
“Estamos até hoje instalados de forma provisória no Ciep, pois a unidade foi planejada para atender ao Ensino Fundamental. Como nosso colégio atende o Ensino Médio e a estrutura do Ciep não pode ser transformada, por ser tombada pelo patrimônio histórico, teremos sempre essa limitação estrutural. A ampliação seria uma forma de ofertarmos mais vagas. O colégio já tem os recursos, só nos falta o terreno, que precisa ter ao menos 10 mil metros quadrados, o que seria um quarto da área do batalhão”, explica o diretor.
Segundo o presidente da Organização Não Governamental Núcleo Barreto, Marcelo Silveira, a instalação de equipamentos públicos sociais no terreno revitalizaria o bairro. Hoje, a área está sendo utilizada para a confecção de alegorias das escolas de samba que desfilam em Niterói.
“O espaço do batalhão é muito grande e pode ser aproveitado para atender a população local. Para a reativação da delegacia do Barreto, por exemplo, não seria nem preciso construir um novo prédio, visto que já existe um que pode ser reformado e conta com carceragens. Já conseguimos mil assinaturas e nossa meta é atingir a marca de dez mil”, diz o líder social.
O projeto inicial do governo estadual era ceder o espaço, junto com o 3º BI, na Venda da Cruz, para a construção de casas populares do programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. A assessoria de imprensa do governador informou que está levantando dados sobre os projetos que estão sendo elaborados para serem implantados no local.(O Fluminense)

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Programa Esporte Catedral - 106.7 FM


Hoje às 20:45h, programa Esporte Catedral - www.esportecatedral.org.br - 106.7 FM

FGTS: Crédito de até R$ 20 mil para compra de material de construção

O financiador deve possuir conta no FGTS e comprovar propriedade de imóvel residencial regularizado com valor máximo de R$ 500 mil. O teto faz parte das regras do SFH

O Conselho Curador do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) aprovou, em reunião extraordinária, a criação de uma nova linha de crédito destinada à classe média. O financiamento pode ser de até R$ 20 mil por pessoa, para aquisição de materiais de construção.
Inicialmente, o aporte de crédito disponível será de R$ 300 milhões. Caso a demanda seja maior, o valor pode chegar a R$ 1 bilhão. Para tomar o empréstimo, não é exigido limite de renda. No entanto, o financiador deve possuir conta no FGTS e comprovar propriedade de imóvel residencial regularizado com valor máximo de R$ 500 mil. O teto faz parte das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).
Segundo o representante do Ministério do Trabalho e presidente suplente do Conselho Curador do FGTS, Paulo Eduardo Cabral Furtado, os juros cobrados nesta linha de empréstimo serão de 12% ao ano. O valor é metade da menor taxa praticada pelos bancos, que está entre 25% e 45% ao ano. O prazo de pagamento é de até 120 meses. Furtado destacou que o financiamento servirá para facilitar a melhoria dos imóveis.
“É uma linha de crédito que visa alcançar uma população de uma renda maior, não impedindo que, quem tenha renda menor, tenha acesso a este crédito. Essa linha se propõe à ampliação e reforma de imóveis residenciais, enquadrados no SFH e que contempla também inovações como equipamentos de aquecimento solar, hidrometração individual dos prédios mais antigos”, contou.
Segundo o vice-presidente da Caixa para Fundos de Governo e Loterias, Fábio Cleto, a linha de crédito deverá entrar em operação em menos de 30 dias.
Para o representante titular da Confederação Nacional do Comércio, Bens, Serviços e Turismo, Claudio Elias Conz, o crédito oferecido é compatível com a necessidade do mercado.
“A média do mercado para pedido de empréstimo nesse segmento é de R$ 8 mil. É um momento muito oportuno, já que o crédito não está totalmente restabelecido”.(O Fluminense)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Carro capota três vezes e motorista morre em Itaipu


PM acredita acidente tenha sido causado por excesso de velocidade. O carona sofreu apenas ferimentos leves e contou que os dois voltavam de um show em Piratininga

Um grave acidente com Honda Civic prata na manhã desta segunda-feira resultou a morte do motorista de 20 anos na Estrada Francisco da Cruz Nunes, altura do Restaurante Rincão, no bairro Itaipu, região oceânica de Niterói. O carona teve ferimentos leves.
O acidente aconteceu na pista sentido Itaipu. Segundo o carona, o carro capotou no mínimo três vezes, e parou no sentido Centro de Niterói. A Estrada Francisco da Cruz Nunes sentido Niterói está em meia pista. O trânsito está lento e com retenções.
Os dois rapazes de 20 anos voltavam de um show no Bar do Meio, em Piratininga, quando o motorista percebeu que havia perdido a carteira com os documentos e os dois se dirigiram para a 81ª DP (Itaipu) fazer um Boletim de Ocorrência.
Por volta das 6h da manhã, o motorsta perdeu o controle do carro na curva próxima ao Restaurante Rincão, capotou, bateu no canteiro central e atingiu um poste. Os dois homens estavam sem cinto de segurança e no movimento o motorista bateu a cabeça no poste e morreu.
A polícia acredita que a causa do acidente foi excesso de velocidade mas o carona nega. De acordo com testemunhas o motorista seria filho do dono de uma imobiliária de Niterói.(O Fluminense)

Projeto Botinho reúne cerca de 300 crianças na praia de Icaraí


Durante quatro semanas, crianças e jovens vão receber, do Corpo de Bombeiros, noções de salvamento, além de aprender sobre risco de afogamento e primeiros socorros


Começou nesta segunda-feira o primeiro dia do Projeto Botinho na Praia de Icaraí. Apesar do dia nublado, mais de 400 crianças conheceram as atividades de um autêntico guarda-vidas. De acordo com o sargento Leandro, do 4° Grupamento Marítimo (GMar), o primeiro dia é de ambientação e recebimento de documentos.
“No primeiro dia é mais para organização e apresentação do projeto para as crianças. Estamos também recebendo a documentação de quem se inscreveu pela internet. A expectativa é grande, temos muitas crianças inscritas”, disse o sargento. Amanhã, ás 8h será a inauguração do projeto no Piscinão de São Gonçalo, no Boa Vista, em São Gonçalo. Não há mais vagas para o projeto, nem no 4° GMar, nem pela internet.
Muitos pais estiveram presentes para acompanhar os filhos que, orientados por bombeiros, realizaram apenas alguns exercícios para se familiarizarem com o local. Durante quatro semanas, das oito às onze da manhã, crianças e jovens de 7 a 17 anos, terão noções de preservação do meio ambiente, cuidados com riscos de afogamento, primeiros socorros e orientações em relação às condições do mar, além da prática de atividades físicas na areia.

Os alunos são divididos em três turmas: Golfinho, de 7 a 11 anos, Moby Dick, de 11 a 14 anos, e Tubarão, de 15 a 17 anos. 

Iniciativa - O projeto Botinho é uma colônia de férias que acontece desde 1963 e teve seu inicio na praia de Copacabana. Participam do projeto jovens de 07 a 17 anos que aprendem conhecimento básico de respeito ao mar e tem a oportunidade de se integrar com as diversas classes sociais. O trabalho visa a redução da quantidade de afogamentos nas praias, o despertar potencial esportivo e capacitar os jovens para procedimentos de primeiros socorro, bem como realizar um trabalho de educação ambiental, conscientizando a necessidade de preservação do meio ambiente.
Em 2007 o projeto botinho atingiu 18 mil participantes em 34 praias do Estado do Rio de Janeiro sendo considerado a maior colônia de férias educativa do mundo por um congresso da ILS – International Life Saving.(O Fluminense)

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Chuvas: Cidades em estado de emergência em Minas chegam a 87

Presidenta Dilma antecipa fim da folga de fim de ano e faz reunião com ministra da Casa Civil

Brasília e Belo Horizonte - A presidenta Dilma Rousseff antecipou o fim das férias e retornou nesta quinta-feira a Brasília, onde se reuniu com a ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, no fim da tarde. Gleisi, que já havia voltado mais cedo do descanso, foi quem coordenou as reuniões sobre a situação de rodovias e ações de defesa civil na Região Sudeste, fortemente atingida pelas chuvas, enquanto Dilma estava hospedada com a família na Base Naval de Aratu, na Bahia.
Mais 21 cidades de Minas Gerais decretaram situação de emergência nesta quinta-feira, elevando para 87 o número de municípios nesta condição. Na terça-feira, ainda de folga, Dilma ligou para o governador mineiro, Antonio Anastasia (PSDB), oferecendo ajuda. O estado é o mais prejudicado, com oito mortos e uma pessoa desaparecida. São quase 10 mil desalojados e mais de 500 desabrigados em 142 municípios. No Espírito Santo, são 25 cidades atingidas.
O governo federal reabriu nesta quinta-feira crédito de R$ 482,8 milhões para a implantação do Centro Nacional de Monitoramento e Alerta de Desastres Naturais, cooperação em Defesa Civil e obras de prevenção e preparação para desastres. A maior parte dos recursos, R$ 443,925 milhões, vai para a Integração Nacional, comandada por Fernando Bezerra Coelho. A pasta é acusada de favorecer a liberação de verba para Pernambuco, terra natal do ministro. Bezerra disse ontem que vai se explicar no Congresso na terça-feira. (O Dia)

Tranquilidade com estacionamento proibido na Rua Gavião Peixoto

Trânsito flui bem no primeiro dia da mudança. Motoristas são orientados por agentes da Nittrans e Guarda Municipal. Alteração faz parte do Novo Plano de Transportes

Começou sem transtornos, e com o trânsito fluindo bem, o primeiro dia de proibição de estacionamento de veículos leves na Rua Gavião Peixoto, em Icaraí, Zona Sul. A medida faz parte do novo Plano de Transportes, que prevê a construção de um mergulhão da Avenida Marquês de Paraná.
A ação, que antecede os trabalhos de demarcação da faixa seletiva para ônibus, prevista na primeira fase do Plano, conta com fiscalização intensificada do trânsito, inclusive a participação de guardas municipais que estão sendo treinados para auxiliar moradores e agentes, no combate às irregularidades.
De acordo com a Guarda Municipal, os moradores não apresentaram resistência. Alguns estranharam a mudança, porém, a grande maioria acredita que a melhoria no trânsito é mais relevante que possíveis transtornos gerados pela falta de estacionamento.
O presidente da Niterói Transporte e Trânsito (NitTrans), Sérgio Marcolini, fez um balanço positivo do primeiro dia de adoção da medida.
“O trânsito fluiu bem. Escolhemos esta época para a mudança por ser de férias escolares e o impacto viário ser menor. Na estreia não tivemos incidentes. Os agentes de trânsito orientaram os motoristas a não estacionarem na via e só fazê-lo nas vias vizinhas”, informou Marcolini, acrescentando que a partir da próxima segunda-feira serão aplicadas  multas aos infratores.
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, Fabiano Gonçalves, elogiou a medida, mas ressalvou:
“Como morador eu elogio, pois vai melhorar o trânsito, mas o comércio pode ser  prejudicado, já que os clientes vão estacionar mais longe das lojas”, disse. 
O presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas) de Niterói, José Luiz Pascoal, por estar viajando, preferiu não comentar a mudança.
Comerciantes estranharam algumas novidades e se mostraram preocupados com o impacto nas vendas.
“Alguns clientes reclamaram por não poder parar na frente da loja. Observações foram passadas para a supervisão, para que possamos tomar medidas que favoreçam nosso público”, contou Renata Rosa, subgerente de uma farmácia.
Mergulhão –  O mergulhão da Avenida Marquês de Paraná terá uma extensão de 300 metros, iniciando em frente à Rua Senador Nabuco e terminando no encontro da Rua Doutor Celestino. Sua profundidade será de 4,50m em vão livre, obedecendo ao gabarito de altura urbano. Ao todo, serão duas pistas de rolamento.
Nesta semana, a obra entrou na fase de escoramento para a escavação do túnel, que vai abrir passagem à circulação de todos os veículos, exceto os ônibus, que terão ponto de integração sobre ela. 
O acesso ao Centro através da Avenida Amaral Peixoto ocorrerá sobre o mergulhão, para o trânsito procedente da Zona Sul. Para os motoristas procedentes da Zona Norte e Ponte o acesso ao Centro poderá ser feito pela pista lateral ao mergulhão. (O Fluminense)