terça-feira, 30 de novembro de 2010

Niteroienses enfrentam sensação térmica de 40º e temporal é esperado

Inicio da semana começou com sol forte e muito calor em Niterói e no Grande RJ. Meteorologista do SIMERJ explica fenômeno e prevê chegada de frente fria na quarta-feira

O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC/INPE) divulgou, nesta segunda-feira, que apesar dos termômetros marcarem 32 graus Celsius, a sensação térmica da segunda-feira bateu a casa dos 40 graus. A chegada da frente fria prevista para quarta-feira pode causar fortes pancadas de chuva na quarta-feira.

O meteorologista Rodrigo Mello, do Sistema de Meteorologia do Estado do Rio de Janeiro (SIMERJ), explica a razão do fenômeno. “No domingo, uma massa de ar quente chegou ao Estado e hoje tivemos o predomínio dessa massa. Além disso, temos alta pressão e estamos com a umidade relativa do ar muito alta. Esses fatores causam o aumento da sensação térmica”.

O especialista ainda ressalta que a chegada de uma nova frente fria do Sul prevista para hoje, causará pancadas de chuva durante o dia e, possivelmente, um temporal durante a tarde e a noite de quarta-feira. Ainda segundo Mello, a passagem da frente fria, aliada ao calor e à umidade elevada causa pancadas de chuvas durante a terça-feira.  “Mas na quinta-feira há uma tendência de melhora do tempo”, acrescenta. Para o final de semana, o especialista não quis fazer previsões.(O Fluminense)

São Gonçalo ganha mais um shopping e deve gerar mais de 4 mil empregos


Empreendimento é composto por 243 lojas, 21 restaurantes e lanchonetes, oito choperias, complexo com seis salas de cinema, boliche e praça de eventos com espaço para shows

São Gonçalo ganha nesta segunda-feira, mais um centro comercial. A partir do meio-dia será inaugurado o Boulevard Shopping São Gonçalo, na Avenida Presidente Kennedy, no Centro da cidade. O empreendimento, que custou cerca de R$150 milhões, é composto por 243 lojas, 21 restaurantes e lanchonetes, oito choperias, complexo com seis salas de cinema, boliche e praça de eventos com espaço para apresentações musicais. Com geração de três mil empregos, durante as obras, o empreendimento deve criar ainda mais 4 mil postos de trabalho.  A expectativa de vendas para os três primeiros meses é de R$ 185 milhões, com um fluxo estimado de 30 mil pessoas por dia.
Segundo Luiz Vaz, superintendente do shopping, encontrar um terreno no ponto mais central do município foi realmente desafiador.

 “O local onde o Boulevard  foi erguido foi cuidadosamente estudado, e temos a certeza do potencial do empreendimento na região. Mesmo antes de abrir as portas o shopping já é um sucesso, com inúmeras âncoras e marcas importantes, além de uma alameda de entretenimento, que transformará o local em uma das maiores áreas de lazer da cidade. Nosso objetivo além de oferecer as melhores opções para os clientes, foi também criar um projeto arrojado, inovador, que fizesse com que o goçalense se sentisse bem em frequntar”, avalia. 

Luiz Vaz explica que o sucesso do empreendimento se deve a dois fatores essenciais: localização privilegiada, no Centro da cidade com o melhor que há em serviços e lazer, para um público potencial de mais de um milhão de consumidores, que devem gastar cerca de R$1,7 bilhão em 2011.

“Até hoje, São Gonçalo não dispunha de nenhum shopping no Centro da cidade, com tantas marcas importantes do varejo e opções de lazer. A presença de algumas lojas no Boulevard Shopping comprova o potencial de consumo dos gonçalenses”, explica.

Segundo Vaz, a instalação lojas de diversas marcas conhecidas na cidade foi embasada, principalmente, no perfil do consumidor local, que mostra que 30% da população pertencente às classes A e B (302.691 pessoas) e 47,5% à classe C (478.809).(O Fluminense)

Violência no Rio leva população a optar pelas barcas

Foram necessárias seis viagens extras para atender à grande demanda de passageiros na linha Rio-Niterói, que trocou o ônibus pelo serviço de barcas por conta dos episódios de violência no Rio. Na quinta-feira, dia 25, a linha Rio-Charitas realizou quatro viagens extras. "As notícias não eram boas, e eu não quis arriscar viajar de carro", disse o fisioterapeuta Alberto Martins.

Assim como ele, milhares de passageiros optaram por viajar de barca. Apesar do movimento atípico, toda a operação correu normalmente, sem registro de problemas. "Montamos esquema especial, privilegiando a segurança e o conforto dos passageiros. Operamos normalmente, apesar da grande afluência de passageiros no horário de pico, que hoje começou mais cedo. Amanhã, vamos repetir o mesmo esquema, com o mesmo efetivo", comentou Mário de Góes, gerente de Logística e Atendimento ao Usuário de Barcas S/A. 

Só no dia 25, foram transportados 90.000 passageiros na linha Praça XV-Niterói, um acréscimo de cerca de 10%. No mesmo período, o trajeto Praça XV-Charitas registrou aproximadamente 9.000 passageiros (aumento de 15%). O movimento atípico também foi observado na linha que atende o Cocotá, na Ilha do Governador. Nas viagens de 17h30 e 18h40 do trajeto Praça XV-Cocotá, por exemplo, foram transportados 2.000 passageiros – 1.255 a mais do que o registrado na última quinta-feira, dia 18/11, o que representa um aumento de 168%. Na linha Praça XV-Paquetá-Praça XV não houve alterações no número de passageiros transportados, mantendo-se na média de 2 mil usuários por dia.(Folha de Niterói)

Exército deve permanecer na Vila Cruzeiro e no Alemão por até 7 meses, diz Cabral


O governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), anunciou na manhã desta segunda-feira que já existe um acordo entre o governo do Estado e o Ministério da Defesa para que o Exército policie os recém-reconquistados territórios da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão até que seja possível instalar duas UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) nas comunidades.


"Já está acordada [com o Ministério da Defesa] a permanência das tropas, agora estamos na fase das tratativas técnicas, que não passa por mim, passa pelo secretário Mariano, passa pelos oficiais militares do Ministério da Defesa. Isso está sendo feito desde ontem para que dê a paz e a tranquilidade, a garantia dessa transição para o modelo UPP", afirmou.

Com o apoio das Forças Armadas, a polícia ocupou o Complexo do Alemão praticamente sem resistência dos traficantes na manhã de domingo (28), após uma série de atentados ocorridos na cidade desde o dia 21, com 106 veículos queimados, atribuídos justamente a uma resistência dos criminosos à instalação de UPPs em 13 favelas cariocas. Na quinta-feira, policiais já tinham entrado na Vila Cruzeiro, favela vizinha ao complexo.

Cabral disse que a solicitação ao Ministério da Defesa, quando formalizada, deve requisitar as tropas por um período de 6 a 7 meses, embora o comandante-geral da Polícia Militar do Rio, Mário Sérgio Duarte, "mais otimista do que eu", acredite que as UPPs possam ser instaladas em menos de quatro meses.

A previsão é que as duas UPPs mobilizem entre 2.000 e 3.000 homens da Polícia Militar, a serem escolhidos entre os 7.000 novos policiais que se formarão em 2011.

A função do Exército, diz Cabral, será "um policiamento ofensivo permanente" na fase de transição até a implantação das UPPs. Em outras comunidades já pacificadas, essa tarefa coube ao Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais da Polícia Militar).

A mobilização do Exército visa evitar que os traficantes possam se reorganizar na Vila Cruzeiro e no Complexo do Alemão no intervalo necessário para a implantação da UPP. Ao mesmo tempo, libera as forças policiais para novas operações nos próximos meses. Ontem, Cabral não quis antecipar os próximos passos, mas admitiu que estão no horizonte ações para a retomada da Rocinha e de Manguinhos, dois dos principais redutos remanescentes do tráfico no Rio.

"A reconquista dos territórios, tanto da Vila Cruzeiro quanto do Complexo do Alemão, já foi efetivada, agora são os próximos passos. Não vamos dormir nos louros das conquistas de ontem. Nós acordamos desde cedo com os desafios de hoje e dos próximos dias, semanas e meses que é a reconquista dos territórios ainda ocupados pelo poder paralelo. Esses próximos passos passam por essa integração com o Ministério da Defesa e com a Polícia Federal, tanto em ações pontuais de inteligência, quanto em ações mais ostensivas, no caso da Vila Cruzeiro e do Complexo do Alemão", afirmou Cabral.(Folha de São Paulo)

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Nova suspeita de corrupção na Fifa inclui Ricardo Teixeira


Novas acusações de corrupção sobre dirigentes da Federação Internacional de Futebol (Fifa) foram feitas nesta segunda-feira pela imprensa suíça, a poucos dias do anúncio das sedes das Copas do Mundo de 2018 e de 2022.

Segundo o jornal Tages-Anzeiger, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, o presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Issa Hayatou, e o presidente da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), o paraguaio Nicolás Leoz, estiveram vinculados a uma lista secreta de pagamentos após a falência de uma empresa associada à Fifa.

Há quase uma década, em 2001, a agência de marketing ISMM/ISL faliu em meio a uma polêmica sobre acusações de que subornos foram pagos na atribuição de contratos de televisão.

Neste caso, um tribunal do cantão suíço de Zug impôs multas a três executivos da ISMM/ISL em 2008 por fraude e crimes contábeis.

Leoz já figurava na lista como receptor de pagamentos suspeitos da agência de marketing, além de outras empresas com sedes em paraísos fiscais, segundo os dados apresentados pela procuradoria suíça em 2005.
Teixeira, Leoz e Hayatou integram o grupo de 22 dirigentes do Comitê Executivo da Fifa que escolherão na próxima quinta-feira as sedes dos Mundiais de 2018 e de 2022.

As acusações do Tages-Anzeiger se somam, entre outras, às denúncias que deixaram o taitiano Reynald Temarii e o nigeriano Amos Adamu de fora da votação do dia 2 de dezembro.

Inglaterra, Rússia e as candidaturas conjuntas Espanha-Portugal e Holanda-Bélgica disputam a organização da Copa de 2018, enquanto Austrália, Estados Unidos, Japão e Qatar desejam organizar o Mundial de 2022.(Yahoo)

Nota: Este senhor vem comandando a CBF durante muitos anos, com inúmeras denúncias contra ele, já está na hora de ser julgado.

Veja como foram os Cariocas neste final de semana

Flamengo

Luxemburgo: 'O título do Fla era não ser rebaixado'

Vanderlei Luxemburgo, enfim, afrouxou o nó da gravata e respirou. O treinador já sofria pressões desde que deixou o comando do Atlético-MG, na zona de rebaixamento, e depois que assumiu o comando do Flamengo. Após o time rubro-negro se livrar matematicamente da degola, o treinador comemorou no vestiário.

– O título do Flamengo neste ano era não ser rebaixado e isso conseguimos. Fui contratado para isso – afirmou Luxa.

O treinador reconheceu que os jogadores rubro-negros estavam com expressões fechadas no vestiário, ainda que o time tenha se livrado do rebaixamento.

– Não podemos dizer que estamos felizes e, sim, que ficamos aliviados. Os jogadores estavam tristes com a derrota e por isso os semblantes fechados – acrescentou Luxemburgo.

Forlán

O treinador rubro-negro acabou por descartar a vinda do uruguaio para a Gávea em 2011.

– Deram o Forlán no Flamengo, mas não falaram com a gente. Daqui do Flamengo não teve palavra oficial. (NR: O vice de futebol, Luiz Augusto Veloso, confirmou a conversa em entrevista). O Forlán é um grande jogador, mas já tem 31 anos. E acredito que por isso não se encaixaria no Flamengo – afirmou Luxa.

Botafogo

Bota encara jogo com o Grêmio como uma final

Joel Santana comemora atuações dos jovens Lucas Zen e Alex. Leandro Guerreiro, Somália e Herrera podem reforçar Glorioso

Acabou que os resultados ajudaram em parte o Botafogo na busca por uma vaga na Libertadores. O Atlético-PR empatou com o Ceará e a quarta vaga na Libertadores será decidida na partida do próximo fim de semana, entre Grêmio e Botafogo, no Estádio Olímpico. Como não têm mais chances de conquistar o campeonato, a vaga na Libertadores virou uma disputa de título para ambos.

É com esse pensamento que os alvinegros irão a Porto Alegre para o duelo de domingo. E apesar das dificuldades por ter de vencer a melhor equipe do segundo turno do Campeonato Brasileiro, o otimismo permanece grande entre os jogadores e o treinador do Botafogo.

A torcida do Botafogo já começa a se mobilizar para apoiar o time em Porto Alegre. O técnico Joel Santana agradeceu aos torcedores que compareceram ao Engenhão ontem, mas comemorou outro fato. Para a partida do próximo fim de semana, ele poderá contar com a volta de mais três jogadores. Leandro Guerreiro, Somália e Herrera tem chances de atuar no Sul.

A entrada dos jovens Lucas Zen, como titular, e Alex, no segundo tempo, animou o treinador alvinegro. Joel ficou feliz com a atuação dos dois e espera poder contar com eles na rodada decisiva.

– Você não sabe o quanto estou feliz com a atuação do Lucas Zen. Parecia um veterano, tal a tranquilidade. Tocou e armou as jogadas com cabeça erguida. Estou muito orgulhoso de ver o desenvolvimento desse rapaz nesse jogo. Já o Alex foi bem, passou leve pelo zagueiro e sofreu o pênalti. Ele queria até bater, mas aí era demais. Além do placar, ganhamos mais dois para o futuro do time – comemorou o treinador.

A delegação alvinegra terá folga nesta segunda-feira e volta aos treinos terça, pela manhã, em General Severiano.

Vasco

Aos poucos, Vasco se despede melancolicamente

Capitão admite que campanha da equipe foi ruim, mas reclama ao ser perguntado sobre férias antecipadas

A cada rodada, o Vasco se despede do Campeonato Brasileiro de forma mais melancólica. Depois de garantir a presença na Primeira Divisão com uma vitória sobre o Grêmio Prudente, no começo do mês, o time colecionou resultados negativos. Um empate foi conquistado em casa, contra o São Paulo, e três derrotas aconteceram diante do trio que ainda luta pelo título do Campeonato Brasileiro: Fluminense, Corinthians e Cruzeiro. O time paulista era o último que faltava para o Cruzmaltino confirmar a condição de que não teria forças para interferir na briga pelo topo.

Pela segunda vez titular após um longo período afastado por lesões musculares, o apoiador Carlos Alberto admitiu que a decepção com os resultados alcançados na temporada deste ano é grande.

– O Vasco terminou um ano que não condiz com a grandeza do clube. Mas esta temporada foi muito difícil, não só para mim, como para outros jogadores do elenco. Tive muitas lesões e não pude jogar com frequencia. Serviu de aprendizado para todos nós – disse, resignado.

O tom mudou ao ser questionado se os jogadores vascaínos já se sentiam de férias a uma rodada do fim da competição. O capitão não gostou da pergunta, pediu respeito ao time e repetiu o discurso do técnico Paulo César Gusmão, de que o Vasco ainda precisa garantir a vaga na Copa Sul-Americana de 2011:

– Ainda temos de brigar pelo o que nos compete na competição. Na próxima partida, provavelmente, teremos a volta do Felipe, que é um jogador experiente e vai nos ajudar muito no domingo.

De fato, o time de São Januário ainda não tem a classificação garantida para a competição internacional. Se perder para o Ceará, na última rodada, e Atlético Mineiro, Avaí e Flamengo vencerem, respectivamente, São Paulo, Atlético Paranaense e Santos, o Vasco deixará escapar entre os dedos o menor prêmio de consolação que o Campeonato Brasileiro pode dar.

Fluminense

Flu em contagem regressiva para a consagração

A uma vitória do título brasileiro, técnico Muricy Ramalho exige concentração e respeito ao já rebaixado Guarani

Com a vitória por 2 a 1 sobre o Palmeiras, domingo, na Arena Barueri, a torcida do Fluminense está mais perto de soltar o grito de campeão, preso há 25 anos na garganta. Líder da competição, com 68 pontos, o Tricolor só depende de uma vitória sobre o Guarani, em casa, na próxima rodada, para conquistar o bicampeonato brasileiro.

– Estamos felizes porque fizemos a nossa parte. O Guarani jogará sem responsabilidade, mas não podemos vacilar. Serão 90 minutos que valerão pelo ano inteiro. Temos de controlar a ansiedade – disse Gum.
(Lancenet)

 

 

Encurralados no Rio buscam refúgio em Niterói e SG

Policiais rodoviários federais montam barreiras na Ponte e na BR-101 para impedir fuga de bandidos para ambos municípos fluminenses. Efetivo da PRF ganha reforço após onda de ataques

A repressão ao tráfico de drogas no Rio após a recente onda de atentados que tem levado terror à população pode estar contribuindo para a migração de criminosos para Niterói, São Gonçalo e cidades do interior do Estado. Na noite da última quinta-feira, policiais do Serviço de Inteligência (P-2) do 7º BPM (São Gonçalo) prenderam no Complexo do Salgueiro, um traficante recém chegado do Complexo do Alemão. Integrante do Primeiro Comando da Capital (PPC) ele seria o elo de ligação entre a facção criminosa paulista e o Comando Vermelho (CV) do Rio.

Na manhã deste domingo, um homem foi preso quando tentava deixar a cidade pela ponte Rio-Niterói. A PRF não soube informar se ele tinha fugido do Complexo do Alemão, ocupado pela manhã pelas forças de segurança. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, o homem de 34 anos e nome não divulgado, tinha um mandado de prisão por roubo à mão armada expedido pela Justiça e foi encontrado durante uma blitz a uma van que fazia o trajeto Rio-Maricá . Ele foi encaminhado para a 78ª DP.

Para o especialista em Segurança Paulo Storani, ex-oficial do Bope e ex-secretário de Segurança de São Gonçalo, essa migração não é de hoje, mas pode ser acelerada com fuga de traficantes do Rio.

“É possível que agora a migração aconteça em maior escala. Mas ela vem desde que começaram a instalar as Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Isso não é nenhuma novidade. Para coibir essa migração de bandidos seria necessário investir em inteligência e em equipamentos, por exemplo, com grande capacidade de monitoramento de telefonemas”, alerta o especialista, ressaltando, no entanto, que não há tempo hábil para implementar todas essas medidas, e que agora o trabalho deve ser direcionado ao controle das vias de acesso.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) recebeu esta semana reforço de 300% em seu efetivo. O número absoluto de policiais que vão atuar no patrulhamento das estradas federais que cortam o Rio não foi divulgado por motivos de segurança, mas o aumento no de agentes que fazem o patrulhamento diário na Ponte Rio-Niterói, por exemplo, já pode ser percebido.

Rondas para reprimir possíveis ações criminosas
Rondas por toda extensão da rodovia estão sendo realizadas desde o início da semana. Na última sexta-feira, o patrulhamento recebeu apoio aéreo de um helicóptero da Polícia Civil. Na ocasião, o sobrevoo da aeronave chegou a assustar motoristas, que acreditaram se tratar de uma perseguição a traficantes que seguiam para Niterói.

“São Gonçalo e Niterói sempre foram esconderijos perfeitos e a ponte Rio-Niterói, o melhor caminho”,  resume o carteiro Josenir Santos Gomes, de 38 anos, morador de Santa Luzia, em São Gonçalo, que teme o aumento da criminalidade em sua cidade.

Se a Ponte é a porta de entrada de traficantes para Niterói, a Rodovia BR-101 é considerada o caminho para São Gonçalo. Para impedir a migração de bandidos, o comandante do 7º BPM (São Gonçalo), tenente-coronel Cláudio Luiz da Silva, posicionou parte de seu efetivo nos principais acessos  ao município, onde blitzes são realizadas periodicamente. Um dos pontos onde elas acontecem é a Estrada de Itaúna.
“Pedimos que a população use os canais de denúncias para informar sobre qualquer movimentação suspeita em suas comunidades”, solicitou.

População está preocupada
Em Niterói, o assunto nas ruas, nos comércios, nos meios de transportes e nas escolas é o mesmo: os efeitos que a atuação da polícia e das Forças Armadas na capital podem desencadear na cidade. 

“Os bandidos possuem vasto domínio territorial. São comunidades amigas espalhadas por toda a Região Metropolitana, que servirão de exílio. Tenho certeza que muitas delas estão situadas em Niterói”, avalia a estudante de Direito Mariana Esteves, de 26 anos, dizendo-se bastante preocupada.

O comandante do 12º BPM (Niterói), no entanto, diz que não há motivos para receio. Segundo ele, 130 policiais estão sendo deslocados para o patrulhamento ostensivo todos os dias em quatro bairros. Eles são distribuídos em duplas conhecidas como Cosme e Damião pelo Fonseca, alvo de alguns atentados, Centro, devido à movimentação comercial, além de Icaraí e Ingá, na Zona Sul. 

Blitzes também estão sendo realizadas, segundo ele, em vários pontos da cidade, incluindo os acessos à Ponte.

Titulares das distritais da região, por sua vez, informaram que estão se reunindo para cruzar informações sobre os responsáveis pelos ataques e possíveis migrações de traficantes do Rio.

O especialista Paulo Roberto Sotrani alerta ainda para uma outra rota de fuga que pode ser usada pelos bandidos: a Baía de Guanabara.

“A faixa litorânea é muito extensa e, certamente, há linhas de tráfico de drogas e armas que podem ser utilizadas. O patrulhamento é difícil, pois não existem embarcações suficientes. Temos o Grupamento Aéreo e Marítimo (GAM) da PM, que faz o trabalho, mas a Marinha, que deveria ser encarregada para esse tipo de tarefa, não tem condições de monitorar a Baía, assim como a Polícia Federal (PF)”, ressaltou.(Jornal Fluminense)

Morre o ator canadense Leslie Nielsen


Los Angeles (EUA), 28 nov (EFE).- O ator canadense Leslie Nielsen, protagonista de comédias famosas como "Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!" ou a saga "Corra que a Polícia Vem Aí", morreu neste domingo em Fort Lauderdale (Miami) aos 84 anos.

Segundo um comunicado emitido por seu agente, John Kelly, o artista faleceu em um hospital local por causa de complicações derivadas de uma pneumonia. "Estamos tristes pelo falecimento do querido ator Leslie Nielsen, provavelmente melhor lembrado como o tenente Frank Drebin na saga "Corra que a Polícia Vem Aí", embora tenha desfrutado de uma carreira no cinema e na televisão durante mais de 60 anos", diz o comunicado, escrito pela família de Nielsen.

Seus familiares pedem ao público que, em vez de enviar flores, remetam doações em seu nome a organizações beneficentes. Previamente Doug Nielsen, sobrinho do ator, comentou a uma rádio local que o ator tinha permanecido hospitalizado durante 12 dias e que sua situação piorou nas últimas 48 horas. Segundo disse, Nielsen morreu rodeado por sua família e amigos às 17h30 hora local.

Nascido em Regina (Canadá) em 11 de fevereiro de 1926, Nielsen apareceu em mais de 100 filmes e centenas de programas de televisão ao longo de sua carreira. Chegou a Hollywood em meados da década de 1950 após aparecer em dezenas de dramas para televisão em Nova York. Começou a trabalhar como galã em uma variedade de filmes devido a sua altura e sua presença, e entre alguns de seus trabalhos dramáticos mais conhecidos estão "O Planeta Proibido" (1956) e "O Destino do Poseidon" (1972).

Mas por dentro havia uma veia cômica que explodiria no sucesso mundial "Apertem os Cintos, o Piloto Sumiu!" (1980), de Jim Abrahams e dos irmãos Jerry e David Zucker. Posteriormente seguiriam outras comédias como "Corra que a Polícia Vem Aí"; "Corra que a Polícia Vem Aí 2 1/2"; "Corra que a Polícia Vem Aí 33 1/3"; "Drácula - Morto, Mas Feliz"; "Todo Mundo em Pânico 3"; e "Todo Mundo em Pânico 4". Casado quatro vezes, teve duas filhas com sua segunda esposa, Maura e Thea Nielsen. EFE

sábado, 27 de novembro de 2010

CSN será multada em até R$ 50 milhões por vazamento no RJ

Acidente que ocorreu de manhã liberou 2 milhões de litros de resíduos tóxicos no rio Paraíba do Sul

A Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) será multada pelo governo fluminense em até R$ 50 milhões e deverá sofrer uma "intervenção ambiental", com fiscalização permanente dentro da companhia, em consequência de um vazamento de cerca de 2 milhões de litros de resíduos tóxicos no rio Paraíba do Sul, ocorrida neste sábado, 27, pela manhã. O acidente colocou em risco o abastecimento de água de 8 milhões de consumidores do Estado, sobretudo na Baixada Fluminense.

O presidente da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), Wagner Victer, sobrevoou à tarde o Paraíba do Sul e explicou que os efeitos do vazamento no abastecimento só estariam dimensionados no fim da noite, mas adiantou que dificilmente o abastecimento será paralisado. Segundo ele, como o nível do rio está elevado por causa das chuvas dos últimos dias, o escoamento poderá amenizar o problema.

Victer alertou, porém, os moradores de cidades fluminenses como Piraí e Pinheiral, além da Baixada Fluminense, para a necessidade de economizar água até que a situação esteja mais clara. Victer disse que "é preciso uma postura firme e uma multa exemplar" em relação à empresa. "É necessária uma medida emblemática do ponto de vista ambiental, esse tipo de acidente coloca a população em risco", acrescentou.

A Cedae faz a captação de água para a Estação de Tratamento do Guandu, que abastece todo o Rio e, sobretudo, a Baixada Fluminense, do rio Paraíba do Sul. Segundo Victer, o vazamento foi controlado no início da tarde. A assessoria de imprensa da CSN não foi localizada para comentar o acidente.

A secretária estadual do Meio Ambiente, Marilene Ramos, explicou que o vazamento ocorreu em um tanque de acumulação de resíduos da lavagem de gases do alto forno da siderúrgica, em Volta Redonda. "É um vazamento grave", disse. Segundo ela, o único atenuante é que a empresa informou imediatamente às autoridades sobre o problema. "Já falei com o governador (Sérgio Cabral Filho) e vamos estudar como fazer legalmente uma intervenção na área ambiental da empresa. Queremos colocar uma equipe de fiscalização 24 horas lá dentro, nomeada por nós e custeada pela CSN", explicou.

Marilene reclamou da frequência com que ocorrem acidentes na empresa e citou como exemplo um acidente ocorrido em agosto de 2009, quando houve um vazamento de óleo na companhia, afetando o mesmo Paraíba do Sul. "Queremos uma fiscalização permanente para reduzir a frequência desses episódios", afirmou.(Estado de São Paulo)

 

Operação conjunta da polícia evita ataque em Maricá


Após denúncias, policiais encontraram garrafas com gasolina, um revólver, um rádio e roupas camufladas do Exército na mala de um carro. Um homem foi preso e outros dois foram mortos

Operação conjunta entre as polícias Militar e Civil rendeu a prisão de um homem e a apreensão de dois menores suspeitos de planejar ataques a veículos em Maricá, e na RJ 106, rodovia que corta a cidade. Durante troca de tiros na noite de sexta, no bairro de São José de Imbassaí, outros dois acusados do bando foram mortos e um pode estar foragido. De acordo com a polícia, o grupo é oriundo da Favela de Santo Amaro, no Catete, Zona Sul do Rio. 

Denúncias de moradores levaram os policiais a uma casa na Rua Itapajé, nº 55. Na mala do de um Palio azul que estava na garagem da residência, foram encontradas garrafas plásticas contendo gasolina, um revólver calibre 32, roupas camufladas do exército, um rádio comunicador e uma pistola de plástico. Três elementos ocupavam o imóvel. Yuri Silva de Morais, de 18 anos, foi preso e dois menores de 16 e 17 anos foram apreendidos.

Levados para a 82ª DP (Maricá), foram autuados por formação de quadrilha. Outros dois suspeitos tentaram fugir e trocaram tiros com policiais civis no mesmo bairro. Gilberto Duarte Júnior, de 22 anos, vulgo “Maracujá”, que acumulava anotações criminais por roubo e porte ilegal de armas, e Sebastião Silva de Morais, de 25 anos, com passagem por roubo, foram baleados durante o confronto. Eles foram socorridos e levados para o Hospital Municipal Conde Modesto Leal, em Maricá, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. 

Com os mortos foram encontradas uma pistola glock calibre 0.40 com dois carregadores, um revólver calibre 38, com duas munições deflagradas e três intactas. O Palio azul e outras duas motocicletas de modelos CG 150 e XRE 300 foram apreendidos para averiguação, mas a polícia constatou que não eram roubados e já liberou para os proprietários, parentes dos presos. 

Na noite de ontem, um grupo de vândalos colocou fogo em pneus e galhos próximo a uma garagem de ônibus no Centro da cidade. O ocorrido assustou moradores. Segundo à polícia, a quadrilha deflagrada ontem planejava novos ataques, incluindo na RJ 106. Informações de moradores dão conta de que existe um foragido. 

Os investigadores da 82ª DP vão investigar também denúncias da presença de traficantes migrados do Rio na Favela do Clan, em Saco das Flores.(O Fluminense)

Mãe conta como convenceu o traficante Mister M a se entregar



Nilsa Maria se ofereceu para acompanhar o filho até a delegacia.
'Nenhum dos meus filhos seguiu esse caminho. Nunca aceitei isso', disse.

Foi com  frases doces e preocupação de uma mãe zelosa que Nilsa Maria dos Santos, de 53 anos, conseguiu convencer o filho Diego Raimundo Silva Santos, o Mister M, de 25 anos, a se entregar à polícia, na tarde deste sábado (27), no Rio. O traficante, também conhecido como 50 - por ser fã do cantor americando  Fifty Cent - era o segurança e braço direito de Pezão,  o chefe do tráfico do conjunto de favelas do Alemão, na Zona Norte do Rio.

"Disse pra ele: Diego vamos para casa com a mamãe. E ele respondeu: 'Não, mãe. Se ficar em casa, eles vão me  prender'. E eu disse: então vai comigo e seu irmão que é cristão que eu vou te apresentar na delegacia. Ele aceitou", contou dona Nilsa,  mãe de dez filhos e que trabalha num trailer vendendo comida na Vila da Penha, no subúrbio do Rio.

Ela contou que nunca aceitou a entrada do filho no crime e que vivia tentando convencê-lo a mudar de vida. Disse que foi até a casa do filho, na favela da Grota, no Alemão, e desceu com ele pela Rua Joaquim de Queiróz, onde a polícia montou uma base para que traficantes se entreguem. Mas ela não parou lá.

Anos atrás, Diego e alguns dos irmãos integraram o programa social Pró-Jovem, que tinha o delegado Luiz Fernando como um dos coordenadores. Ela procurou o delegado, que é adjunto na  6ª DP (Cidade Nova), mas que estava baseado na 22ª DP (Penha) e combinou a rendição do filho. Diego se apresentou na 6ª DP.(G1)

Nota: Que pena que se entregou, deveria ficar para morrer, um verme deste vai cumprir pena possivelvemente sairá com menos tempo por bom comportamento e depois estará matando novamente. Notaram a cara de deboche dele?

 


Complexo do Alemão será invadido a qualquer momento

Mediador negocia rendição com traficantes

Traficantes cercados no Complexo do Alemão, conjunto de favelas localizado na zona norte do Rio, enviaram mensagens ao mediador de conflitos e coordenador do Afroreggae, José Júnior, para iniciar algum tipo de conversação antes da invasão da polícia.

José Júnior está agora no Complexo do Alemão disposto a negociar uma rendição com os traficantes para evitar o elevado número de mortes que se espera em um eventual combate.

Desde 1993, ele criou a ONG que atua na área social cultural em favelas, abrigando e empregando ex-traficantes dispostos a abandonar o crime. Os mediadores atuam para evitar confrontos que prejudiquem a vida de moradores das comunidades.

O comandante-geral da PM do Rio, coronel Mário Sérgio Duarte, disse neste sábado que a polícia vai invadir o Complexo do Alemão “a qualquer momento”. Segundo o oficial, a decisão já está tomada e não há possibilidade de se voltar atrás.

“Temos toda a superioridade. Não há hipótese de os traficantes serem bem sucedidos. Eles devem se entregar, essa é a hora. Depois que entrarmos, as coisas serão complicadas”, afirmou o comandante da PM.
Para conter a onda de violência iniciada em 21 de novembro no Rio, a polícia iniciou operações em diferentes morros e favelas. Com auxílio de blindados da Marinha, a polícia entrou na favela da Vila Cruzeiro, no complexo da Penha (zona norte), na quinta (22). Com a aproximação dos policiais, traficantes fugiram para uma comunidade vizinha, no Complexo do Alemão.(Uol)

Nota: Acho que não tem que dar prazo nenhum para vagabundo, eles dão prazo quando mandam você e sua família sair do carro quando te roubam? Deram prazo para o menino João Hélio? Eu como ex-militar gostaria de estar lá para poder vingar algumas pessoas de bem, agora isso tem que continuar e pegar os políticos, desembargadores, advogados e juízes que protegem os traficantes. Morte é pouco para eles, nada de mediador!

Militares do EB alvejaram veículo em fuga, dois baleados

Chefes do tráfico tentaram escapar do cerco e estão preso

O Exército informou na manhã deste sábado que prendeu um homem com US$ 50 mil e mais R$ 20 mil dentro de uma mochila, totalizando cerca de R$ 106 mil, na barreira montada pelos militares no Complexo do Alemão.
“O comentário é que nunca vimos tanto dinheiro”, disse o chefe de Comunicação Social do Comando Militar do Leste, coronel Ênio Zanan. Segundo ele, a pessoa foi presa e entregue à Polícia Militar.

Segundo o coronel, em outra ocorrência, foram baleados e presos o chefes do tráfico de Manguinhos, zona norte, e na Vila Cruzeiro, na Penha, comunidade tomada na quinta-feira pelos policias militar e civil, após três horas de prisão.

“Um automóvel tentou furar o nosso bloqueio, foi alvejado o carro e foram baleados o chefe do tráfico de Manguinhos e o segundo na hierarquia da Vila Cruzeiro. Foram entregues à PM, que os encaminhou ao hospital Carlos Chagas”, afirmou o coronel.(Uol)

 

Biblioteca Estadual de Niterói deve voltar a funcionar no fim do ano

Fachada irá receber uma iluminação monumental e o jardim também será revitalizado. Foto: André Redlich

Reforma do prédio já está quase toda concluída após um ano e meio de serviços. Reinauguração poderá acontecer ainda em dezembro. Sistema será informatizado

Depois de quase um ano e meio, a reforma da Biblioteca Estadual de Niterói está prestes a ser concluída. Segundo o deputado estadual Rodrigo Neves (PT) – autor da emenda parlamentar que deu origem ao projeto de revitalização do prédio – a intenção do Governo do Estado é de reinaugurar o prédio até o final de dezembro. O investimento estadual no projeto foi de, aproximadamente, R$ 4 milhões, que foram empregados na reforma completa do prédio e na modernização e informatização do acervo de mais de 75 mil obras.

De acordo com Rodrigo Neves, que visitou na quinta-feira as obras, apesar de a entrega das obras estar prevista para o próximo mês, a biblioteca só deve voltar a funcionar no ano que vem. Isso porque, os funcionários precisarão passar por um período de treinamento para se adaptarem ao novo sistema informatizado. O prédio deve ser reaberto ao público no início do ano letivo de 2011.“A intenção não é só recompor o prédio, mas voltar a colocá-lo à disposição da população”, afirma o parlamentar.

O prédio deverá contar com uma iluminação monumental, isolamento acústico das dependências e reforma do jardim. Sistemas de climatização e vigilância também já estão sendo instalados. Após a conclusão dos trabalhos, a Biblioteca Estadual de Niterói terá salas de música e multiuso e um café para os visitantes.(O Fluminense)

Poste em risco de cair na Rua Desembargador Lima Castro, Fonseca

Situação da estrutura, que ameaça desabar, preocupa moradores da localidade da Zona Norte. Viga estaria quase se soltando do chão após carro colidir nela no início desta semana

Um poste da rede elétrica estaria ameaçando cair na Rua Desembargador Lima Castro, no Fonseca. A situação preocupa moradores, que dizem que a viga está quase se soltando do chão desde segunda-feira, quando um carro colidiu com o poste. 

“A qualquer momento este poste pode cair e causar um estrago muito maior”, afirma o tatuador Franklin Passeroni, de 28 anos. 

A Ampla informou que não foi acionada por nenhum morador sobre a instabilidade do poste e prometeu que vai enviar uma equipe ao local para avaliar a situação.(O Fluminense)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Apoio do Exército a combate ao crime no Rio de Janeiro é autorizado

Rio de Janeiro, 26 nov (EFE).- As operações da Polícia contra os narcotraficantes que vêm espalhando pânico pelo Rio de Janeiro e que deixaram 30 mortos serão reforçadas a partir desta sexta-feira com 800 soldados do Exército, dois helicópteros da Força Aérea e outros tanques blindados, informaram fontes oficiais.

O reforço adicional das Forças Armadas às operações da Polícia contra os grupos de criminosos que atuam na segunda maior cidade do país foi autorizado na noite desta quinta-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, segundo um comunicado do Ministério da Defesa.

Os militares também cederão material de logística e equipes especiais como óculos de visão noturna.

A Polícia já tinha contado na quinta-feira com o inédito reforço de seis blindados da Marinha, que permitiram a ocupação sem vítimas da favela Vila Cruzeiro, que era considerada até então como a mais perigosa do Rio de Janeiro pelo número de bandidos armados que estavam concentrados na área.

Na madrugada desta sexta-feira foram registrados cinco novos ataques que deixaram um ônibus e quatro veículos incendiados em Mesquita e São Gonçalo, ambos municípios da região metropolitana; na estrada Presidente Dutra, que liga o Rio a São Paulo; e no bairro de Ipanema.

A Polícia informou que um suspeito morreu quando tentava queimar um veículo em um local próximo a um centro comercial no bairro de Madureira e dois menores foram detidos com material inflamável após o ataque de Ipanema. EFE

Ponte Rio-Niterói vai fazer parte do filme de ação Velozes e Furiosos


As cenas com o elenco da mega-produção hollywoodiana, porém, não serão gravadas na via. Deverá ser feita uma montagem de imagens da ponte com cenas de ação gravadas

A Ponte Rio-Niterói será um dos cenários da 5ª edição do filme “Velozes e Furiosos”. As cenas com o elenco da mega-produção hollywoodiana, porém, não serão gravadas na via. Deverá ser feita uma montagem de imagens da ponte com cenas de ação realizadas em outra locação. 

A CCR Ponte informou que, na quinta-feira, foram realizadas imagens aéreas de um dos personagens do filme e nesta sexta-feira, entre 5h30 e 15 horas, foi feita a captura de imagens da Baía de Guanabara. A concessionária ainda informou que o fluxo de trânsito da ponte não sofreu nenhuma alteração durante as filmagens.  
 
O elenco e a equipe técnica do longa chegaram ao Rio na manhã de quarta-feira e, segundo a assessoria de imprensa do filme, já gravaram no Morro Dona Marta, em Botafogo, e no Arpoador. 

Parceira na realização da produção, a Conspiração Filmes confirmou que as imagens do filme foram gravadas em Porto Rico e que o elenco está no país para realizar algumas tomadas já que na ficção, o filme se passa no Rio de Janeiro. No domingo, a equipe de produção e os atores gravam as últimas cenas e devem deixar a cidade.  
  
No início do ano, algumas locações na cidade foram cogitadas pelos produtores do filme. Cenas de perseguição na Avenida Atlântica, em Copacabana, e nos Arcos da Lapa faziam parte dos planos. A Avenida Niemeyer e o Elevado do Joá também seriam cenário das filmagens do longa e a produção demonstrou interesse em gravar em favelas.
(O Fluminense)

Escolas e universidades de Niterói e SG fecham com medo de ataques

Guerra entre a polícia e traficantes de drogas começa a atrapalhar fim do ano letivo nas instituições de ensino. Tráfico teria ordenado que estabelecimentos não funcionassem

A guerra civil envolvendo traficantes e policiais afetou creches e escolas da região de Vital Brasil, em Santa Rosa. Pelo menos, três creches e escolas daquele bairro foram ordenadas por supostos traficantes para que fechassem seus estabelecimentos, sob risco de sofrerem ataques, durante a tarde de quinta-feira. Em São Gonçalo, instituições de ensino também fecharam os portões mais cedo com medo de represálias.

A Creche Rebeca Guimarães, situada na Rua Souza Dias, e as escolas situadas na Rua Waldir Cabral, encerraram suas atividades após receberem os telefonemas. “Ligaram para cá avisando que não tivéssemos mais aulas e que a determinação teria vindo do tráfico de drogas. Não pensamos duas vezes, já que lidamos com vidas aqui”, disse uma funcionária da creche, situada perto do Morro Sousa Soares.

E o temor atingiu a rede municipal. A Secretaria de Educação de Niterói informou que a UMEI Antonio Vieira da Rocha e a E.M. Ayrton Senna, ambas no Morro do Estado, fecharam em todo o período. Já a Escola Municipal João Brazil, no Morro do Castro, e a Altivo César, no Barreto, não funcionaram no turno da noite. Algumas universidades situadas no Centro de Niterói, como a Cândido Mendes e a Estácio também não tiveram aulas no turno da noite.(O Fluminense)

Acusado de incendiar ônibus em SG é preso em flagrante


Jovem de 19 anos usou gasolina para atear fogo no coletivo e sofreu queimaduras. Ele teria afirmado aos policias que recebeu R$ 300 de traficantes do CV para cometer o crime

Um jovem com queimaduras pelo corpo foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira, acusado de incendiar um ônibus da viação Icaraí, na Rua Comandante Ari Parreiras, no bairro Porto Velho, em São Gonçalo. De acordo com testemunhas, Luiz Henrique Saboia Pedro, de 19 anos, teria obrigado o motorista e outros quatro passageiros que estavam no veículo a saltar e ateado fogo no coletivo com gasolina.

O acusado se queimou na ação e tentou fugir correndo em direção à Rua Oliveira Botelho, mas se deparou com uma viatura da PM no local. Ele chegou a entrar no prédio da Maternidade Modelo para se esconder, mas foi detido pelos militares e encaminhado para a 73ª DP (Neves). Segundo a polícia, um comparsa que estava com ele conseguiu fugir.

Luiz Henrique teria afirmado aos policiais que recebeu R$ 300,00 de traficantes do Comando Vermelho (CV) para queimar o ônibus. Ele já tinha passagens pela polícia por porte de drogas e atentado violento ao pudor e foi autuado por tentativa de homicídio. 

O Serviço Reservado da PM (P2) acredita que os ataques a coletivos em São Gonçalo são retaliações às operações realizadas em favelas do Rio de Janeiro.  Segundo a polícia, o Morro da Coruja, em Neves, próximo ao local do ataque no Porto Velho, seria comandado pelo traficante conhecido como “Gaguinho”, que estaria escondido no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio.

Escolas fechadas
Por causa da operação da PM realizada no Morro da Coruja nesta quinta-feira, escolas da região estão liberando os estudantes antes do término das aulas. Alunos e professores estão com medo de possíveis tiroteios e novos ataques de criminosos.

A polícia também realiza operações nos bairros Jardim Catarina e Salgueiro, e no morro do Feijão, no Paraíso. Segundo testemunhas, já houve troca de tiros entre policiais e supostos traficantes durante várias ações, mas não há informações de feridos.(O Fluminense)

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Clima de insegurança e medo muda a rotina da população de Niterói

Com o cenário de pânico formado, pessoas alteram seus hábitos e boatos aumentam a sensação de insegurança. Quem mora há pouco tempo na cidade está ainda mais assustado

Com a insegurança e a onda de ataques que acontecem no Rio de Janeiro e chegaram à Niterói na madrugada de terça para quarta-feira, a população está em estado de alerta. E boatos de arrastão e supostos novos ataques vêm aumentando o clima de medo. 

Na manhã desta quarta-feira, pessoas que estavam no campus do Gragoatá da Universidade Federal Fluminense (UFF)recebiam ligações de parentes informando sobre um possível arrastão nas ruas do Centro da cidade. Quem mora há pouco tempo na cidade está ainda mais assustado.

“Mesmo fazendo faculdade na capital, decidi morar em Niterói procurando um lugar mais tranquilo. Nesse momento não sei o que fazer, não sei onde posso me sentir seguro de verdade”, comenta Yuri Junqueira, 19 anos,  estudante de direito que veio de Belo Horizonte (MG). 

“Estou com medo e chateada de ter que mudar minha rotina. Meus pais moram em Volta Redonda e para evitar passar na Dutra não vou vê-los até essa onda de crimes acabar”, diz Yuani Alves, 21 anos, estudante.
A aposentada Márcia Moreira, de 58 anos, fica preocupada com o casal de filhos. 

“Meus filhos trabalham e estudam no Rio de Janeiro, a vida não pode parar por conta desses ataques, mas fico preocupada porque Niterói também está sendo atingida”.    

O comerciante Marcelo Pacheco, de 44 anos, já mudou de hábitos.

“Desde segunda-feira estou evitando sair de casa à noite. Só vou se estiver em grupo e se for perto da minha casa”, conta.(Fluminense)

Criminosos ateiam fogo em ônibus em São Gonçalo

Coletivo foi abordado na Estrada Santa Isabel e passageiros foram obrigados a descer. Idosa que usava muletas só conseguiu saltar quando veículo já estava em chamas

Cerca de 10 traficantes armados atearam fogo na manhã desta quinta-feira em um ônibus da viação Mauá, no bairro de Santa Isabel, em São Gonçalo. O coletivo fazia o trajeto Santa Isabel x Fórum, e foi abordado na Estrada de Santa Isabel.

De acordo com o motorista, que não quis ser identificado, os suspeitos mandaram todos os passageiros descerem do coletivo para começarem a ação. Ainda segundo o motorista, aproximadamente 15 pessoas estavam no veículo, incluindo uma idosa, que usava muletas e só conseguiu sair do ônibus quando ele já estava em chamas.

Depois do ato criminoso, policiais do Serviço Reservado da Polícia Militar (P-2) do 7º BPM (São Gonçalo) subiram a Favela da Barreira, no mesmo bairro, a procura dos criminosos. Duas viaturas foram encaminhadas ao local.

Segundo os militares, a favela seria comandada por um traficante do Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio.(O Fluminense)

Bope e Marinha fazem megaoperação com blindados no Rio

São seis blindados e dois caminhões com fuzileiros navais nas ruas.
Outras dezenas de veículos do Bope tambésm estão em ação.

Equipes do Batalhão de Operações Especiais (Bope)  e fuzileiros navais fazem uma megaoperação na região das favelas na Penha, subúrbio do Rio no final da manhã desta quinta-feira (25). Seis veículos blindados da Marinha e dois caminhões com fuzileiros deixaram há pouco o quartel de fuzileiros navais, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A expectativa é que os policiais se dirijam par a Vila Cruzeiro, onde bandidos armados se concentram. O comboio da polícia,  com mais de dez veículos do Bope, chegou à região hoje cedo. O clima é de tensão na região.

Mais cedo, quatro homens em duas motocicletas tentaram utilizar um caminhão de lixo para bloquear a passagem na Rua Tenente Luís Dorneles, na entrada do Grotão, na Vila Cruzeiro. Segundo a Comlurb, os bandidos teriam ordenado que o motorista permanecesse no local bloqueando o acesso à comunidade. Ainda de acordo com a empresa, depois de dar a ordem, eles teriam deixado o local e o motorista ligou o caminhão e fugiu.(G1)

 

Duas pessoas foram indiciadas por novo vazamento no Enem na BA

Uma professora do município de Remanso, viu o texto de apoio da redação cerca de duas horas antes da prova

No final da terça-feira, 23, duas pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal por causa de vazamento nas provas aplicadas no Exame Nacional do Ensino Medio (Enem). Elas são acusadas de violação de sigilo funcional. Segundo a investigação, uma professora do município de Remanso, no Estado da Bahia, viu o texto de apoio da redação cerca de duas horas antes da aplicação da prova.

De acordo com a polícia, a apuração que durou 10 dias, apontou que a professora municipal de Remanso, aplicadora da prova no colégio Ruy Barbosa, na mesma cidade, leu o título do assunto da redação durante a abertura do caderno de provas que era destinado a deficientes visuais, no dia 07 de novembro, 2 horas antes da aplicação das provas.

A professora afirmou, em confissão, que após folhear o caderno de provas, ligou para a casa de sua sogra e repassou ao marido o tema da redação "O Trabalho e Escravidão". Porém, o título era de um texto motivador da redação, pois o tema efetivo do exame era "O Trabalho na Construção da Dignidade Humana".
O marido da professora pesquisou o tema na internet e ligou para o filho, que estava em Petrolina (PE), explicou o vazamento sem contar como soube da informação. O filho, que faria a prova, consultou os professores de redação sobre como fazer a prova com o tema que fora passado pelos pais.

Um dos professores procurados pelo candidato denunciou o fato. A Polícia Federal em Juazeiro (BA) fez a investigação, realizou a quebra de sigilo telefônico dos envolvidos e confirmou a versão dada pelos envolvidos, que confessaram o crime.

Os pais foram indiciados por violação de sigilo funcional e podem ser punidos com 6 anos de prisão.(Estado de São Paulo)

 

 

"Campanha dos tijolinhos" ultrapassa marca de R$ 1 mi

Em apenas 15 dias, já foram vendidos mais de 4.000 tijolos personalizados do muro que será erguido no CT do Ninho

Em apenas 15 dias, a campanha 'Rubro-negro para sempre' já arrecadou mais de R$ 1 milhão. Até esta terça-feira, o clube contabilizou a venda de 4.100 tijolos personalizados. 

Conhecido como 'campanha dos tijolinhos', o projeto lançado no início deste mês permite que, por R$ 250, torcedores possam gravar seus nomes no muro que será construído no CT do Ninho do Urubu. A partir de sexta-feira, a campanha irá lançar um comercial em TV fechada. O técnico Vanderlei Luxemburgo e o ator Marcelo Serrado serã as estrelas da propaganda.(Lancenet)

 

Tem internet rápida mas não tem poste para passar cabeamento


Niterói corre o risco de perder mais de meio milhão de reais da verba para implantação da rede de banda larga por entraves da concessionária de energia elétrica Ampla

Niterói corre o risco de perder mais de meio milhão de reais da verba destinada para implantação da rede de banda larga nos centros de pesquisa da cidade por entraves da concessionária de energia elétrica Ampla. O dinheiro e o projeto de instalação foram disponibilizados pelo Ministério de Ciência e Tecnologia desde o governo passado e foi retomado pelo atual secretário de Ciência e Tecnologia José Raymundo Romeo em abril de 2009. 

Com o projeto, Niterói seria o primeiro de dez municípios a integrar a Rede Nacional de Pesquisa (RNP) e ter os 16 centros de pesquisa da cidade interligados aos núcleos de pesquisa distribuídos pelo país. A rede começou a ser instalada em 2005 e já conecta a comunidade científica de 21 capitais do país. 
   
Segundo o secretário Raymundo, para que o projeto seja implantado, os cabos de fibras ópticas precisam ser instalados em postes distribuídos pela cidade ou em galerias subterrâneas. “A parceria com a concessionária Ampla viabilizaria a instalação nos postes já que em Niterói as galerias subterrâneas estão sendo trabalhadas agora, em 2010, pela GVT”.(O Fluminense)

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Dez bandidos morrem em confronto com a polícia e oito armas são apreendidas

Na zona oeste da capital, homem foi preso líquido inflamável e bombas

Subiu para dez o número de mortos durante operações da PM, na manhã desta quarta-feira (24), no Rio de Janeiro. Oito armas foram apreendidas, uma garrafa pet com líquido inflamável estava com um dos presos e uma moto roubada foi recuperada.

Na Vila Kennedy, zona oeste da capital, um suspeito foi preso com uma granada, duas bombas de fabricação artesanal, além de uma garrafa com líquido inflamável e uma moto roubada recuperada.
Em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, operações do Batalhão de Belford Roxo (39º BPM) terminaram com sete mortos, três na comunidade do Guaxá, onde um fuzil, uma espingarda calibre 12 e uma pistola foram apreendidos. Os outros quatro mortos foram no Jardim Floresta, onde quatro armas foram apreendidas.

Já na favela Faz Quem Quer, na área do batalhão de Rocha Miranda (9º BPM), três homens foram mortos e três pistolas foram apreendidas. O policiamento é mantido no entorno para evitar que traficantes queimem carros e ônibus em sinal de protesto.

Terror durante a noite

Na madrugada desta quarta-feira, o Rio de Janeiro viveu pelo terceiro dia seguido uma onda de terror. Desde as 23h da noite de terça uma série de ataques foram registrados na capital, na Baixada Fluminense, em Niterói, no Subúrbio e zona oeste.
A onda de violência imposta pelos traficantes começou na avenida Paulo de Frontin, próximo ao Estácio, onde um carro foi incendiado na pista sentido centro. De acordo com o Serviço Reservado do batalhão do Estácio (1º BPM), uma Tucson preta parou e os ocupantes atearam fogo em um Voyage, na esquina com a rua Santa Amélia.

Pouco depois, quatro criminosos armados com fuzis metralharam uma cabine da Polícia Militar que fica na praça do Relógio, no centro de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Três PMs estavam no local e se salvaram porque a cabine é blindada.


As ações de criminosos continuaram em Duque de Caxias e se estenderam até Belford Roxo, também na Baixada. No primeiro município, um veículo foi queimado no bairro parque Lafaiete. Já no segundo, dois ônibus foram incendiados no bairro Jardim Redentor. Os coletivos faziam as linhas parque São José - Praça Mauá e Jardim Redentor - Praça Mauá. Não há informações sobre feridos

Os ataques aconteceram também em Niterói e São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Segundo o Corpo de Bombeiros, bandidos atearam fogo em três carros, sendo dois no Fonseca e um em São Lourenço. Já em São Gonçalo, dois carros foram queimados nos bairros do Pita e Porto da Pedra, de acordo com a Polícia Militar.

Por volta das 4h, bandidos voltaram a agir na Baixada Fluminense, desta vez em Japeri. Três homens invadiram um ônibus que fazia a linha Japeri – Nova Iguaçu, pediram aos passageiros que deixassem o veículo, o atravessaram na pista lateral da rodovia Presidente Dutra e atearam fogo. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, ninguém ficou ferido e nenhum pertence foi levado dos passageiros. Bombeiros da região controlaram as chamas.

Já pela manhã, um ônibus da viação Três Amigos foi incendiado em Vicente de Carvalho, no subúrbio do Rio. A empresa confirmou que o ato foi criminoso. A zona oeste também entrou na onda de ataques, por volta das 9h30. Um ônibus e uma van foram queimados e uma mulher ficou ferida.

O 15º caso de ataque na cidade foi confirmado pelo Batalhão de Irajá (41º BPM). Bandidos colocaram fogo num carro na rua Enaldo Santos Araújo, em Engenheiro Leal, em Cascadura, também na zona norte, próximo à estação de trem de Cavalcanti. O dono do carro, uma Parati, disse que teve alguns pertences roubados. Bombeiros do quartel de Campinho foram acionados para o local.

Ainda na manhã desta quarta, bombeiros do quartel de Santa Cruz, na zona oeste, foram acionados para a rua Felipe Cardoso, onde um ônibus foi incendiado. No mesmo bairro, na estrada de Urucânia, uma van também foi alvo da ação de bandidos. Quatro pessoas ficaram feridas.(R7)

Mundo: EUA enviam porta-aviões para manobras na Coreia do Sul

E os Estados Unidos enviaram à região um porta-aviões, para participar de exercícios de guerra junto com a Marinha da Coreia do Sul.

O porta-aviões USS George Washington saiu do Japão nesta quarta-feira, com 75 aeronaves de guerra a bordo e uma tripulação de mais de seis mil pessoas. Ele deve participar do treinamento a partir de domingo, até a próxima quarta-feira.

Em comunicado, os norte-americanos reiteraram a força dos laços de cooperação com a Coreia do Sul e o compromisso com a estabilidade regional. O envio do porta-aviões norte-americano desagrada o principal aliado da Coreia do Norte: a China.

Pequim já havia advertido Washington de que isso poderia ferir as relações sino-americanas. A situação ainda é de muita apreensão na ilha de Yeonpyeong, alvo dos ataques de terça-feira. As pessoas que permaneceram no local tentam agora limpar os estragos.

Nesta quarta, corpos de dois civis foram encontrados sob os destroços. Isso elevou para quatro o número de mortes na ofensiva. Logo após as explosões, a Coreia do Sul havia anunciado também a morte de dois soldados. (Band News)

Apenas 52% das escolas infantis podem funcionar

Só algumas escolas estariam autorizadas a funcionar. Outras estariam aguardando a decisão do Conselho Municipal de Educação e 66 teriam apenas o pedido de autorização de funcionamento

A pouco mais de três meses do início do ano letivo de 2011, mais de cem unidades privadas de Educação Infantil de Niterói ainda não têm plena autorização para funcionamento. A Prefeitura divulgou uma lista de escolas que apresentam pendências junto à Secretaria Municipal de Educação. Das 259 escolas listadas, apenas 135 já estão completamente autorizadas a funcionar, o que corresponde a cerca de 52% do total. Outras 48 estariam aguardando a decisão do Conselho Municipal de Educação (CME) e 66 teriam apenas protocolado junto à Prefeitura o pedido de autorização de funcionamento.

Segundo a Coordenação Especial de Supervisão Educacional (Coese), entre as escolas plenamente autorizadas e aquelas que aguardam a decisão do CME, há 178 instituições liberadas, ou provisoriamente liberadas, para funcionar com atividades de educação infantil, descontadas as que se encontram fechadas e as que comunicaram encerramento. As outras 66 são as que constituíram processo administrativo na Secretaria Municipal de Educação solicitando autorização de funcionamento e que estão cumprindo as exigências da legislação.

A publicação da listagem das escolas está baseada no decreto que institui o Sistema Municipal de Ensino de Niterói e em deliberação do CME. A norma do Conselho determina que as unidades devem comunicar ao Poder Público qualquer mudança significativa ocorrida em sua administração.(O Fluminense)

Seis carros são incendiados em Niterói e São Gonçalo


Após onda de ataques no Rio de Janeiro, veículos foram queimados no Fonseca, São Lourenço, Porto da Pedra e Pita.

A onda de violência no Rio, onde diversos veículos estão sendo incendiados, chegou na madrugada desta quarta-feira em Niterói. Pelo menos, três veículos foram queimados na Zona Norte da cidade. Na Rua São Januário, em frente ao número 300, no Fonseca, um Logus LAM 2248, foi incendiado por criminosos. Um Fiat Tempra LAM 9152, que estava perto do Logus, também sofreu tentativa de incêndio, mas foi contido pela ação dos bombeiros. Até uma caixa de energia da Ampla foi atingida pelos criminosos. Na Rua Soares Miranda, também no Fonseca, um Fox KNW-5066, e na Rua Santo Antônio, em São Lourenço, um Vectra LBA-1638, também foram incendiados. O clima era de pavor entre os moradores. 

"A gente estava vendo na televisão justamente os ataques aos carros no Rio, quando ouvimos fortes sirenes de bombeiros. Quando a gente foi ver, eram justamente carros sendo queimados aqui na rua. Quando a gente acha que estamos em paz, vem essa série de ataques", lamentou uma moradora da rua, que pediu anonimato.

O dono do Logus também lamentou o fato. Seu carro não tinha seguro.
"Meu veículo é de 1995 e não tinha seguro. Infelizmente é um prejuízo que terei. Mas pelo menos estou vivo", disse. 

Segundo a central do 3º Grupamento de Bombeiros Militares (3º GBM), pelo menos cinco carros foram destacados para conter o fogo e servir de apoio. 

O comandante do 12º BPM (Niterói) tenente-coronel Ruy França, se dirigiu ainda de madrugada para o batalhão. Segundo o comandante, as ações dos criminosos serão duramente atacadas.

"Não queríamos que esse tipo de ação chegasse a Niterói, mas já que chegou, iremos intervir com extremo rigor. Vamos verificar de onde possam ter partido esses ataques e vamos reagir", afirmou França. Na madrugada desta quarta-feira, os policiais tiveram informação que um carro e uma moto teriam participado dos ataques, mas ninguém foi preso. Segundo o comandante, todos os três veículos não tinham motoristas dentro e estavam estacionados nas calçadas.

São Gonçalo -
No município limítrofe de Niterói, outros dois carros também foram incendiados. No bairro do Pita, criminosos atearam fogo em um veículo na Rua Mentor Couto. Já no Porto da Pedra, outro automóvel foi queimado na Rua Camilo Flamarion, mas a polícia ainda não confirma se este episódio tem relação com os atentados. De acordo com o comandante do 7º BPM (São Gonçalo), tenente-coronel Cláudio Luiz da Silva de Oliveira, aparentemente o carro apresentou uma pane e o fogo começou na parte interna do veículo.(O Fluminense)

Rio conhece o novo Maracanã


Maquete de como estádio vai ficar foi apresentada

Feira de soluções para o futebol, no Rio de Janeiro, que começou nesta segunda-feira (22), contou com a presença do presidente de honra da Fifa (Federação Internacional de Futebol) João Havelange e do ministro Orlando Silva e teve a apresentação da maquete do novo estádio do Maracanã, na zona norte da capital.

O Maracanã terá de estar totalmente reformado até dezembro de 2012, data-limite estabelecida pela Fifa. Em 2013, haverá a disputa da Copa das Confederações no Brasil. As obras estão orçadas em R$ 705 milhões.

Rampas mais largas serão construídas para facilitar a saída dos torcedores. As antigas rampas do anel superior serão reativadas, com o remanejamento dos camarotes. A Fifa exige que em oito minutos o estádio seja esvaziado. Cerca de 2.000 empregos serão gerados ao longo da obra.

O Maracanã também passará a ser todo coberto, como mostra a maquete, protegendo a torcida da chuva. Novos banheiros serão construídos, o estacionamento ampliado, assim como a área da imprensa, e o campo será reduzido, também para atender ao pedido da entidade máxima do futebol, passando a ter 105m x 68m, contra os 110m x 75m atuais.(R7)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Polícia faz operações simultâneas em várias favelas do Rio

Pelo menos 10 comunidades estão sendo vasculhadas

Policiais civis e militares fazem operações simultâneas em cerca de dez favelas do Rio para tentar prender os criminosos responsáveis pela onda de ataques a veículos e cabines da PM. O chefe do Estado Maior da PM, coronel Álvaro Garcia, e o comandante do I Comando de Patrulhamento de Área, coronel Marcus Jardim Gonçalves, supervisionam as ações.

As ações ocorrem nas favelas Parque União e Nova Holanda, no complexo da Maré; Arará, em Benfica; Jacarezinho; Tuiuti, em São Cristóvão; Cotia, no Grajaú; Fallet e Fogueteiro, em Santa Teresa. Além disso, policiais civis de várias delegacias especializadas ocupam as favelas de Manguinhos e Mandela, em Manguinhos.  A ação conta com o auxílio de carros blindados e helicópteros.As incursões foram determinadas pelo comandante-geral da PM, coronel Mário Sérgio Duarte.

Todos os policiais nas ruas a partir de hoje

O Relações Públicas da Polícia Militar, coronel Lima Castro, anunciou nesta terça-feira a intensificação das blitzes, a presença maciça de PMs nas ruas da cidade e o reforço das operações nos morros. Em entrevista à rádio CBN, Lima Castro disse que todos os batalhões foram acionados para colocar em ação o maior número possível de policiais. O coronel informou ainda que a Avenida Brasil, Linha Amarela e Linha Vermelha receberão atenção especial, para evitar novos ataques a veículos.

- Neste momento, pedimos o sacrifício dos policiais. Sabemos que a escala da PM não é elástica, mas mesmo assim há necessidade do esforço de todos para enfrentar a onda de vandalismo - ressaltou o Relações Públicas. - Vamos buscar esses grupos criminosos nos seus redutos - garantiu.

Lima Castro também pediu o apoio da população nesta hora difícil para a área de Segurança. - É importante que a população tome conhecimento do empenho das polícias. As estatísticas são favoráveis. Há uma curva descendente de roubos e homicídios. Incomodados com a nossa atuação, os criminosos iniciaram essa onda de vandalismo que gerou medo na população - acrescentou o coronel.

- Isso nos incomoda. Temos que dar resposta, sim. As ações que o governo do estado adotou, mandando para fora do Rio os principais líderes das facções criminosas, a criação das UPPs e o programa de metas da Secretaria de Segurança, incomodaram estes marginais - enfatizou Lima Castro.

- Não me surpreende que as ordens para estes últimos ataques no Rio de Janeiro tenham partido de dentro do presídio federal de Catanduvas, no Paraná. Isso está sendo apurado pela área de inteligência da Secretaria - prosseguiu.

O Relações Públicas da PM disse ainda que a morte de duas pessoas na Rodovia Washington Luiz, esta manhã, não está relacionada com os últimos atos de vandalismo. Os dois estavam em um Honda Civic, que foi atingido por mais de 10 tiros. Segundo Lima Castro, as duas vítimas estariam em uma casa noturna, em Caxias, onde teria ocorrido uma briga. Na saída, os dois foram mortos.(JB)

Nota: A polícia está cada vez mais exigindo do policial, enquanto seu salário está cada vez mais achatado, o PEC 300 ainda não foi aprovado, está política de UPP só funcionará quando a rua também tiver um efetivo descente e com salário digno.


 

Coreia do Norte abre fogo contra Coreia do Sul


O Ministério da Defesa sul-coreano disse nesta terça-feira que o disparo de projéteis efetuado pela Coreia do Norte foi uma violação clara do armistício entre os dois países, e que o governo norte-coreano havia planejado os ataques intencionalmente. 

"Esse é um ataque intencional e planejado... e é claramente uma violação do armistício", disse Lee Hong-ki, autoridade do Ministério da Defesa, a jornalistas. 

O disparo de hoje ja é considerado um dos mais pesados bombardeios contra o sul desde a Guerra da Coreia (1950-1953). A TV sul-coreana YTN afirmou que pelo menos 200 tiros foram disparados contra Yeonpyeong, que fica na costa ocidental da península dividida entre as duas Coreias. A maioria dos projéteis caiu em uma base militar sul-coreana. 

Os militares da Coreia do Sul disseram que dois soldados foram mortos e outros ficaram gravemente feridos no ataque. Forças sul-coreanas revidaram e enviaram um jato de combate para a área.

O presidente sul-coreano, Lee Myung-bak, disse que é preciso ser dada uma resposta firme ao ataque contra a ilha de Yeonpyeong, situada a apenas 120 km da capital, Seul. Desde que foi eleito presidente, há cerca de três anos, Lee vem adotando uma linha política dura em relação ao Norte. 

As duas Coreias ainda estão tecnicamente em guerra, já que o conflito dos anos 50 terminou sem a assinatura de um acordo de paz, mas apenas com um armistício. 

No começo do ano, a tensão na península coreana subiu drasticamente, depois que o governo sul-coreano acusou o Norte de ter torpedeado uma de suas embarcações navais, causando a morte de 46 marinheiros. 

"As casas e montanhas estão sob fogo e as pessoas estão sendo removidas. Não dá para enxergar direito por causa das nuvens de fumaça", disse uma testemunha, na ilha, à TV YTN. "As pessoas estão apavoradas. Enquanto falamos, os disparos continuam."(Terra)