segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Estação de tratamento de água de Maricá é inaugurada


Expansão do sistema vai beneficiar 40 mil moradores. Durante a entrega das obras, Sérgio Cabral assinou contrato que autoriza melhorias no abastecimento de água nos distritos de Inoã e Itaipuaçu

A qualidade da água do município de Maricá está garantida. Nesta segunda-feira, o governador Sérgio Cabral inaugurou as obras de expansão da Estação de Tratamento de Água (ETA) da cidade das Baixadas Litorâneas. O abastecimento dos distritos de Inoã e Itaipuaçu também será ampliado, com a assinatura do contrato que autorizou o início das intervenções para melhorar a produção nas regiões. Em Maricá, 40 mil moradores serão beneficiados com a oferta de maior volume de água tratada. As melhorias representam uma das maiores obras de infraestrutura da história do município.

- Hoje, assinamos o início das obras que vão levar à cidade a cobertura de mais de 80% de abastecimento de água. A obra da ETA de Maricá é de grande qualidade. Isso é resultado da aliança entre Estado, União e prefeituras, e quem ganha com isso é a população. Maricá vai se tornar cada vez mais uma área nobre, tem que ser tratada como uma jóia da coroa - ressaltou o governador.

O Governo do Estado, através da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Nova Cedae), investiu cerca de R$ 3 milhões na estação de Maricá, um dos investimentos de infraestrutura realizado para atender ao projeto do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Antiga reivindicação da população maricaense, a obra da ETA aumentará a distribuição de água de 80 para 120 litros por segundo, ampliando a vazão diária em mais 3,5 milhões de litros de água, um acréscimo de 50% na produção.

- Maricá é a zona sul do Comperj, por isso precisa estar estruturada para receber investimentos imobiliários e estruturantes. Para isso, o prefeito tem toda a razão de estar preocupado com a água e o saneamento, além de trabalhar para não permitir o loteamento clandestino, evitando o crescimento desordenado do município. A cidade vai se beneficiar do complexo petroquímico como uma área de qualidade de vida, de serviço - afirmou Cabral, que garantiu também que Maricá não corre riscos ambientais em relação às obras do Comperj e o despejo de resíduos.

A produção da Estação de Maricá foi reforçada com o aumento da captação de água bruta do sistema de abastecimento com o assentamento de adutora com 6.120 metros de extensão e 250 mm de diâmetro. Um conjunto de floculador e decantador, em concreto, com capacidade para 60 litros por segundo, também foi construído. Para atender à nova vazão, a casa de química e as outras instalações prediais foram totalmente reformadas.

O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, e o secretário de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves, além do prefeito de Maricá, Washington Quaquá, e outras autoridades participaram da inauguração. (O Fluminense)

Thiago Neves leva a melhor sobre Eder Luis no clássico

Rubro-negro decide jogo com golaço no fim no primeiro tempo

As atuações de Thiago Neves e Eder Luis refletem claramente o momento vivido por seus clubes. Vestindo a camisa de um Vasco combalido moral e financeiramente, o atacante da Colina, referência do time em 2010, passou em branco em mais uma partida, evidenciando uma impotência cada vez mais comum em São Januário. Sem nada a ver com os problemas do rival, Thiago agradeceu a oportunidade brindando a torcida com ótima atuação e um golaço no primeiro tempo.

Desde os primeiros movimentos da partida, o camisa 7 da Gávea se revelou o verdadeiro motor do jogo. Cadenciando as ações do Flamengo nos minutos iniciais, Thiago Neves já se mostrava um jogador diferente de sua discreta estreia. (Lancenet)

Atacante da Cabofriense reclama de expulsão de zagueiro

Diego Sales fala que time não merecia a expulsão de Allyson





Diego Sales, da Cabofriense, reclamou da expulsão do zagueiro Allyson no jogo contra o Fluminense. 


- O time não mereceu. Nosso jogador foi expulso e acho que não era necessário o cartão vermelho. Com menos um em campo, ficou mais fácil para o tricolor - lamentou Diego.

O atacante disse, no entanto, que a equipe tem que pensar positivamente. 

- Nosso time tem que levantar a cabeça e pensar em melhorar. 

O time da Cabofriense chega à quarta rodada sem conseguir pontuar no campeonato.
Na próxima quarta a equipe enfrenta o Madureira, às 17h, em Conselheiro Galvão.(Lancenet)

domingo, 30 de janeiro de 2011

Seguro obrigatório aumenta, mas indenização é a mesma desde 2007

Segundo o governo, correção só pode ser feita se houver mudança na lei.
Valor do DPVAT subiu porque os acidentes aumentaram, diz Susep.

O seguro obrigatório para carros, caminhões e motos teve aumento de pouco mais de 7,38%, mas a indenização é a mesma desde 2007. Ao todo, 50 milhões de pessoas pagarão o chamado DPVAT. A taxa será de R$ 101,16 para os proprietários de carros e de R$ 279,27 para motos.

Mesmo assim, há quatro anos a indenização continua a mesma. Em caso de morte, o valor a ser repassado é de R$ 13,5 mil. No caso de invalidez permanente é de até R$ 13,5 mil. Já para despesas médicas e suplementares o valor da indenização não passa de R$ 2,7 mil.

Para a comissão de defesa do consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil de Minas Gerais (OAB-MG), o valor da indenização precisa de um índice de correção. “Não foi fixado um critério de atualização desses valores. Poderia ter sido adotado um índice de correção que representaria pelo menos a inflação”, afirma Evandro de Araújo Júnior, da OAB.

De acordo com o Ministério da Fazenda, a correção só pode ser feita se houver uma mudança na lei. Quanto ao aumento anual da taxa, a alegação é o excesso de acidentes. “No ano passado, o número de ocorrências em praticamente todas as classes aumentou mais do que o número de novos segurados”, argumenta Paulo dos Santos, da Susep.

De cada R$ 100 arrecadados com o DPVAT, R$ 45 vão para o Ministério da Saúde para custear atendimento às vítimas de trânsito. Para pagar as indenizações são R$ 44 e para as campanha de prevenção de acidentes são R$ 5. Já R$ 4 vão para o pagamento de pessoal e R$ 2 para as seguradoras.

O prazo para pedir as indenizações é de até três anos. Para isso, é preciso levar em uma das seguradoras credenciadas o boletim de ocorrência, laudo médico e documentos pessoais.(Auto Esporte)

Moradores de Maricá não querem o emissário


Ambientalistas e população de Maricá pediram ao Ministério Público Federal (MPF) a suspensão da construção do emissário submarino do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro

Ambientalistas e moradores de Maricá pediram ao Ministério Público Federal (MPF) a suspensão da construção do emissário submarino do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). Eles pedem a revisão dos laudos e realização de audiência pública no município. Representantes da ONG Movimento Pró Restinga alertam para o risco de poluição em áreas de preservação ambiental.

“Já entrei com representação no MPF. Eles não podem vir com um rolo compressor de cima para baixo querendo instalar algo que pode prejudicar a todos”, reclamou Maria da Conceição Marques Porto e Santos, representante da ONG, argumentando que moradores de Itaipuaçu não foram consultados. Para Conceição, o estudo apresentado ao Instituto Estadual do Ambiente (Inea), não levou em conta os impactos sobre a comunidade.

“Os dutos vão passar pela Serra de Inoã, que faz mata contínua com a Serra da Tiririca. É temerário uma empreitada dessa. Não vamos permitir”, avisou.

Segundo o cronograma de construção do Comperj, o início da construção do emissário está previsto para maio. 

Em nota, a Petrobras informou que a passagem do emissário por Maricá foi apontado pelo Estudo de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) como a melhor alternativa do ponto de vista ambiental, superando as opções de São Gonçalo e Niterói.

A estatal ressaltou que antes do encaminhamento dos efluentes para o emissário, toda eles serão tratados em uma estação de tratamento de efluentes (ETE), mas não informou o quanto de resíduo ainda será depositado diretamente no mar. A empresa informou ainda que cumpriu toda a legislação sobre o tema.(O Fluminense)



sábado, 29 de janeiro de 2011

O novo ‘Caveirão do Ar’ da Polícia Militar do Rio de Janeiro está chegando


O novo helicóptero do GAM (Grupamento Aeromarítimo) da Polícia Militar do Rio de Janeiro deverá chegar ao Aeroporto do Galeão/RJ na próxima quarta feira (02/02/2011). O helicóptero, modelo Huey II, PR-COE, decolou ontem (25/01) de Fort Woth Alliance Airport no Texas/EUA e fez escala na cidade de Gulfport, Mississippi/EUA.

A programação de traslado da aeronave é chegar hoje (26/01) em Okala na Florida e está sendo realizado por um piloto do fabricante, Bell Helicopter, acompanhado do Cel PM Eduardo Luiz, Comandante do GAM/PMERJ e do Cap PM Leitão. No início de Janeiro pilotos e mecânicos foram ao Texas/EUA realizar os treinamentos na aeronave, a fim de qualificá-los no equipamento.

O PR-COE será o Fênix 05. A nova aeronave tem capacidade para transportar, além do dois pilotos, 11 passageiros e possui diversos equipamentos e já se apresenta como uma das aeronaves de segurança pública do Brasil mais equipada. Segundo informações, por decisão da ANAC, a aeronave não será certificada IFR, muito embora ela tenha essa certificação junto a FAA (Federal Aviation Administration). Dentre outros equipamentos, o helicóptero tem:
  • NVG (Night Vision Goggles);
  • Painel EFIS (Electronic Flight Instrument System);
  • Blindagem;
  • Guincho de 600 lbs (sem limite de ciclos – on condition);
  • Carga externa de 5000 lbs (2.268kg);
  • kit de resgate com 3 macas;
  • Visão sintética do terreno (SVT);
  • Farol de busca,
  • Fast Rope, etc.
(Piloto Policial/Blog Forte)

    Rodovia Amaral Peixoto, conhecida como RJ-106, recebe nova iluminação


    Ao longo da via, ao todo, serão instalados 555 novos postes, substituídas 1.560 luminárias e cerca de 40 mil metros de cabos. A previsão é que as obras terminem até julho deste ano

    A Rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), que corta os municípios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí, está recebendo nova iluminação. Ao todo serão instalados 555 novos postes e substituídas 1.560 luminárias e cerca de 40 mil metros de cabos. Realizadas pelo Departamento de Estrada de Rodagem (DER), as obras tiveram início na subida da Caixa D’Água, em Niterói, e irão até Manilha, em Itaboraí. O Governo do Estado está investindo cerca de R$ 5 milhões na intervenção, que tem previsão de terminar em julho.

    O pintor Claudio Pires, morador do bairro Marambaia, em São Gonçalo, garante que muitas vidas serão salvas com as obras. 

    “É muito difícil atravessar as pistas. Muitos carros vêm com os faróis apagados. Já perdi vários amigos e vizinhos aqui. Também já ajudamos a socorrer muita gente que se envolveu em acidentes. Mas isto vai acabar. Vai ser uma página virada. Agora teremos mais conforto e segurança”, disse.

    A deputada Graça Matos  (PMDB) garante que o governador Sérgio Cabral Filho ficou sensibilizado ao receber sua solicitação e determinou com a realização das obras.

    “Recebemos inúmeros relatos de moradores, comerciantes e motoristas que utilizam a RJ 106. Eram relatos de atropelamentos, acidentes e animais na pista”, disse a parlamentar.(O Fluminense)

    sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

    Campeonato Carioca

    Cavalieri admite falha, mas justifica: 'Falta ritimo'

    Novo camisa 1 do Flu fez sua estreia na vitória por 3 a 1 sobre o Macaé, quinta, mas errou no lance do gol adversário

    O goleiro Diego Cavalieri chegou ao Fluminense nesta temporada com status de titular. E não deu por menos. Em sua primeira partida após a regularização na CBF, barrou Ricardo Berna, dono da camisa 1 na reta final da conquista do Brasileiro. O ex-arqueiro de Palmeiras, Liverpool (ING) e Cesena (ITA) vinha sendo pouco acionado e sua estreia tinha tudo para ser discreta. Mas, nos minutos finais, não segurou um chute de longe e permitiu que o Macaé diminuísse a desvantagem no placar.

    - Ninguém me atrapalhou. A bola veio balançando e acabei soltando. É lógico que a falta de ritmo atrapalhou um pouco, mas isso é conquistado com o tempo - disse Cavalieri, admitindo a falha no lance.

    Na coletiva após a vitória por 3 a 1 sobre o Macaé, nesta quinta, no Engenhão, o técnico Muricy Ramalho defendeu o estreante da noite, e culpou mais a desatenção da defesa pelo gol sofrido do que a atrapalhada do goleiro.

    - Achei que o marcador poderia ter caprichado, pois o cara não pode pegar a bola livre - analisou o treinador.

    Com o triunfo, o Flu chegou aos 9 pontos em três jogos disputados e divide a liderança do Grupo B com o Botafogo. Na próxima rodada, o Tricolor encara o Cabofriense, domingo, na Estádio Caudio Moacyr, em Macaé.

    Vasco perde para o Boavista e agrava crise no clube

    Time de PC Gusmão é derrotado por 3 a 1 e segue sem pontuar no Campeonato Carioca

    O Vasco perdeu para o Boavista, na tarde desta quinta-feira, no Engenhão, e agravou a crise em São Januário. Com gols de Tony, Frontini e André Luis, o time de Saquarema derrotou o Cruz-Maltino, por 3 a 1.

    Com o resultado, o clube segue sem pontuar no Campeonato Carioca - três jogos e três derrotas - e ameaça o cargo de PC Gusmão. O próximo desafio time será o Flamengo, domingo, também no Engenhão.

    (Lancenet)

    Idoso morre após ser atropelado na Alameda São Boaventura, no Fonseca


    Vítima de 77 anos foi atingida por um coletivo da Viação Fagundes, na pista sentido Alcântara. Segundo testemunhas, ele teria tentado atravessar a via com o sinal aberto

    Um idoso de 77 anos  morreu ao ser atropelado por um ônibus da Viação Fagundes na Alameda São Boaventura, no Fonseca, em Niterói, na manhã desta quinta-feira.

    De acordo com o Corpo de Bombeiros , a vítima, identificada como Jorge da Silva, foi atingida por um coletivo da linha Alcântara-Madureira, na pista sentido São Gonçalo, próximo à estação do Horto, no Corredor Viário. O corpo dele ficou entre o pneu do ônibus e a mureta central da pista.

    Segundo testemunhas, o idoso tentou atravessar a via com o sinal aberto. 

    O trânsito na Alameda chegou a ficar parcialmente interditado, causando grande congestionamento na região.
    (O Fluminense)

    SEMINÁRIO DE UFOLOGIA AVANÇADA



    APROXIMAÇÃO DO CONTATO E A GLOBALIZAÇÃO
    DA REALIDADE UFOLÓGICA

    Dia 5 de Fevereiro (sábado), das 15 às 19 horas.

    Salão de Convenções do IBAM

    REVELAÇÕES SURPREENDENTES NO PRIMEIRO EVENTO DO ANO
    (Rio de Janeiro)

    TEMAS QUE SERÃO ABORDADOS

    “UFOs E A GLOBALIZAÇÃO”
    (Estratégia do poder financeiro global?)

    Orlando Barbosa Jr.

    Nessa conferência inédita no IBAM, o biólogo e ufólogo, consultor da revista UFO, revela uma nova e surpreendente visão sobre o processo de interação entre a presença dos UFOs, seus tripulantes e os poderes constituídos (ocultos ou não). Você vai se surpreender com a percepção e linha de raciocínio do conferencista.

    “AS SURPREENDENTES REVELAÇÕES SOBRE O INQUÉRITO POLICIAL MILITAR SOBRE VARGINHA”
    (O Inacreditável Aconteceu)

    Marco Antonio Petit

    Nessa palestra do co-editor da revista UFO, você saberá tudo que o conferencista descobriu nas últimas semanas de investigação após ter tido acesso a documentação original do Inquérito Policial Militar desenvolvido pela Escola de Sargento das Armas (EsSA), do Exército brasileiro, dentro das operações que visavam acobertar a realidade do caso.  Você vai se surpreender com as revelações que serão apresentadas de maneira inédita nesse evento, antes de chegar às páginas da revista UFO.   Pela primeira vez, e plenamente, entenderá, porque os militares do Exército, que desenvolveram o procedimento, solicitaram “discrição” e sigilo sobre sua existência, ao principal investigador do caso, que inclusive resolveu aceitar a solicitação dos militares, e manteve o assunto fora de qualquer divulgação, apesar de sua gravidade, após ter sido convidado a prestar esclarecimentos (depoimento) no próprio IPM.

    “UFOs NA CHAPADA DIAMANTINA”

    Arthur Sérgio Neto

    Nessa participação especial de mais um consultor da revista UFO, serão apresentadas algumas das mais impressionantes imagens (filmes) documentando a presença de discos voadores na região da Chapada Diamantina (Bahia), área de grande incidência ufológica, investigada por inúmeros pesquisadores, incluindo o conferencista.

    *  Evento ilustrado com farta documentação visual, incluindo fotos, filmes, etc.

    Local: Salão de Convenções do IBAM (Largo do IBAM, 1 - Botafogo / Humaitá, Rio de Janeiro, RJ - próximo da Casa de Saúde São José).

    Inscrições para o seminário: (R$ 30,00) no local, no dia do evento, a partir das 14:30 hm.

    Informações: (21) 9584-1014 / marcoantoniopetit@gmail.com


    Apoio:

    Revista UFO (www.ufo.com.br)

    EUA tentaram impedir programa brasileiro de foguetes, revela WikiLeaks


    Ainda que o Senado brasileiro venha a ratificar o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas EUA-Brasil (TSA, na sigla em inglês), o governo dos Estados Unidos não quer que o Brasil tenha um programa próprio de produção de foguetes espaciais. Por isso, além de não apoiar o desenvolvimento desses veículos, as autoridades americanas pressionam parceiros do país nessa área – como a Ucrânia – a não transferir tecnologia do setor aos cientistas brasileiros.

    A restrição dos EUA está registrada claramente em telegrama que o Departamento de Estado enviou à embaixada americana em Brasília, em janeiro de 2009 – revelado agora pelo WikiLeaks ao GLOBO. O documento contém uma resposta a um apelo feito pela embaixada da Ucrânia, no Brasil, para que os EUA reconsiderassem a sua negativa de apoiar a parceria Ucrânia-Brasil, para atividades na Base de Alcântara no Maranhão, e permitissem que firmas americanas de satélite pudessem usar aquela plataforma de lançamentos.
    Além de ressaltar que o custo seria 30% mais barato, devido à localização geográfica de Alcântara, os ucranianos apresentaram uma justificativa política: “O seu principal argumento era o de que se os EUA não derem tal passo, os russos preencheriam o vácuo e se tornariam os parceiros principais do Brasil em cooperação espacial” – ressalta o telegrama que a embaixada enviara a Washington.

    A resposta americana foi clara. A missão em Brasília deveria comunicar ao embaixador ucraniano, Volodymyr Lakomov, que “embora os EUA estejam preparados para apoiar o projeto conjunto ucraniano-brasileiro, uma vez que o TSA (acordo de salvaguardas Brasil-EUA) entre em vigor, não apoiamos o programa nativo dos veículos de lançamento espacial do Brasil”. Mais adiante, um alerta: “Queremos lembrar às autoridades ucranianas que os EUA não se opõem ao estabelecimento de uma plataforma de lançamentos em Alcântara, contanto que tal atividade não resulte na transferência de tecnologias de foguetes ao Brasil”.

    O Senado brasileiro se nega a ratificar o TSA, assinado entre EUA e Brasil em abril de 2000, porque as salvaguardas incluem concessão de áreas, em Alcântara, que ficariam sob controle direto e exclusivo dos EUA. Além disso, permitiriam inspeções americanas à base de lançamentos sem prévio aviso ao Brasil. Os ucranianos se ofereceram, em 2008, para convencer os senadores brasileiros a aprovarem o acordo, mas os EUA dispensaram tal ajuda.

    Os EUA não permitem o lançamento de satélites americanos desde Alcântara, ou fabricados por outros países mas que contenham componentes americanos, “devido à nossa política, de longa data, de não encorajar o programa de foguetes espaciais do Brasil”, diz outro documento confidencial.

    Viagem de astronauta brasileiro é ironizada

    Sob o título “Pegando Carona no Espaço”, um outro telegrama descreve com menosprezo o voo do primeiro astronauta brasileiro, Marcos Cesar Pontes, à Estação Espacial Internacional levado por uma nave russa ao preço de US$ 10,5 milhões – enquanto um cientista americano, Gregory Olsen, pagara à Rússia US$ 20 milhões por uma viagem idêntica.

    A embaixada definiu o voo de Pontes como um gesto da Rússia, no sentido de obter em troca a possibilidade de lançar satélites desde Alcântara. E, também, como uma jogada política visando a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Num ano eleitoral, em que o presidente Lula sob e desce nas pesquisas, não é difícil imaginar a quem esse golpe publicitário deve beneficiar.

    Essa pode ser a palavra final numa missão que, no final das contas, pode ser, meramente ‘um pequeno passo’ para o Brasil” – diz o comentário da embaixada dos EUA, numa alusão jocosa à célebre frase de Neil Armstrong, o primeiro astronauta a pisar na Lua, dizendo que seu feito se tratava de um pequeno passo para um homem, mas um salto gigantesco para a Humanidade.

    Instruções Provisórias para o Concurso de Admissão – EsPCEx 2011


    Em face da implantação da nova sistemática para ingresso no curso de Formação de Oficiais das Armas, Quadro de Material Bélico e Serviço de Intendência na Escola Preparatória de Cadetes do Exército e Academia Militar das Agulhas Negras, que exigirá o ensino médio completo como pré-requisito para ingresso a partir de 2012, estão sendo divulgadas as Instruções Provisórias para o Concurso de Admissão 2011.

    As instruções provisórias estão sendo divulgadas visando a preparação adequada dos candidatos. No entanto, modificações poderão ocorrer quando da aprovação das instruções definitivas, que serão publicadas no Diário Oficial da União e disponibilizadas na Internet no mês de maio de 2011.(www.forte.jor.br)

    Secretaria de Agricultura busca solução para o solo da Região Serrana

    Em parceria com a Embrapa, órgão vai realizar pesquisas em prol das comunidades rurais castigadas pelos temporais. Vistorias já foram marcadas em Nova Friburgo e Teresópolis

    A Secretaria Estadual de Agricultura, através da Empresa de Pesquisa Agropecuária (Pesagro-Rio), e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) se uniram para buscar soluções tecnológicas para recuperar a fertilidade do solo nas comunidades rurais atingidas pelas chuvas na Região Serrana.
    A erosão superficial no solo, cobertura de áreas de lavouras com areia, barro e pedras e alteração de cursos de rios e córregos, com afloramento rochoso, comprometeram a capacidade produtiva dessas terras, em muitos casos, inviabilizando a atividade agrícola.

    “Em algumas situações, o cenário é de completa devastação. O apoio e assessoramento técnico da Embrapa, que após contato com seu presidente Pedro Arraes, prontamente disponibilizou a estrutura da instituição para colaborar, são extremamente importantes para recuperar em menor tempo, as áreas de produção”, afirmou o secretário de Agricultura, Christino Áureo.

    IPTU -
    A Prefeitura de Teresópolis, através da Secretaria de Fazenda, informou que está suspenso, até segunda ordem, o pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para quem teve moradia atingida pelo temporal. 

    Estão incluídos na medida imóveis localizados nas áreas definidas pelo Decreto Municipal 3997/2011, que determina a suspensão temporária do imposto e que sai publicado em Diário Oficial de desta quinta-feira. 
    O decreto também definiu a prorrogação, para todo o município, dos prazos para pagamento da cota única do IPTU. Agora o contribuinte em dia com o imposto poderá fazer a quitação à vista até 15 de fevereiro, com 20% de desconto. 

    Já os contribuintes não estão em dia com o IPTU poderão pagar a cota única com 15% de desconto também até o dia 15. E o pagamento em cota única que vencia em 28 de fevereiro, com 10% de desconto, foi prorrogado para 10 de março.(O Fluminense)

    quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

    Falta de abastecimento de água prejudica moradores de Niterói e SG

    Famílias que vivem na Ilha da Conceição e no bairro do Boaçu afirmam que problema ocorre com frequência. Contas seriam pagas em dia, mas serviço não chegaria às localidades

    Moradores da Rua do Cruzeiro, na Ilha da Conceição, em Niterói denunciam que estão sem abastecimento de água há pelo menos duas semanas. Segundo a população, a Águas de Niterói já foi acionada, mas o problema não foi resolvido.

    Famílias que moram no local afirmam ainda que pagam em média R$ 200 por mês pela prestação do serviço, mas dizem que a falta de água é frequente.

    A Águas de Niterói informou que o abastecimento na Ilha da Conceição está ocorrendo normalmente, mas que enviará técnicos ao local para verificar a situação colocada. 

    A falta de abastecimento também prejudica a população de São Gonçalo. Na Rua Capitão Alfredo Souza, no bairro do Boaçu, moradores afirma que a água só cai uma vez por semana e que não dura mais do que 30 minutos. 

    A Cedae alega que o abastecimento vem sendo realizado normalmente na região, mas informou irá verificar se existe algum problema na loicalidade.(O Fluminense)


    No Fonseca onde moro também não há água.

    Três traficantes morrem em troca de tiros com policiais

    Homens do 12º BPM realizaram uma incursão no Morro do Céu, no bairro Caramujo, após denúncias. Três pistolas, maconha, cocaína e munição foram apreendidas

    Três supostos traficantes foram mortos em dois confrontos com policiais do 12º BPM (Niterói), no fim da noite de quarta-feira, início da madrugada desta quinta-feira, em morros de Niterói. Armas, maconha, cocaína e munição foram apreendidas.

    Policiais do 12º BPM, por volta das 22h, realizaram uma incursão no Morro do Céu, no bairro Caramujo, para verificar denúncias referentes ao tráfico de drogas no localidade. Lá, eles se depararam com homens armados e houve troca de tiros. Dois dos supostos traficantes foram baleados. Com a dupla foram apreendidas uma pistola calibre 9mm e outra calibre 765, além de 336 papelotes de cocaína. Segundo a polícia militar, ambos foram socorridos no Hospital Estadual Azevedo Lima (Heal),  mas não resistiram.

    E no Morro da Coréia, no Fonseca, quatro bandidos tentaram surpreender quatro policiais que faziam uma ronda pelo local, por volta de 0h30. Também houve confronto e Fernando Lima da Silva, de 23 anos, acabou ferido. Ele foi levado para o Heal mas acabou morrendo na unidade. Os outros três bandidos conseguiram fugir. Foram encontradas uma pistola calibre 45 e um carregador com 14 munições intactas, 57 trouxinhas de maconha prontas para o consumo e 50 gramas da droga ainda para ser endolada, além de saquinhos plásticos.

    Ambos os casos foram registrados na 78ª DP (Fonseca).(O Fluminense)

    Wanderley recebe os elogios de Luxemburgo

    Xará do técnico, atacante teve atuação destacada por Vanderlei

    As boas atuações pelo Flamengo renderam ao atacante Wanderlei elogios de seu xará, o técnico Vanderlei Luxemburgo.

    Após a vitória sobre o Americano por 2 a 0, nesta quarta-feira, o comandante rubro-negro destacou a importância que o camisa 33 teve no triunfo em Macaé (RJ), marcando os dois gols da partida.

    - Ele entrou, fez os gols, está buscando o espaço dele. Tenho gostado da forma como ele joga, protege a bola, incomoda os zagueiros. É um início bom, assim como o do próprio Vander.

    Wanderley participou dos três primeiros jogos do Flamengo no Campeonato Carioca e marcou três vezes. Em todos, ele iniciou no banco de reservas e entrou no decorrer do jogo.(Lancenet)

     

    Herrera comemora vitória e destaca dificuldades do início do ano

    Com ótima média de três gols em três jogos, talismã Caio só tem a comemorar após resultado positivo

    Autor do gol que abriu caminho na vitória por 4 a 1 diante do Madureira, o atacante Herrera ficou visivelmente cansado no segundo tempo. Sentindo o rimo de jogo, ele ressaltou a importância de mais um vitória do Glorioso.

    - Foi importante buscar a vitória e marcar este gol no final do segundo tempo. Nesse início de temporada todo jogo é difícil e temos que continuar nesta caminhada - disse, referindo-se ao gol de Caio.

    O talismã, por sua vez, não poderia passar em branco em mais jogo no Engenhão. Com três gols em três jogos, ele comemora a boa média.

    - É bom fazer gol todo jogo. Estou trabalhando para isso. Tenho aproveitado as chances que o professor está dando, e vou continuar buscando meu trabalho - completou.

    Lamborghini Jalpa - 1983


    População de rua não se restringe somente à Zona Sul de Niterói


    Moradores cobram solução para o problema que afeta vários bairros de Niterói. Pedintes e catadores se espalham, levando o medo e sujeira para as ruas do Centro e da Zona Norte

    Assim como está ocorrendo na Zona Sul, moradores de rua estão tomando os espaços públicos do Centro e da Zona Norte de Niterói. Moradores, comerciantes e pedestres reclamam da ocupação por mendigos das praças Juscelino Kubitscheck (JK) e Leoni Ramos, entre outras. No Rink, a preocupação é com o lixo acumulado por catadores.

    Na Praça JK, ponto turístico desenhado por Oscar Niemeyer como parte do Caminho que leva o nome do arquiteto na cidade, a situação é constrangedora. Situada na Avenida Visconde do Rio Branco, ela acabou virando reduto da população de rua. Segundo moradores do bairro e pessoas que passam pelo local, durante todo o dia, mas principalmente no final da tarde e à noite, é grande a sensação de insegurança, associada à ocupação irregular e ao consumo de drogas na praça.

    Na Praça Leoni Ramos, em São Domingos, a sensação de insegurança é menor, porém a condição precária em que vive toda uma família, inclusive uma idosa e uma criança, preocupa a população. Segundo moradores e trabalhadores do entorno, a família se instalou na praça após sua reforma (a obra foi entregue em 2009 pela Prefeitura). No local é possível ver pessoas dormindo numa tenda improvisada sob o busto de D. Pedro II.(O Fluminense)

    China doa US$ 100 mil para vítimas da região serrana do Rio

    O governo chinês doou nesta quarta-feira US$ 100 mil (R$ 167 mil) para as vítimas das chuvas que devastaram a região serrana do Rio. O embaixador chinês Qiu Xiaoqi esteve na Cruz Vermelha do Brasil para entregar o dinheiro.

    Segundo o Itamaraty, pelo menos 14 países expressaram solidariedade e se colocaram à disposição para oferecer algum tipo de ajuda para as cidades que estão tentando se recuperar da destruição causada pelos temporais. 

    A Alemanha foi outro país a ajudar financeiramente as vítimas das chuvas. O governo doou 190 mil euros (R$ 420 mil), que serão coordenados pela ONG alemã Humedica, que tem filial em Nova Friburgo. 

    Último balanço da polícia civil do Rio aponta que a tragédia já deixou 832 mortos. A cidade que registra o maior número de mortes é Nova Friburgo (399), seguida por Teresópolis (340), Petrópolis (67), Sumidouro (21), São José do Vale do Rio Preto (4) e Bom Jardim (1).(Folha Online)

    Professora mostra imagem de tornado flagrado em 2009


    A professora Raquel Muniz recuperou esta imagem quando soube do tornado que varreu parte da Baixada. “Tirei essa foto em dezembro de 2009. Estes tornados estão em formação frequente, pelo aquecimento demasiado das águas da Baía de Guanabara. O que eu temi na época está se concretizando: eles estão tomando força”, explica.(O Dia)

    quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

    Vereador de Niterói é baleado em assalto

    O vereador de Niterói, Renato Cariello, foi baleado na manhã desta quarta-feira quando chegava em casa no bairro da Engenhoca. De acordo com as primeiras informações, ele teria tentado impedir um assalto e acabou baleado na perna.

    O vereador e capitão reformado da Polícia Militar, Renato Cariello retornava da academia que teria visto um assalto a uma residência localizada em sua rua. A PM foi acionada e o ladão acabou baleado e morto. 

    Cariello foi internado no Hospital Azevedo Lima, no Fonseca. Seu estado de saúde é bom. A ocorrência foi registrada na 78ª DP (Fonseca).(O Dia)

    Operação no Camelódromo do Rio vai durar três dias, diz delegada

    Cento e vinte policiais e 40 fiscais da Receita Federal participam da ação.
    Chaveiros foram chamados para abrir boxes que estavam fechados. 

    A operação para combater a venda de produtos falsificados e contrabandeados no Mercado Popular da Uruguaiana (Camelódromo), no Centro do Rio, iniciada na manhã desta quarta-feira (26), vai durar pelo menos três dias, segundo a delegada Valéria de Aragão, da Delegacia de Repressão a Crimes Contra Propriedade Imaterial (DRCPIM).

    Além de 120 policiais civis, a ação conta ainda com 40 fiscais da Receita Federal e representantes das Associação Brasileira de Empresa de Software e Associação Antipirataria de Cinema e Música. As investigações começaram há sete meses, com policiais infiltrados.

    Polícia chama chaveiros para abrir boxes
    Até as 10h desta quarta-feira (26), segundo a delegada, somente os boxes de alimentação e de venda de ferramentas estavam funcionando. Os demais estavam fechados. Por isso, foi preciso chamar cerca de 15 chaveiros para abrir portas e vistoriar os recintos.

    A polícia vai permanecer no local para identificar os comerciantes que trabalham de forma ilegal, sem documentação ou notas fiscais das mercadorias. As irregularidades serão repassadas à prefeitura, que poderá cassar o alvará de funcionamento do estande.

    Segundo a delegada, todos os 1.508 boxes vão ser fiscalizados. O Camelódromo é um dos maiores mercados populares do Rio e conhecido por vender produtos pirateados por preços bem mais baixos.

    Uma multidão formada por funcionários cerca o Camelódromo. A rua mais movimentada da região é a Uruguaiana, que apesar de estar cheia de carros da polícia, flui bem. O trânsito na Avenida Presidente Vargas também é normal.(G1)

    Jipeiros e motociclistas se unem para levar doações a áreas isoladas


     Veículos 4X4 e motos vencem a lama e usam o que sobrou das estradas.

    Grupos partirão novamente para pontos atingidos

    Clubes de jipeiros, proprietários de veículos 4X4 e de motos para trilha de várias cidades do Rio de Janeiro se uniram e partem em grupos organizados para socorrer as pessoas que ficaram isoladas, após as fortes chuvas que atingiram a região serrana na última semana. Os veículos preparados para a lama têm conseguido chegar em lugares que nem mesmo os caminhões do exército passaram.  

    “Em alguns locais, carros e motocicletas de uso urbano não conseguem chegar por causa da lama e os caminhões do exército, às vezes, tem dificuldade para passar no que sobrou de algumas estradas por causa do tamanho do veículo”, afirma o major Rovian Alexandre Janjar, da 1ª Divisão do Exército.

    Um dos integrantes das equipes de jipeiros é o vice-presidente da Cruz Vermelha do Estado do Rio de Janeiro, Elington Canella, que é proprietário de um veículo 4X4 e têm acompanhado de perto as expedições.
    “Partimos na última semana em 25 jipes para identificar as pessoas e dar alimento o mais rápido possível, já que havia famílias que estavam há quatro, cinco dias sem comida”, diz Canella. “A carga que levamos é relativamente pequena por causa da capacidade dos veículos, mas já conseguimos distribuir cerca de 30 a 40 toneladas nos bairros entre Friburgo e Teresópolis.”

    Os bairros de Teresópolis - Bonsucesso, Conquista, Ponte Nova, Santa Rita, Vieira -, e os municípios de São José do Vale do Rio Preto e Sumidoro são algumas das áreas atendidas pelo Jeep Clube de Teresópolis e um grupo de motociclistas, que no último final de semana reuniram 68 jipes e cerca de 85 motos de trilha.
    “Há pontos em que não há a mínima condição de ir com um veículo 4x2 e nem o jipe, que é mais alto e tem tração nas quatro rodas, pneus especiais e guincho elétrico, consegue chegar”, conta Emílio Astori, integrante do Jeep Clube de Teresópolis. “Então saímos com as motos de ‘cross’ que pegam as doações dentro dos veículos, colocam em mochilas e transportam até as famílias.”

    De acordo com Astori, já foram entregues 360 cesta básicas, fora produtos de higiene. “Nós vamos ao mesmo ponto mais de uma vez e se, por acaso, sobra algo entramos de novo até distribuir tudo. Sempre tem alguém que ainda precisa”, diz o jipeiro. “E o nosso trabalho não para, pois se hoje as áreas atendidas estão abastecidas, amanhã elas vão precisar de nós mais uma vez.”

    O empresário e motociclista Nilson Neves se orgulha ao dizer que foi o primeiro grupo de socorro a pisar em Campo Grande, bairro de Teresópolis. De acordo com Neves, ele e um amigo chegaram ao local na quarta-feira (12), um dia após o início das chuvas que castigaram a região serrana.

    “Nós conhecemos muito bem a região e fizemos um caminho por dentro do mato”, conta o motociclista. “Os bombeiros de Campo Grande estavam sem comunicação, então intermediamos o contato e fomos buscar luvas para que eles continuassem o trabalho de retirada dos corpos, pois todos, inclusive os voluntários, estavam escavando sem nenhuma proteção nas mãos.”

    O distrito de Amparo também foi socorrido por um grupo “da lama”. “Nós fomos os primeiros a chegar em Amparo. A cidade não foi tão impactada, mas ficou completamente isolada “, conta o vice-presidente do Niteroi Jeep Clube, Carlos Erbesdobler. “A situação é tão crítica que quando paramos para um lanche fomos abordados por moradores pedindo a nossa comida e entregamos. Para nós seria apenas um dia sem alimento.”



    Os integrantes do Niteroi Jeep Clube se dividiram em três equipes: uma para carregar as doações de Niterói até a região serrana, outra para ajudar a levar os donativos à Cruz Vermelha e a última foi direcionada para atender pedidos de socorro de pessoas que entram em contato com o grupo.

    Os clubes de jipeiros e motociclistas do Rio de Janeiro já estão organizando uma nova “subida” no próximo final de semana. Os proprietários de veículos 4X4 e trilheiros que queiram integrar o grupo podem acessar o Fórum Brasil 4X4 e o Jipenet-RJ para tirar dúvidas e receber orientações de como ajudar.(G1)

    FIBA divulga grupos da Liga das Américas

    Na segunda fase, Fla enfrentará Halcones Rojos (MEX), Peñarol (ARG) e Capitanes de Arecibo (PUR)

    A Federação Internacional de Basquete (FIBA) divulgou nesta segunda-feira (24.01) os grupos, as datas e as sedes da segunda fase da Liga das Américas, considerado o torneio mais importante do continente. O Flamengo está no Grupo E, que conta ainda com Halcones Rojos (MEX), Peñarol (ARG) e Capitanes de Arecibo (PUR). As partidas acontecerão entre os dias 3 e 5 de fevereiro, em Veracruz, México. A estreia do Rubro-negro será no dia 3, contra os donos da casa. No dia seguinte, pega o Peñarol e encerra a sua participação, dia 5, contra o time de Porto Rico.

    No Grupo E, que joga de 11 a 13 de fevereiro, em Corrientes, na Argentina, estão Regatas de Corrientes (ARG), Halcones de Xalapa (MEX), Quimsa (ARG) e Brasília. Dois times de cada grupo se classificam para as finais, em março. 

    terça-feira, 25 de janeiro de 2011

    Calçadas da Zona Sul viram abrigo de moradores de rua


    O ano começou e o mesmo problema continua a atormentar a população de Niterói. A crescente ocupação de espaços públicos incomoda. Prefeitura afirma que tem um novo projeto

    Moradores de Niterói estão preocupados com a presença constante da população de rua, principalmente na Zona Sul da cidade. Mesmo com as operações de choque de ordem promovidas pela Prefeitura, famílias inteiras acabam voltando a ocupar calçadas, marquises e praças, causando desordem urbana e sensação de insegurança. Os bairros de Icaraí, Jardim Icaraí e São Francisco seriam os principais redutos dessa população. A Prefeitura planeja a abertura de um centro de referência voltado para essas pessoas.

    Na Praça Getúlio Vargas, em Icaraí, um dos brinquedos do parquinho foi transformado em abrigo para uma mulher, que dormia junto com uma criança. Roupas e pertences ficaram expostos sobre o brinquedo, como um varal.


    Depois de algumas horas, a família já era vista em outro ponto costumeiramente utilizado pelos moradores de rua: a entrada do prédio do antigo Cinema Icaraí. Segundo moradores, é ali que se refugiam, pelo menos, duas famílias. Apesar das operações de choque de ordem, dias depois, todos retornam para o local.
    “Geralmente, duas famílias moram no cinema. Quando tem operação, eles somem por uns dois ou três dias, mas acabam voltando. Às vezes, ficam dentro da praça. Chego às 6h e eles já estão lá dentro”, relata Leandro Meira, de 28 anos, porteiro de um edifício vizinho.

    Na Rua Lopes Trovão, sob a arquibancada do Estádio Caio Martins, a cena se repete. O local é habitado por um grupo de moradores de rua, que guardam seus pertences, dormem e até cozinham em um fogão improvisado na calçada. Em São Francisco, a Praça Dom Orione, há quase três meses, vem servindo de moradia para outro grupo. 



    A Prefeitura de Niterói informou que, atualmente, a população de rua na cidade é de cerca de 250 pessoas e que tem um trabalho social voltado para essas pessoas, que são encaminhadas aos Centros de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), onde recebem banho, alimentação e acolhimento. O Executivo disse, ainda, que possui três abrigos e que, no final do ano passado, um importante convênio com o Governo do Estado foi feito para a criação do Centro de Referência Especializado em População em Situação de Rua (CREPOP), a ser inaugurado ainda este ano, que irá oferecer mais serviços voltados para as pessoas em situação de rua.

    Portões de praças poderão ser fechados para controle

    O fechamento de alguns portões do Campo de São Bento, para tentar controlar a entrada no local, pode virar moda. A Praça Nossa Senhora de Fátima em frente à Catedral Metropolitana São João Batista, no Centro, pode ser o próximo espaço público a ter os portões fechados. A medida seria uma solução para a invasão de moradores de rua nos últimos meses e que tem tirado o sossego de fiéis e frequentadores.
    O secretário de Segurança e Controle Urbano, Wolney Trindade,  explica que gostaria de fechar os portões da praça, mas mantendo um horário de abertura e fechamento e com Guarda Municipal na porta. Ele explica que guardas municipais serão colocados no local, assim que terminar o concurso que está prestes a ser realizado.

    A intenção vai ao encontro do desejo do administrador da catedral, Roberto Batista.

    “É claro que a melhor solução seria ter um efetivo permanente que garantisse que não fosse feito mau uso do espaço, mas também não podemos deixar como está. Se a solução for fechar os portões, a Prefeitura pode fechá-los. Em Icaraí, os espaços foram fechados e os moradores de rua estão vindo para cá”, explica Roberto, que disse, ainda, que o movimento nas missas tem caído.

    Para frequentadores, a praça, que passou por revitalização em junho de 2009, merece  mais atenção e vigilância.

    “Fechar as portas não é solução, e sim colocar um efetivo maior nas ruas. É o Centro da cidade e precisa ter patrulhamento, um dos poucos espaços públicos onde muitas pessoas que trabalham no Centro vêm para ficar no horário de almoço”, desabafa o designer gráfico Raphael Cândido.

    Para Márcia Brás, de 40, a diferença entre fechar ou não é pequena, já que o espaço não pode ser utilizado.
    “É uma pena, tanto fechar os portões como deixar a praça tomada por moradores de rua. Um descaso só”, conclui. (Wilson Mendes). ( O Fluminense )

    Policiais investigam desaparecimento de uma jovem no Morro do Estado

    No último dia 10, ela teria saído de sua residência para levar a sobrinha na casa da ex-cunhada e não retornou. Seu celular permanece desligado desde então

    Policiais da 76ª DP (Centro) realizam na manhã desta terça-feira no Morro do Estado, no Centro de Niterói, a procura de uma jovem de 18 anos, desaparecida desde o último dia dez, que estaria em cárcere privado na comunidade. A denúncia foi feita pelo pai da adolescente, moradora de Queimados, na Baixada Fluminense. De acordo com ele, a jovem teria recebido ameaças de pessoas ligadas a traficantes do Morro.

    No dia 10, ela teria saído de sua residência para entregar a sobrinha na casa da ex-cunhada, moradora do Morro do Estado e não retornou. Seu celular permanece desligado desde então.

    O delegado Luiz Antônio Businaro, titular da 76ª DP (Centro), onde o caso foi registrado, informou que possui o nome de uma pessoa suspeita e que as informações estão sendo checadas.(O Fluminense)

    Projeto AMPLA

    A Ampla está buscando 125 crianças que tenham seqüelas como:lábio-leporino e fenda palatina para realizar gratuitamente a cirurgiade reparação.Se você conhece alguém que tenha alguma dessas deficiências, por favor, informe o telefone da Ampla (21) 2562-2822 ou o site www.operacaosorriso.org.br

    Flamengo Bicampeão da Taça São Paulo de Juniores


    segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

    Polícia faz operação em quatro favelas no Rio. Helicóptero da Globo e prédio da prefeitura são atingidos


    Cerca de 150 policiais civis do Rio estão, desde as primeiras horas da manhã desta segunda-feira, no conjunto de favelas da Mineira, no Estácio, região central da capital fluminense. A chegada dos policiais provocou reação dos traficantes de drogas do local, que abriram fogo contra os agentes e atingiram, com três disparos, um helicóptero da Rede Globo de televisão, que fazia imagens da ação. O principal prédio da prefeitura do Rio também foi atingido.

    Segundo informou a emissora, a aeronave, conhecida como Globocop, foi atingida por três disparos no momento em que se preparava para registrar a operação. “Um dos projéteis atingiu o assoalho, o segundo, a região central e o terceiro, a cauda da aeronave, modelo Eurocopter AS350 B2. Este terceiro projétil afetou a dirigibilidade do Globocop e obrigou o piloto Antonio Ramos a realizar um pouso forçado no Aeroporto de Jacarepaguá”, informa uma nota divulgada pela Globo.

    Além do piloto, estavam a bordo o operador de sistemas Roberto Mello Reis e a repórter Karina Borges. A Rede Globo informa que ninguém se feriu e que o incidente foi comunicado “às autoridades policiais e aeronáuticas”.

    O Centro Administrativo São Sebastião, prédio da prefeitura do Rio conhecido como 'Piranhão', também teve janelas alvejadas. A prefeitura informou, por nota oficial, que cinco janelas de três andares do Centro Administrativo São Sebastião (CASS), na Cidade Nova, foram atingidas por disparos no início da manhã de segunda-feira. Não houve feridos.

    Funcionários de órgãos municipais chegaram a ser retirados do local, mas, como informou a assessoria de comunicação da prefeitura, os tiros ocorreram antes das 9h, quando começa o expediente.

    Pouso forçado - De outra aeronave, um cinegrafista da Rede Record conseguiu filmar o Globocop se deslocando rapidamente até o aeroporto de Jacarepaguá. Ao chegar perto do solo, em uma área com grama, o helicóptero toca o chão com violência e chega a quicar. Em seguida, os ocupantes deixam a cabine às pressas.

    As favelas do São Carlos, Zinco, Querosene e Mineira são o alvo da ação, que segundo a polícia tem objetivo de investigar e reprimir as quadrilhas de traficantes que atuam no local. Apesar da intensa troca de tiros entre policiais e criminosos nas quatro favelas ainda não há registros de feridos. O objetivo da ação, segundo a polícia, é combater o tráfico de drogas.

    Ataques a aeronaves – Em outubro de 2009, na zona norte do Rio, traficantes alvejaram um helicóptero da Polícia Militar que dava apoio a uma operação no Morro dos Macacos. Três dos ocupantes morreram. A favela, em 2010, foi ocupada para receber uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

    Flamengo vence São José com placar apertado no NBB

    A vitória resulta na permanência da equipe na liderança, junto com o Brasília

    Jogando na HSBC Arena, Rio de Janeiro, o Flamengo venceu o São José por 88 a 85 e manteve a liderança do NBB, junto com o Brasília. O cestinha da partida foi Marcelinho, com 30 pontos.

    O rubro-negro entrou em quadra com Marcelinho, Hélio, Teichmann, Teague e Araújo, enquanto seus rivais do São José foram com Mineiro, Shipp, Fúlvio, Renato e Murilo na formação inicial.

    O primeiro período contou com diversos ataques convertidos. Equilibrados, os dois times não conseguiam se distanciar no placar. O início do jogo terminou em empate, 22 a 22.

    No segundo quarto a partida permaneceu nivelada, literalmente. Em um período com muitas faltas, 15 ao todo, os flamenguistas chegaram a permanecer parte dos minutos à frente do placar, porém o São José manteve sua boa atuação, fechando o primeiro tempo em 41 a 41. Os dois times fizeram apenas um ponto a mais em relação ao resultado do primeiro quarto.

    O Flamengo voltou para o segundo tempo decidido à vencer. O time do técnico Gonzalo Garcia teve sua melhor apresentação na partida, abriu sete pontos e fechou o terceiro quarto em 24 a 17.
    Nos dez minutos finais, o São José assustou e quase levou o jogo para a prorrogação. Mais uma vez em dia inspirado, Marcelinho comandou a vitória do time da Gávea, que fechou o jogo em 88 a 85.(Lancenet)

     

    domingo, 23 de janeiro de 2011

    RJ: construtoras doarão 2 mil casas populares na região serrana

    Enquanto o número de mortos em decorrência das fortes chuvas que atingiram a região serrana continuam aumentando, um grupo de construtoras anunciou a união de forças para viabilizar a construção de 2 mil casas populares.

    As empresas MRV, RJZ/Cyrela, Gafisa, PDG, Rodobens e Rossi, que integram o programa habitacional "Minha Casa, Minha Vida", do governo federal, selaram acordo com o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, para a construção das unidades nos sete municípios afetados pela tragédia (incluindo Areal, que não registrou mortos), para serem doadas às vítimas das enchentes. O anúncio oficial será quinta-feira, em encontro com a presidente Dilma Rousseff no Palácio Guanabara.

    A parceria prevê que o governo do Estado dê os terrenos e a infraestrutura. "Na próxima semana, vamos começar os trabalhos de topografia e sondagem no terreno da Fazenda da Laje, de cerca de 2 milhões de m². Ele fica no distrito de Conselheiro Paulino, em Nova Friburgo, e foi desapropriado pela prefeitura", afirmou o vice-governador e secretário de Obras, Luiz Fernando Pezão, que esteve, sexta-feira, com Cabral, no encontro com os diretores das construtoras.

    Segundo Pezão, a ideia é construir 6 mil unidades habitacionais. "Também em Nova Friburgo, estamos em entendimentos com o proprietário de um terreno onde pretendemos erguer 800 moradias", afirmou o vice-governador. Pezão disse ainda que vai se reunir na terça-feira com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, a secretária nacional de Habitação, Inês Magalhães, e o subsecretário-executivo de Obras do Estado, Hudson Braga, para tratar da construção de casas populares na região serrana.

    Leptospirose
    De acordo com os dados oficiais, pelo menos 6,4 mil pessoas ainda estão desabrigadas ou desalojadas em Petrópolis, 5.190 em Nova Friburgo e 2.240 em Teresópolis. A Secretaria Estadual da Saúde do Rio de Janeiro informou que foram confirmados três casos de leptospirose, sendo dois em Friburgo e um em Teresópolis. A Vigilância em Saúde alerta que os moradores que tiveram suas casas tomadas pelas chuvas devem procurar atendimento médico quando apresentarem sintomas, para evitar o contágio da doença.

    A recomendação é que paredes, objetos e roupas atingidas pelas águas sejam lavados com água sanitária e água (4 xícaras de café de água sanitária para cada 20 l de água). Os alimentos que tiveram contato com a água contaminada devem ser jogados fora e as caixas d'água devem ser limpas e desinfetadas.

    Chuvas na região serrana
    As fortes chuvas que atingiram os municípios da região serrana do Rio nos dias 11 e 12 de janeiro provocaram enchentes e inúmeros deslizamentos de terra. As cidades mais atingidas são Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu cerca de 300 mm em 24 horas na região.(Terra)

    Flamengo vence nos pênaltis e vai à final da Copinha

    Tempo regulamentar acabou empatado em 0 a 0 e goleiro Cezar virou herói nas penalidades

    Depois de um 0 a 0 no tempo normal, o Flamengo venceu o Desportivo Brasil nos pênaltis por 3 a 0 e se classificou para a final da Copa São Paulo de Futebol Júnior. O Rubro-Negro agora pega o Bahia, que venceu o América-MG por 2 a 1. 

    Sem dificuldades, Flamengo faz 3 a 1 no América

    Renato Abreu, David e Deivid fizeram os gols do Rubro-Negro, que chegou à segunda vitória na Taça Guanabara

    No toque de bola, sem muita correria e sabendo administrar todo o tempo a vantagem e o forte calor. O Flamengo bateu o América por 3 a 1, neste sábado, no Estádio Edson Passos, e, dessa forma, chegou à sua segunda vitória na Taça Guanabara. O apoiador Renato, o zagueiro David e o atacante Deivid fizeram os tentos do Fla, que assume a liderança provisória do Grupo A, com seis pontos. Já o América, que fez o gol de honra com Leandrinho, segue sem vencer no Carioca, após o empate no primeiro jogo.

    Na próxima rodada, o Flamengo vai a Macaé, onde encara o Americano, quarta-feira, no estádio Claudio Moacyr. No mesmo dia, o América recebe o Resende, no Edson Passos.(Lancenet)

    Cheiro de urina e lixo toma conta do Terminal de Niterói


    Passageiros criticam a falta de limpeza e de manutenção nas plataformas de embarque e desembarque do local. Ausência de banheiros gratuitos também é motivo de reclamação para usuários

    O forte cheiro de urina e o lixo espalhado por alguns pontos do Terminal Rodoviário João Goulart, em Niterói, está revoltando a população que passa pelo local. Segundo os passageiros que embarcam e desembarcam, nas plataformas, a falta de limpeza e de manutenção está provocando o acumulo de lixo e mau cheiro. A falta de banheiros gratuitos também é uma das reclamações. 

    “É uma vergonha esse terminal rodoviário. O cheiro de urina incomoda muito. Com esse calor então parece que piora. Como pode um local que está faturando tanto dinheiro com tantas lojas, cobrar dos usuários para utilizarem os banheiros”, opina a universitária Luana Paula, de 25 anos.

    Outro problema frequente do local é a limpeza das plataformas que de acordo com os usuários no período da noite as plataformas deixam de ser limpas e ficam repletas de garrafas pet, copos descartáveis e papeis.
    O Terminal Presidente João Goulart é considerado o maior da América Latina e diariamente passam pelo local mais de 400 mil pessoas.(O Fluminense)

    sábado, 22 de janeiro de 2011

    Dia Nacional do Fusca - 23 de Janeiro


    Ford anuncia recall de Fiesta e Ecosport

    Problema está no sistema de travas de segurança das portas traseiras


    A Ford anunciou um recall de 300.860 unidades do Fiesta - hatch e sedã - e Ecosport fabricados entre 2007 e 2009 para a inspeção do sistema de trava de segurança das portas traseiras. Segundo a marca, o dispositivo pode ter dimensões fora da tolerância exigida na fabricação. O defeito pode ocasionar a abertura da porta pela maçaneta interna mesmo com a trava acionada. Caso seja necessária, será efetuada a troca gratuita do componente.

    Chassis envolvidos:

    EcoSport 2007/2008/2009  - chassis de nº 500004 até 999999
    Fiesta RoCam  2008/2009 - chassis de nº 107522 até 423122

    Os Ecosport fabricados em 2011 também passarão por uma inspeção nas instruções sobre a utilização do sistema de trava das portas de trás. Poderá haver divergência entre a descrição no manual e o procedimento correto.

    EcoSport 2011 - chassis de nº 575295 até 598749

    A Ford irá receber os veículos do recall a partir do dia 24/01/2011. Para dúvidas, a marca disponibilizou o telefone 0800 703 3673 ou o site da marca. (Motor Dream)

    Região serrana já tem quase 800 mortos

    Nova Friburgo é a cidade que registrou mais vítimas, 383

    Chegou a 794 o número de mortos por causa das enchentes e deslizamentos que devastaram a região serrana do Estado do Rio de Janeiro na última semana, de acordo com informações da Secretaria Estadual de Saúde e Defesa Civil, prefeituras e Polícia Civil.

    Nova Friburgo continua sendo a cidade mais castigada, com 383 mortos, de acordo com números divulgados pela Secretaria de Saúde e Defesa Civil.

    Em Teresópolis, foram encontrados 316 corpos; em Petrópolis, 66; e em Sumidouro, 22. Em São José do Vale do Rio Preto foram achados seis corpos, de acordo com a prefeitura local. Em Bom Jardim, foi computada uma morte.(R7)

    Japão lança foguete com suprimentos para Estação Espacial

    O HTV2 transporta 5,3 toneladas de material e alimentos.
    Lançamento atrasou dois dias por causa do mau tempo.

    Um foguete com suprimentos para a Estação Espacial Internacional (ISS) foi lançado com sucesso do centro espacial de Tanegashima, no sudoeste do Japão, informou a Agência Aeroespacial do país (Jaxa).

    Após dois dias de atraso por causa do mau tempo na região, o foguete H-2B, que carrega o transportador de carga não-tripulado HTV2, também chamado de Konotori 2, deixou o solo.

    O transportador se separou do foguete aos poucos minutos do lançamento. Prevê-se que na próxima quinta (27) ou sexta-feira (28) ele chegue à estação espacial, indicou a Jaxa, citada pela agência de notícias japonesa "Kyodo".

    O HTV2 transporta 5,3 toneladas de material, que inclui alimentos para os astronautas, 80 quilos de água potável e instrumentos para o centro científico que o Japão mantém na ISS.

    Também leva sementes de tomate e pimentas para um experimento que o Japão realiza junto com a Malásia, Indonésia, Tailândia e Vietnã.

    Após permanecer vários dias na estação espacial, o HTV2 será carregado com resíduos da ISS e retornará à Terra, para posteriormente se desintegrar na atmosfera terrestre.

    O Japão desenvolve desde 2003 um intenso programa espacial que, baseado em sua tecnologia de ponta, se concentra na prospecção de planetas e asteroides.(EFE)