terça-feira, 31 de agosto de 2010

Metrô Rio receberá trens chineses no final de 2011

A previsão para os passageiros da Linha 2 é a de uma viagem com temperatura amena, a 23C, com livre circulação de ar e de usuários por toda a composição. No papel, o projeto dos 19 novos trens encomendados pelo Metrô Rio à chinesa Changchun Railway Vehicles (CNR) impressiona. Cada um terá seis vagões (totalizando uma compra de 114 carros), com um sistema de ar-condicionado 33% mais potente do que o atual capaz de manter a refrigeração com as portas abertas e — mais importante — suportar e resolver um problema crônico que se arrasta desde a inauguração do trajeto, em 1981: o do calor provocado pela incidência do sol sobre a lataria.

Dos 600 mil passageiros do metrô, 143 mil viajam pela Linha 2 — cujos trens não têm ar-condicionado projetado para tolerar a violência dos raios solares na superfície. A solução, porém, chegará 30 anos depois, no fim de 2011, quando o primeiro dragão desembarcar no Rio.

Os novos trens serão de aço inoxidável, com duas faixas negras e ar futurista. Cada um a US$ 1,3 milhão. Só a refrigeração vale US$ 200 mil — dando uma dimensão do desafio para acabar com o calorão interno. O investimento total é de US$ 148,2 milhões.

Circulação entre vagões
Os trens podem levar 1.800 pessoas com liberdade para circular entre os carros. Os vagões não terão portas divisórias, sendo ligados por um corredor, permitindo que o usuário enxergue toda a composição sem se sentir confinado em um ambiente fechado.

A sensação de espaço também será maior no vagão. Para facilitar a circulação interna, os assentos de fibra serão longitudinais, isto é, paralelos ao corredor, seguindo uma tendência mundial, liberando mais lugares para quem viajar em pé.

Escolha pela internet
Além disso, haverá um toque do próprio usuário na decoração. O Metrô Rio realizará um concurso em setembro, pela internet, para que o público escolha a cor dos bancos: azul; inox, com divisórias vermelhas; e inox e azul, com divisões verdes. Os trens terão ainda um quê multinacional, com refrigeração da Sigma Coachair (Austrália), motor da Melco (Japão), carroceria da CNR e design francês.

Gigante ferroviário
Instalada no nordeste da China, a 700 quilômetros da fronteira com a Coreia do Norte, a CNR foi indicada ao Metrô Rio pelo Mass Transit Railway (MTR), de Hong Kong, considerado o melhor operador desse tipo de transporte do mundo. A grandiosidade da fábrica chinesa é espantosa. Enquanto a brasileira Embraer possui 54.607 metros quadrados de área construída, ela conta com 1,75 milhão de metros quadrados. A capacidade de produção é de 2.500 trens por ano. Para isso, a CNR tem 10 mil empregados, sendo 2 mil engenheiros.

— Fornecemos 97% dos trens comprados para as Olimpíadas de Pequim, em 2008 — gaba-se o gerente-geral Lu Xiwei. — Temos encomendas da Austrália, do Paquistão, do Irã e de Hong Kong, inclusive do trem-bala para Xangai.

— Ampliamos a fábrica e pretendemos participar do projeto do trem-bala brasileiro — revela o diretor de marketing da CNR, Zhang Peng.

O projeto do Metrô Rio tem 700 páginas e é supervisionado pelo MTR, contratado por US$ 10 milhões para assessorar os cariocas. Pelo cronograma, os testes de 10 mil quilômetros com a primeira composição começarão em outubro de 2011, numa pista construída especialmente para a encomenda brasileira.

Estado canibalizou 88 vagões
Com a compra dos 114 vagões, o Metrô Rio aumentará sua frota em 63%. Quando todos estiverem circulando, o tempo de espera será de dois minutos, segundo a concessionária, no trecho entre a Central do Brasil e Botafogo. Uma curiosidade histórica, no entanto, mostra que todo o drama enfrentado pelos cariocas poderia ter sido evitado.

Pelo contrato firmado pelo governo estadual com a Mafersa, em 1975, deveriam ter sido construídos 270 vagões. Mas só 136 foram feitos até 1998. Neste ano, o governo recuperou peças e, hoje, o Metrô Rio opera com 182. Assim, 88 foram canibalizados para $o sistema entre 1979 e 1998, ano da privatização.
Enquanto os trens chineses não chegam, os passageiros da Linha 2 conviverão com os atuais. O presidente do Metrô Rio, José Gustavo de Souza Costa, espera que o calor nos vagões seja amenizado neste verão, com a reforma do sistema de refrigeração.

— Contratamos uma consultoria para isso porque esses trens nunca foram projetados para isso. Mais de um terço da frota já teve o sistema de refrigeração trocado para um mais potente, semelhante ao dos novos trens. Gastamos R$ 20 milhões nesse projeto. Até outubro, essa revisão deve estar concluída — diz.

Após a entrega dos 19 trens, o Metrô Rio tem a opção de compra para outros 19 pelo mesmo preço: US$ 1,3 milhão por vagão. Se a segunda encomenda for confirmada, essa leva reforçará a Linha 1, com vistas à sua ampliação para a Barra da Tijuca.(Extra Online)

Maia tem 33%, e Crivella, 30%, na disputa pelo Senado no RJ, diz Ibope

Lindberg (PT) aparece com 24% das intenções de voto.
Margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

O candidato do DEM ao Senado no Rio de Janeiro, Cesar Maia, aparece com 33% das intenções de voto na pesquisa Ibope divulgada neste sábado (28). Maia é seguido por Marcelo Crivella (PRB), com 30%, e Lindberg (PT), com 24%. A margem de erro é de três pontos percentuais. Veja os resultados da pesquisa:

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo". Foram realizadas 1.204 eleitores entre os dias 24 e 26 de agosto.

A soma dos resultados para o Senado é maior que 100% porque o eleitor pode escolher dois candidatos nas eleições deste ano.

O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) sob o protocolo 73811/2010 e pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo 26130/2010.(G1)

INTENÇÃO DE VOTO PARA SENADOR
CANDIDATO %
Cesar Maia (DEM) 33%
Marcelo Crivella (PRB) 30%
Lindberg (PT) 24%
Jorge Picciani (PMDB) 17%
Waguinho Senador - 707 (PT do B) 6%
Marcelo Cerqueira (PPS) 3%
Milton Temer (PSOL) 2%
Carlos Dias (PT do B) 1%
Claiton (PSTU) * 0%
Heitor (PSTU) * 0%
Wladimir Mutt (PCB) 0%
Brancos e nulos 25%
Indecisos 40%
* não atingiu 1%

Niterói está na elite do vôlei brasileiro e disputará a Superliga pela 1ª vez



Equipe Bravo/Funcan vence a importante Liga Nacional e conquista o direito de disputar a principal competição do esporte no país. Jogadores da cidade irão brigar pelo título


O melhor e mais vitorioso vôlei do mundo, o brasileiro, terá em sua competição principal, a Superliga, uma equipe de Niterói pela primeira vez na história. Com uma campanha irretocável, o Bravo/Funcab conquistou pela primeira vez para o Estado do Rio de Janeiro o título da Liga Nacional, em agosto e consequentemente o direito a participar da competição mais importante do “país do vôlei”.

Coordenador-geral do programa Bravo, Raphael Emilião, de 30 anos, abriu mão de ser jogador para realizar um sonho de levar uma equipe de Niterói para a elite do vôlei brasileiro.

“Hoje em dia eu abri mão de ser jogador. Não posso coordenar, contratar jogador, ser um dirigente e jogador ao mesmo tempo, pois não conseguiria treinar duas vezes por dia. Mas, é a realização de um sonho, em poder trazer para dentro de Niterói uma competição de alto nível”, disse.

Com apenas uma equipe do Rio de Janeiro na Superliga, o Volta Redonda, o Bravo espera aumentar a visibilidade dos Fluminenses dentro do cenário nacional.

“Não podemos deixar o Rio de Janeiro ficar fora da elite do vôlei. Os jogadores daqui tinham que deixar suas casas, famílias para poderem realizar um sonho, que na maioria das vezes, não valia tanto a pena assim. Agora, os jogadores daqui podem ficar em casa e serem valorizados”, afirmou Emilião.

Com o time praticamente montado para a disputa da Superliga de vôlei que começa em outubro, o Bravo ainda esbarra na falta de incentivo financeiro para manter o sonho de disputar a competição.

“Nós hoje temos apenas a ajuda financeira da Fundação Carlos Augusto Bitencourt (Funcab), que nos repassa R$ 6 mil por mês. Mas, precisamos de cerca de R$ 80 mil, mas conto com o apoio das empresas de Niterói, pois temos uma indústria muito forte no município e atualmente, com os incentivos fiscais, fica muito mais fácil investir no esporte”, disse.

Para poder participar da Superliga, o time do Bravo/Funcab teve que conseguir R$ 20 mil para a inscrição, que termina nesta segunda-feira e foi liberado pela Funcab.

“Hoje temos que agradecer a Rosana Bitencourt (presidente da Funcab). Ela apoia o projeto desde o início e só estamos de pé por conta dela. Rosana foi jogadora de vôlei e está disposta a judar a modalidade a crescer ”, agradeceu Raphael Emilião.

Além da verba da Funcab, o Bravo conta com o apoio da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) de São Francisco, que cede o ginásio para treinamentos e com a academia Niterói Swin, que libera a utilização da área de musculação, fisioterapeutas e nutricionista.

Ginásio – Mas, se Niterói vai receber a partir de outubro a nata do vôlei brasileiro e consequentemente mundial, os adversários precisam ter um local para jogos adequados. Segundo Emilião, o presidente da Suderj, Sávio Franco, já se mostrou solícito em ceder o ginásio do Caio Martins,  em Icaraí, que recentemente passou por reformas.

“Tivemos um contato com a Suderj através da Carla Tavares, (vice-presidente executiva de esportes) e eles estão dispostos a nos emprestar o ginásio. Agora, vamos enviar ainda neste fim de semana um ofício fazendo o pedido formal para que possamos jogar em casa”, disse Emilião.(Fluminense)

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Forte neblina deixou Santos Dumont sem pousos por mais de duas horas

Há 30 voos cancelados até as 10h44.
Manobras de pousos só começaram após as 8h15.

Os reflexos da forte neblina que atingiu a cidade do Rio, na manhã desta segunda-feira (30), ainda são sentidos nas manobras do Aeroporto Santos Dumont, no Centro. O aeroporto ficou mais de duas horas com condições abaixo das mínimas para pousos e com condições mínimas para decolagens. Cinco vôos foram alternados para o Aeroporto Tom Jobim. As informações são do balcão da Infraero.

Os primeiros pousos só ocorreram após as 8h15.

De 6h até as 10h44, das 46 chegadas programadas, há 15 cancelamentos e 20 voos com mais de meia hora de atraso. E das 55 partidas até as 10h44, há 15 voos cancelados e 19 voos com atrasos de mais de meia hora.
Mais cedo, a movimentação no saguão era intensa, mas a situação começou a normalizar. Os passageiros do Santos Dumont, que deveriam embarcar nos voos alternados, foram levados de táxi para o Tom Jobim, segundo a Infraero.

O Aeroporto Tom Jobim opera apenas por instrumentos na manhã desta segunda-feira. Não há registro de atrasos e nem de cancelamentos.(G1)

 

Faltam planos de contingência para melhorar o trânsito em Niterói

 Para alguns especialistas, saturação do sistema viário na cidade é evidente e necessita de solução urgente. Recente problema nas barcas reascendeu questão

Os recentes incidentes envolvendo o sistema de barcas que liga Niterói ao Rio colocou em evidência a falta de planos de contingência nas principais saídas de Niterói. Segundo especialistas, já há sinais evidentes de saturação do sistema viário da cidade e alternativas radicais devem ser pensadas. Pesquisa realizada em 2008 pela Ong Niterói Como Vamos revelou que, na opinião dos moradores de Niterói, o trânsito é o quarto maior problema da cidade.

Na última segunda-feira, uma embarcação da Barcas S/A, que fazia o trajeto Praça XV-Niterói, com 376 pessoas a bordo, sofreu uma pane elétrica e se chocou contra pedras. O incidente quadruplicou o tempo de espera pelo embarque e as filas se estenderam por cerca de 200 metros. A operação só foi normalizada, aproximadamente, quatro horas depois.

“O sistema de barcas precisa de ampliação total. Além de mais embarcações, ele precisa ligar outros pontos da orla dos municípios de Niterói, Rio e São Gonçalo. Infelizmente, essa proposta sempre cai no esquecimento”, opina o engenheiro de trânsito e membro do Conselho Regional e Engenharia (Crea), Abílio Borges.

Ainda de acordo com Borges, outra via da cidade que necessita de investimentos é o trecho Niterói-Manilha da BR-101. A rodovia é uma das principais ligações entre Niterói e São Gonçalo, além de dar acesso à Região dos Lagos. Mesmo assim, os congestionamentos são constantes e se agravam quando ocorrem acidentes. No início do mês, um acidente envolvendo uma moto, um ônibus e um caminhão causou cerca de sete quilômetros de engarrafamento.

“O grande problema dessas vias é que foram feitas numa época em que a população era muito menor. A Niterói-Manilha não precisa de muitos investimentos, mas de alternativas eficazes. É preciso pensar em rotas de fuga por vias perpendiculares abertas e bem sinalizadas”, frisa.

Já no caso da Ponte Rio-Niterói, o especialista acredita que a operação esteja correta, mas que a via, sozinha, não seja mais suficiente para atender à demanda. Ele deu exemplo de outros países, como Portugal, que no mesmo período de tempo já receberam outras pontes como alternativa ao aumento da frota de veículos.

“A ponte é um equipamento maravilhoso, mas está parada no tempo e no espaço. Está na hora de se discutir a construção de outras pontes”.

Entre as obras que o contrato de concessão prevê estão a ampliação da capacidade da Avenida do Contorno (Niterói), a execução de 3,6 quilômetros de vias laterais entre Manilha e Varandinha (Itaboraí), e a duplicação de 176 quilômetros de rodovia, entre Rio Bonito e Campos dos Goytacazes. A concessionária diz que iniciará as obras assim que o projeto executivo também for aprovado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e o Ibama concederem as licenças ambientais necessárias.

Já a concessionária CCR, que administra a Ponte Rio-Niterói, informou que, em casos de emergência, todos os planos de contingência são adotados, de acordo com um plano operacional completo. Quanto aos congestionamentos “ocasionais”, geralmente registrados em horários de rush, a concessionária diz que se trata de um problema das grandes cidades, que se reflete nos acessos à Ponte. Quanto a isso, existiria um plano de contingência: o serviço de informações aos usuários.

A ANTT não se pronunciou. A agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes do Rio (Agetransp) disse que, entre as obrigações firmadas pela Barcas S/A na assinatura dos contratos, estavam reforma de embarcações e melhorias nos terminais. Todas as obrigações teriam sido cumpridas. 

Planejamento urbanístico
 
Para o professor da Universidade Federal Fluminense (UFF) e especialista em transportes Walber Paschoal, algumas alternativas podem ser elaboradas se for realizada uma análise operacional profunda das vias da cidade, para que sejam definidos possíveis planos de contingência. No entanto, para o especialista, Niterói precisa rever seu planejamento urbanístico.

“Meu discurso não é contra o crescimento, mas acredito que Prefeitura precisa estar atenta às limitações populacionais da cidade”, justifica, ressaltando a importância do transporte de massa.
O especialista em trânsito e ex-diretor do Departamento de Trânsito do Rio de Janeiro, Celso Franco também aposta no transporte de massa.

“O problema é usar o carro de passeio como transporte. Esses veículos, como o próprio nome diz, não foram feitos para se trabalhar”, afirma.

Um estudo realizado, em 2008, pela Ong Niterói Como Vamos, revelou que o trânsito é considerado pelos niteroienses o quarto maior problema da cidade, perdendo apenas para violência, saúde e infraestrutura. Segundo o coordenador da Ong, Álvaro Cysneiros, 42,3% dos entrevistados acredita que as linhas de ônibus não funcionam bem e 52,3% acreditam que há pardais demais.(Fluminense)

Cariocas passam em branco após quase quatro meses

A rodada não foi boa para os cariocas. Pela primeira vez desde a rodada inaugural, no início de maio, que o Rio de Janeiro passava uma jornada sem uma vitória sequer. Na primeira rodada, Botafogo e Flamengo empataram em casa (contra Santos e São Paulo) e Vasco e Fluminense perderam fora (para Atlético-MG e Ceará).

Mas por pouco isso não aconteceu. Afinal, o que foi aquele apagão do Flamengo em Campinas? Uma derrota para deixar os jogadores envergonhados. E o vacilo do Fluminense? Se Washington converte o pênalti, o Tricolor continuaria com cinco pontos de vantagem para o Corinthians… Mas agora são apenas três. E empate em casa sempre é ruim. Vamos aos pitacos…

VASCO 1 X 1 CRUZEIRO

O time do Cruzeiro é bom e vai crescer. E se não fossem as defesas de Fernando Prass e a garra de Dedé na zaga, o Vasco teria perdido o jogo. Acabou o empate, que pelo que foi o jogo pode ser considerado um bom resultado. Faltou criatividade e ousadia ao time, que começou jogando com o Esquadrão Classe A. O Vasco poderia estar coladinho no Cruzeiro, que hoje estaria na Libertadores.

INTERNACIONAL 0 X 1 BOTAFOGO

Uma hora o Botafogo iria perder. E perdeu. Para o bom time do Inter e no Beira-Rio. Uma derrota, digamos, normal. Sem Marcelo Mattos e Marcelo Cordeiro, e sem Maicosuel inspirado, o Botafogo se tornou presa fácil. Jefferson fez boas defesas. O Glorioso só impôs pressão no fim do primeiro tempo, até poderia ter empatado ali. Mas que ideia foi essa de escalar o zagueiro Edson de ala, Joel? Ninguém entendeu…

GUARANI 2 X 1 FLAMENGO

Patético. Ridículo. Com todo respeito ao Guarani, o Flamengo não pode tomar uma virada nos acréscimos assim. De nenhum time. Marcelo Lomba tinha defendido pênalti, mas deu aquela pane e o Rubro-Negro levou dois gols depois dos 45 minutos do segundo tempo! Silas, o novo técnico, viu que terá muito a fazer. O Fla não jogou um grande futebol, mas poderia facilmente ter saído de Campinas com os três pontos.

FLUMINENSE 2 X 2 SÃO PAULO

Eu sempre desconfiei um pouco do sistema defensivo do Fluminense. Agora, que mudou do 3-5-2 para o 4-4-2, a coisa poderia desandar. Contra o São Paulo, o ferrolho tricolor falhou. Deu mole. Fernando Henrique, que vem fazendo um grande Brasileirão, falhou também. Washington perdeu o pênalti decisivo. Conca tinha pedido para bater. Enfim… Mas nada que possa desanimar. Tropeços vão acontecer. E o Fluminense precisa estar preparado.(Lancenet)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Rogério não é mais técnico do Flamengo


Treinador não suportou a pressão por maus resultados no Brasileiro

Rogério Lourenço não é mais o treinador do Flamengo. O clube anunciou em seu site oficial a saída do técnico. Zico confirmará a demissão de Rogério no treino desta tarde.  


Contra o Guarani, no Brinco de Ouro, no próximo compromisso do Flamengo pelo Brasileiro, Toninho Barroso, interinamente, comandará o time rubro-negro.

O preferido para preencher a vaga aberta no comando técnico rubro-negro era Vanderlei Luxemburgo. Mas como ele garantiu que não deixará o Atlético-MG, Jorginho, ex-auxiliar de Dunga, no último Mundial, ganha muita força.

Balão que passou perto de estação de energia cai no mar no Rio

Banhistas tentam retirá-lo do mar.
Mais cedo, ele foi visto sobrevoando o bairro da Penha.

Um grande balão caiu por volta das 10h desta sexta-feira (27) no mar na Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio. De acordo com uma moradora do bairro, o balão caiu na água na altura do Posto 6. Segundo ela, banhistas estavam tentando retirar o balão. Um helicóptero da Coordenadoria Geral de Operações Aéreas (CGOA), do Corpo de Bombeiros, acompanhou o trajeto do balão até ele cair na água.

Mais cedo, ele foi visto sobrevoando o bairro da Penha, no subúrbio, e passou bem próximo a uma subestação de energia elétrica. Antes, ele já tinha passado próximo à Igreja da Penha, que fica no alto de uma colina, e é referência do bairro.

Soltar balões é crime tipificado na Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/98, Art 42), que prevê multa e/ou detenção de um a três anos pela prática de fabricar, vender, transportar ou soltar balões. Em época de baixa umidade do ar, balões aumentam o risco de queimadas em matas.

 Para fazer sua denúncia, basta ligar para o 2253-1177.

Light informa sobre os risco de soltar balões
 
A concessionária de energia elétrica Light divulgou uma nota esclarecendo sobre os riscos de soltar balões. A prática, além de ser perigosa por provocar acidentes com risco até de morte, em caso de incêndios, se atingir a rede elétrica pode deixar bairros inteiros sem luz.

Nos últimos cinco anos, a companhia registrou 90 ocorrências causadas por balões que atingiram a rede elétrica, linhas de transmissão e de distribuição, e as subestações da companhia. Com esses acidentes, 439 mil clientes ficaram prejudicados.

Em caso de acidente com a rede elétrica, a Light pode ser acionada pelo telefone 0800-021-0196. A ligação é gratuita, e o telefone funciona 24 horas.(G1)

 

Comandante da PM determina demissão de oficiais envolvidos em roubo de cabos


O comandante geral da Polícia Militar, Mário Sérgio Duarte, determinou nesta sexta-feira que se inicie um processo disciplinar para que os oficiais envolvidos no roubos de cabos de fibras óticas sejam demitidos. Mário Sérgio não vai sequer aguardar o resultado das investigações feitas pela Polícia Civil.

"As evidências que se tem até agora apresentam robustez suficiente para a convicção de que os oficiais estão diretamente envolvidos neste crime", diz a Polícia Militar em nota enviada nesta sexta-feira.

Mário Sérgio quer que o caso seja tratado como máxima prioridade. "É inadmissível que policias pagos com dinheiro público para proteger a população e os bens privados e públicos sejam covardemente seus dilapidadores", afirma o comandante-geral.

Os capitães Lauro Moura Catarino, do 2º BPM (Botafogo), e Marcelo Queiróz dos Anjos, do Batalhão de Choque (BPChoque), ambos de 33 anos, foram presos em flagrante em Botafogo, na Zona Sul do Rio, no início da madrugada desta sexta-feira, junto com outras oito pessoas. O grupo é acusado de furto de cabos de fibra ótica da rede de telefonia e de internet. Entre os presos está um ex-soldado da PM expulso da corporação há 13 anos.

De acordo com o delegado-titular da 9ª DP, Alan Luxardo, a quadrilha agia na Zona Sul a pelo menos nove meses, entre os bairros do Flamengo e de Botafogo. Ações criminosas também foram praticadas no Centro. Os oficiais da PM, segundo o delegado, coordenavam as ações e davam cobertura ao bando. No momento da prisão, na Praia de Botafogo, na altura do nº 300, ambos estavam à paisana e acompanhavam o trabalho dos oito empregados de uma empresa terceirizada que presta serviços para a Oi. O delegado, no entanto, afirmou que os oficiais chegaram a estar fardados em outras ocasiões. Eles não reagiram a prisão.

Com base nos dois meses de investigação - que contou com a colaboração do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público (Gaeco/RJ) - a polícia acredita que com a venda dos cabos furtado, o grupo arrecadava cerca de R$ 300 mil mensais. A Polícia Civil ainda investiga o destino do material e tenta descobrir os receptadores. Não está descartada a participação de mais pessoas no esquema, inclusive outros policiais. Camisas da empresa foram encontradas jogadas no local. "É uma quadrilha muito bem estruturada", afirmou o titular da 9ª DP.

Os funcionários terceirizados foram identificados como Válter Dias Filho, de 47 anos; José Fernando dos Santos, 44; Alexandre Xavier do Nascimento 43, Arlindo Pereira Gomes, 45, Carlos William Rodrigues Belo, 36; Denílson Luís Brazão do Nascimento e Cristiano Martins Mendes, ambos de 33; Walter Luís Virgílio dos Santos, 39.

Na delegacia, os agentes descobriram que Válter Dias Filho foi expulso da PM em 1997, acusado de concussão (extorsão contra funcionário público). De acordo com Alan Luxardo, todos os envolvidos serão autuados por furto qualificado, já incluído no concurso de formação de quadrilha.(O Dia)

Caminhos de Darwin sofrem com falta de manutenção em Niterói e Maricá

Acessos ao trajeto turístico que encantou o naturalista Charles Darwin e que se tornou um dos roteiros históricos mais importantes da região, têm crateras nas vias e lixo espalhado

Resgatados há menos de dois anos por sua riqueza histórica e potencial turístico, os Caminhos de Darwin sofrem com a falta de manutenção de seus acessos. Tanto em Niterói quanto em Maricá, quem deseja percorrer o trajeto que encantou o naturalista Charles Darwin, em 1832, precisa passar por estradas esburacadas e mal conservadas. De acordo com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea), existe um projeto de valorização da área, mas a responsabilidade pelas vias é das prefeituras, uma vez que os acessos estão fora dos limites do Parque Estadual da Serra da Tiririca.

“Atualmente, fazemos vistorias regulares no parque, duas vezes ao dia. Estamos estudando novas possibilidades de ampliação dos Caminhos de Darwin que devem melhorar a situação de suas bordas. Mas, atualmente, os acessos são de responsabilidade dos municípios com os quais fazemos limites”, afirma o diretor de biodiversidade e áreas protegidas do Inea, André Ilha. 

Um dos primeiros locais visitados por Darwin no Rio de Janeiro foi a Serra da Tiririca. O naturalista partiu de Niterói em direção a Maricá, realizando um trajeto de 2,2 quilômetros, recentemente recuperado pela comunidade científica. Em novembro 2008, a Expedição Caminhos de Darwin celebrou o centenário de seu nascimento. Mas, para moradores, desde então, os chamados Caminhos de Darwin não recebem atenção do poder público.

Em Niterói, o principal acesso ao roteiro percorrido por Darwin é a Rua São Sebastião, no Engenho do Mato. Porém, sem pavimentação, a via encontra-se em estado de conservação ruim. Segundo o presidente do Conselho Comunitário da Região Oceânica de Niterói (Ccron), Guilherme Flach, a situação do local não é condizente com o potencial turístico do local.

“Não existe nenhum cuidado por parte da Prefeitura. A estrada está completamente abandonada. Os olhos do poder público, definitivamente, não estão voltados para a região”, afirma Flach.

Em Maricá, a situação é ainda pior. O acesso aos Caminhos de Darwin se dá pela Estrada de Itaocaia, um trecho de quase seis quilômetros dentro da área de preservação da Serra da Tiririca. Além de incontáveis buracos e crateras em toda a extensão da via, os visitantes se deparam com lixo e bueiros destampados.
Em alguns pontos, é preciso optar por seguir na contramão para fugir dos constantes buracos. Em outros, as crateras são tão profundas que os moradores tiveram que colocar galhos de plantas para alertar os motoristas. Segundo o presidente da Associação de Moradores de Itaocaia, Antônio Ferreira, a situação é de abandono.

“A Prefeitura está completamente ausente, é um absurdo. A área visitada por Darwin deveria ser mais valorizada”.

A Prefeitura de Niterói, diz que, recentemente, foi colocada borra de asfalto na Rua São Sebastião. No entanto, funcionários do órgão vão ao local verificar os problemas citados.(Fluminense)

 

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Chega a 20 pontos vantagem de Dilma sobre Serra, aponta nova pesquisa

Segundo a pesquisa Datafolha, Dilma Rousseff tem 49% das intenções de voto. Vinte pontos percentuais à frente de seu principal adversário, o candidato do PSDB, José Serra

Pesquisa do Instituto de Pesquisas Datafolha encomendada pelo jornal Folha de S.Paulo e divulgada na madrugada desta quinta-feira mostra a candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, com 49% das intenções de voto. Vinte pontos percentuais à frente de seu principal adversário, o candidato do PSDB, José Serra, que aparece em segundo lugar, com 29%.

A candidata Marina Silva, do PV, está em terceiro, mantendo os 9%, e os demais candidatos não atingiram 1% da preferência do eleitorado. Os eleitores que ainda não sabem em quem votar ou não responderam permanecem em 8%, e os votos brancos e nulos, em 4%.

Essa é a segunda pesquisa Datafolha desde que começou a propaganda eleitoral no rádio e na TV. Dilma tinha 47% na sondagem do dia 20 e foi a 49%. Serra estava com 30% e agora apresenta 29%. Os que assumiram ter visto a programação pelo menos uma vez somam 34% dos entrevistados.

A pesquisa tem margem de erro de 2 pontos percentuais. Feito nos dias 23 e 24 com 10.948 entrevistas em todo o país, o levantamento também mostra que Dilma lidera as intenções de votos em São Paulo, no Rio Grande do Sul e no Paraná.(Fluminense)

Veja como foram Fluminense, Vasco e Botafogo na rodada de ontem no Brasileirão

Botafogo vence Ceará por 1 a 0 e abre vantagem no G4

Conversa de Papai Joel dá resultado e Glorioso passa pelo Vozão

No duelo do Vozão do Nordeste contra o Papai Joel, deu Botafogo no Engenhão. o Glorioso passou nesta quarta-feira pelo Ceará por 1 a 0 e chegou aos 27 pontos, com gol de Jobson. Em terceiro lugar no Brasileiro e garantido no G4, o clube comandado pelo técnico Joel Santana foi ao oitavo jogo de invencibilidade na competição, com a quinta vitória consecutiva. Já o visitante continuou com 24 pontos, na 16ª rodada.

Fernando Prass diz que Vasco passou sufoco contra o São Paulo

Para o goleiro, time não conseguiu manter posse de bola e jeito foi ficar na marcação  

O Vasco conseguiu arrancar um empate em 0 a 0 contra o São Paulo, quinta-feira, no Morumbi. O placar não foi um mal resultado para o Cruzmaltino, que segue invicto pós-Copa. Para o goleiro Fernando Prass, o empate foi um alívio, já que o time não conseguiu manter a posse da bola passou sufoco a maior parte da partida.

- A gente comentou no vestiário hoje (quinta-feira) que o jogo foi sufoco, só sufoco. Não conseguimos encaixar o jogo no primeiro tempo, porque não ficamos com a bola. A gente roubava a bola, mas não dava tempo de sair. Demoramos para nos adaptar com o gramado, que estava molhado e baixo. Por isso não a gente não conseguia manter a posse da bola - falou o camisa um para, em seguida, explicar a tática usada pelo Gigante da Colina conter o ímpeto do Tricolor Paulista.

- Se não dá para ficar com a bola, o jeito é ficar só na marcação. Foi o que a gente fez. Nesse jogo era esse o caminho - 

Segundo o goleiro, a entrada de Fumagalli deu mais estabilidade à equipe. Porém, ainda assim, o time não conseguiu sair do seu campo de defesa.

- Com a entrada do Fumagalli seguramos mais a bola, pela sua característica. Mas, faltou posse de bola para afastar o São Paulo do nosso campo - concluiu Fernando Prass.

Fluminense vence Goiás e dispara na liderança do Brasileirão

Esmeraldino conseguiu segurar o Tricolor no primeiro tempo, mas, no segundo, prevaleceu a força do líder

Os tricolores que acharam que o Fluminense teria vida fácil no Serra Dourada se surpreenderam com o bom primeiro tempo do Goiás, que jogou melhor e teve mais chances. Porém, como no futebol o jogo dura 90 minutos, prevaleceu a força do líder, que se impôs na segunda etapa e conseguiu importante vitória por 3 a 0. (Lancenet)


Conselheiros do Fla querem expulsar Teixeira do clube

A próxima reunião do Conselho Deliberativo do Flamengo, no dia 30, vai julgar o pedido de punição ao presidente da CBF, Ricardo Teixeira. Conselheiros querem expulsá-lo do clube por ter entregue a Taça de Bolinhas ao São Paulo. A expulsão é vista como virtualmente impossível, mas um constrangimento é visto com bons olhos.

Ferrovia ecológica e barata

23/08/2010 - Jornal do Brasil 

As ferrovias podem pegar carona na onda da preservação da natureza e passar, de fato, a se tornar um transporte viável para o escoamento da agroindústria e o transporte de passageiros no país. Isso por ser um meio de transporte considerado ecologicamente correto, principalmente se comparado ao consumo de combustível por tonelada transportada nas rodovias. 

Os trens já viveram seus anos de glória, e há pouco mais de dez anos tentam se recuperar de décadas de descaso. Entre 1997 e 2010, a iniciativa privada investiu R$ 22 bilhões no setor.

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o consumo de combustível por tonelada transportada em uma ferrovia moderna corresponde a cerca de 20% do consumo em uma rodovia.
Os trens de carga emitem 70% menos dióxido de carbono (CO2) e 66% menos monóxido de carbono (CO) do que os caminhões.

Além disso, a indústria ferroviária já começa a desenvolver materiais ecologicamente corretos, como plástico reciclável para uso em vagões, dormentes, cruzetas e outros materiais.

Novos materiais

Também existem estudos para ampliação do uso de locomotivas movidas a biodiesel. O que também traria impactos positivos ao meio ambiente. Segundo a Associação Nacional dos Transportadores Ferroviários (ANTF), cada tonelada de biodiesel consumido evita a emissão de 3,5 toneladas de CO2, decorrente do diesel mineral.

O menor espaço ocupado pelas rodovias também é um fator positivo.

Francisco Oliveira, da ONGTrem, lembra que o custo do transporte é menor que em outros tipos, incluindo aéreos e aquaviários.

E, apesar de considerar alto o custo para implementação de ferrovias, acredita que os benefícios e o retorno compensam.

- A ferrovia pode ter composições com cem vagões e apenas duas pessoas, por exemplo. Além da questão ambiental.

Por queimar muito menos combustível, emite menos CO2. Isso traz impacto positivo ao efeito estufa. -argumenta.

De acordo com dados da ANTF, o Brasil possui 28,8 mil quilômetros de ferrovias. Contudo, a entidade afirma que, para um país com as proporções continentais do Brasil, seriam necessários 52 mil quilômetros. Tanto para o transporte de cargas como de passageiros.

Passeio Ciclístico - Um dia sem carro

Uma ótima programação para o feriadão que está chegando



quarta-feira, 25 de agosto de 2010

25 de Agosto

Zico acerta a renovação com Maldonado

Agora, o Galinho quer reforçar a zaga do Flamengo

Em uma reunião realizada no início da noite de terça-feira, o diretor executivo de futebol, Zico, conseguiu a assinatura de Maldonado e de seu empresário Juan Figer para renovar o empréstimo do volante com o Flamengo até o fim do ano. O dirigente rubro-negro deixou o Ninho do Urubu e seguiu direto para a reunião.
Além de Maldonado, Zico corre para renovar também com o volante Toró. Segundo o dirigente, a situação do jogador deve ser resolvida durante esta semana.

– Começamos as conversas com o Toró também. Devemos apresentar a proposta até o fim desta semana – contou Zico.

Com a renovação de Maldonado e a de Toró bem encaminhada, o Flamengo dá por encerrada a procura por um volante e volta suas atenções apenas para a zaga. 

– Queremos um zagueiro, pois só estamos com quatro no elenco, mas não vamos fazer nenhuma loucura para contratar um jogador – confirmou Zico.(Lancenet)

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Diogo e Deivid não se veem como salvadores do Flamengo

A torcida, porém, espera que os novos reforços resolvam o problema da falta de gols no Brasileirão

Mal desembarcaram no Rio de Janeiro, Diogo e Deivid logo avisaram que não querem ser vistos como salvadores da nação rubro-negra. Mas não é bem assim. A torcida do Flamengo pensa justamente o contrário. Para os torcedores, que acompanharam nesta segunda-feira a apresentação de ambos no salão nobre do clube, a chegada dos atacantes significa o começo do fim da irritante improdutividade ofensiva.

Neste Brasileiro, em que o Flamengo tem o terceiro pior ataque - 13 gols em 15 jogos -, o único atacante a balançar redes adversárias foi Diego Maurício. Nos dez jogos que disputou, a promessa rubro-negra marcou um. Embora não seja atacante, Vinicius Pacheco, que costuma atuar no setor, fez seis, nas 85 partidas que disputou pelo clube. Já Val Baiano, Leandro Amaral e Cristian Borja, os outros atacantes do grupo rubro-negro, não marcaram.(Lancenet)

DPs de Niterói voltarão a funcionar em prédio histórico

Após anos em instalações precárias, 76ª DP, DPCA e Deam serão transferidas para edifício na Amaral Peixoto até o final de 2010, facilitando o acesso da população

A Secretaria de Estado de Segurança Pública finalmente bateu o martelo sobre a transferência da 76ª DP (Centro). A distrital e duas delegacias especializadas de Niterói vão ocupar o prédio histórico da Avenida Amaral Peixoto, tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural (Inepac). De acordo com o Grupo Executivo do Programa Delegacia Legal, o valor estimado do projeto é de R$ 2.793.577,57. As obras estão sendo realizadas em parceria com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) e devem ser entregues até o final do ano.

Ainda de acordo com o Grupo Executivo do Programa Delegacia Legal, após a conclusão das obras de reforma e restauração da estrutura do prédio, além da 76ª DP, a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) devem ser transferidas para o local. Desde 2007, elas funcionam em condições precárias, em um prédio no número 370 da Rua São João, também no Centro.

Para o secretário municipal de Segurança Pública de Niterói, Marival Gomes, o retorno da distrital do Centro para o prédio da Avenida Amaral Peixoto é a melhor alternativa, uma vez que se trata de um ponto estratégico. 

“Além de ser um local de mais fácil acesso da população, a operacionalidade será melhorada. O prédio fica no eixo central da cidade e as operações serão muito mais rápidas”, opinou.

Na edição de 13 de maio, O FLUMINENSE havia noticiado a transferência das delegacias para uma área na Rua Desidério de Oliveira, próxima à Praça da Renascença e ao 12º BPM (Niterói). Na época, a informação era de que o local abrigaria todas as delegacias e chegou a ser chamado de “Palácio da Polícia”. O terreno pertence à Empresa de Obras Públicas (Emop), que informou que o mesmo segue à disposição da Polícia Civil.

A reforma do antigo prédio da 76ª DP foi anunciada em dezembro de 2009 pelo presidente do TJ-RJ, desembargador Luiz Zveiter. As obras são a contrapartida pela construção do Fórum Desembargador Enéas Marzano, em um terreno anexo  ao prédio da delegacia.

Na ocasião, Zveiter também anunciou a construção de uma nova sede para o Instituto Médico-Legal (IML), no Barreto, que também abrigará um Posto Regional de Polícia Técnico-Científica (PRPTC) e o Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). Na época, o TJ-RJ informou que o investimento total nas obras em Niterói era de R$ 10 milhões.(Fluminense)

PMs podem ter feito escolta de Nem durante tiroteio em São Conrado

Dois ex-policiais do Bope teriam participado da escolta do chefe do tráfico da Rocinha, Nem, na invasão ao Hotel Intercontinental, em São Conrado, no último Sábado. 

A informação teve origem na investigação feita pela Divisão de Capturas da Polinter sobre a quadrilha que vende drogas na comunidade. Através de escutas telefônicas autorizadas pela Justiça os policiais também descobriram que Nem era alertado com antencedência sobre a chegada dos agentes na Rocinha.

As imagens gravadas por câmeras de segurança de condomínios de São Conrado mostram três homens usando colete à prova de balas, radiotransmissores e fuzis. Um deles age como se tivesse experiência e tivesse recebido treinamento militar. Nas imagens ele aparece usando fones de ouvido ligados a um rádio transmissor, aparentando ter assumido a posição de comando da ação.

Nem teria descido da van e se posicionado no meio da rua. Momentos depois, mais de 20 bandidos invadiram o hotel seguindo para cômodos diferentes. Há a suspeita de que um grupo de criminosos tenha invadido o hotel apenas para despistar os policiais para que Nem fugisse sem ser notado.(SRZD)

Datafolha: Dilma abre 17 pontos sobre Serra e levaria no 1º turno

Com resultado positivo, PMDB já pensa em dividir o poder com o PT num futuro governo

Na primeira pesquisa feita após o início da propaganda eleitoral no rádio e na TV, a candidata do PT à presidência, Dilma Rousseff, dobrou a vantagem sobre José Serra (PSDB) e venceria já no 1º turno, com 17 pontos na frente.

Segundo levantamento do Datafolha divulgado no fim de semana, a petista tem 47% das intenções de voto, contra 30% do tucano. Marina Silva (PV) tem 9%. Na simulação de 2º turno, a petista teria 53%, e o tucano, 39%. Na pesquisa anterior, Dilma tinha 49%, e Serra, 41%.

Em São Paulo, Dilma manteve a cautela ao dizer que "pesquisa não ganha eleição", mas já admitiu a perspectiva de vencer no 1º turno. No Rio, Serra não comentou a pesquisa.

A candidata do PT vence em todas as regiões do país em em todas as classes, menos entre os mais ricos. A pesquisa foi feita na sexta-feira, com 2.727 eleitores. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Meio a meio

A performance de Dilma fez o PMDB, que tem o candidato a vice na chapa, planejar o tamanho de seu espaço no futuro governo.

Segundo O Estado de S. Paulo, o partido quer dividir o poder meio a meio com o PT, com presença no Palácio do Planalto e no comando da Câmara e do Senado, por exemplo.(Destak)

Após acidente, Barcas S/A estuda possibilidades para o horário de pico


A concessionária Barcas S/A informou que a embarcação Ingá II --que colidiu contra pedras na baía de Guanabara, em Niterói, na manhã desta segunda-feira (23)-- foi levada ao estaleiro para a análise das causas da pane e para ser reparada. A expectativa é a de que até o horário de pico no final da tarde ela já possa operar normalmente no transporte de passageiros, mas ainda não há confirmação.

Um assessor da concessionária informou que, por enquanto, “a empresa está estudando as possibilidades”, mas adiantou que embarcações tradicionais –-com capacidade para transportar 2 mil passageiros-– podem ser transferidas de outras linhas para suprir a demanda. Às 16h, a Barcas S/A deve soltar um boletim informando como será a operação no fim da tarde de hoje.

Ao meio-dia, o tempo de espera estava normalizado na linha Praça 15-Araribóia e as embarcações saíam a cada 20 minutos. As viagens ficaram suspensas durante 25 minutos, causando espera de 1h. Neste momento, operam na linha dois catamarãs --com capacidade para 1.300 passageiros-- e duas embarcações tradicionais.

Acidente

Ao todo, 18 pessoas ficaram feridas (16 passageiros e 2 tripulantes). Dos feridos, 10 foram levados para o Hospital Azevedo Lima e os outros 8 seguiram para o Centro Policlínico de Niterói. Seis pessoas já foram liberadas.

A Ingá II saiu da Praça 15, no Rio de Janeiro, às 7h50 com 376 passageiros. No momento da atracação na estação Araribóia, sofreu uma pane eletrônica. O comandante foi forçado a realizar uma manobra de emergência e o catamarã acabou se chocando contra as pedras do aterro do Gragoatá. O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 8h da manhã.

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro informou que abrirá inquérito administrativo para apurar as causas do incidente.(UOL)

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

23 de agosto – Dia do Aviador Naval

Carlos Alberto x Conca: duelo à parte no clássico

Ameaçado de não entrar em campo, vascaíno vira destaque da partida

O empate entre Vasco e Fluminense, por 2 a 2 no Maracanã, teve alguns personagens de destaque. Entre eles, os responsáveis pela armação, Carlos Alberto, que deu dois passes e o argentino Conca.

Com dores musculares, a entrada de Carlos Alberto no time do Vasco foi incerta até momentos antes da partida. Mas, uma vez escalado, o capitão vascaíno mostrou que deixá-lo no banco seria um erro.
O meia foi o maestro do time do Vasco, criou jogadas, deu passe para os dois gols e ainda foi combativo no meio de campo.

A boa atuação, inclusive, fez com que Carlos Alberto terminasse a partida como o jogador que recebeu o maior número de faltas.

E se o Vasco teve em seu capitão o principal jogador, o Fluminense se ressentiu da atuação de seu líder Conca. O argentino, ao contrário de outras partidas, não fez a diferença a favor do Tricolor.

Conca teve boa posse de bola, mas não transformou esse domínio em situações de perigo. Ainda no primeiro tempo, até teve uma boa oportunidade de gol, mas não a aproveitou e, depois, criou duas jogadas desperdiçadas pelos atacantes.(Lancenet)

Paulo Baier supera Petkovic no confronto rubro-negroPaulo Baier supera Petkovic no confronto rubro-negro


Meia é decisivo na bola parada e fundamental para a vitória do Atlético-PR


A experiência de Paulo Baier e Petkovic, por si só, era um dos atrativos do confronto entre Atlético-PR e Flamengo, no último domingo. Mas enquanto o jogador paranaense correspondeu às expectativas, o sérvio foi substituído aos 30 minutos da etapa final.


Petkovic teve um bom começo de partida. Criou jogadas, colocou os companheiros em posição de fazer gols mas, aos poucos, seu rendimento caiu. O cansaço foi evidente no momento da substituição no segundo tempo, quando já não conseguia articular os lances com eficiência.

Enquanto isso, Paulo Baier era o responsável pelas cobranças de bola parada e a principal referência para iniciar as jogadas ofensivas.

E foi em uma cobrança de escanteio que Paulo Baier permitiu que Manoel, de cabeça, marcasse o único gol da vitória do Furacão na tarde de domingo.

Antes, o próprio Paulo Baier havia perdido uma oportunidade de gol, ainda no primeiro tempo, livre de marcação na pequena área, mas acabou perdurando a escrita do Flamento de nunca ter vencido na Arena da Baixada.(Lancenet)

Eles ainda querem o seu voto!



Sergio Cabral, dentre suas infinitas promessas de campanha, estava a promessa de criar uma estação em São Gonçalo, as Barcas S/A além de não ter cumprido o acordado na licitação que ganhou a  concessão, ainda foi a responsável por inúmeros acidentes tem até acidente com mortos , como houve na Ilha de Paquetá, só lembrando que a esposa do então governador do Rio de Janeiro advoga para o Metrô Rio e SuperVia, o que seria incompatível com o cargo do seu marido.


Já o secretário de transportes Júlio Lopes fez vista grossa nas condições das embarcações das Barcas S/A, o que deixa no ar o motivo de ambos não interferirem na concessão já que uma parte não vem cumprindo o acordo.


Foi então criada uma CPI na ALERJ que foi logo detonada pelo seu presidente Jorge Picciani, mesmo tendo sido provado que as Barcas S/A vem falhando sucessivamente.

Cabe a nós não votarmos nestes DISTINTOS senhores, com certeza tem gente muito mais preparada e honesta do que estas ilustres figuras.


Enquanto isso nós vamos sofrendo nas filas intermináveis, nos acidentes, nos atrasos, na superlotação, justamente nós que temos que trabalhar ao contrário destes senhores que ocupam cargos públicos.


Talvez a história já nos tenha dado a solução para os problemas das Barcas S/A.

Após colisão com barca em Niterói, intervalo entre viagens é de uma hora

Concessionária diz que três pessoas ficaram levemente feridos.
Catamarã sofreu pane elétrica e bateu em rochas, em Niterói.

Por causa do acidente com o catamarã Inga II, ocorrido por volta das 8h05 desta segunda-feira (23), a concessionária Barcas S.A. informou que o tempo médio de embarque em direção à Praça VX, no Rio, é de aproximadamente, uma hora.

A embarcação sofreu uma pane, perdeu o controle e foi em direção a pedras perto da estação de Niterói, na Região Metropolitana do Rio. Três pessoas tiveram ferimentos leves.

Por conta disso, há grande concentração de passageiros na estação Araribóia, em Niterói, onde a fila se estende por boa parte do calçadão da orla.

Segundo a concessionária, dos 376 passageiros à bordo da embarcação, apenas um sofreu ferimentos leves. Dois tripulantes também com ferimentos sem gravidade foram atendidos por bombeiros do quartel de Niterói.

A Barcas S.A. informou que ao sofrer a pane elétrica, o comandante da embarcação optou por uma manobra de emergência e parou nas pedras próximo do cais. Segundo a concessionária, o catamarã não colidiu com nenhuma outra embarcação. Ao atracar nas pedras, ela ficou encalhada e teve de ser puxada por um outro catamarã, para fazer a manobra e atracar no cais. Os passageiros puderam desembarcar.

A Agência reguladora de transportes, Agetransp, informou que instaurou processo regulatório sobre o incidente.(G1)




 

sábado, 21 de agosto de 2010

É neste final de semana , Encontro de Veículos Antigos - Niterói - RJ

Centro de Controle de Zoonoses adia ação para capturar porcos em Niterói



Pistola de dardos que seria usada na captura dos animais foi devolvida ao fabricante para passar por revisão. Arma não teria pressão suficiente para atingir a pele grossa dos suínos


A pistola de dardos que seria usada na quarta-feira pelos agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), do Departamento de Vigilância Sanitária, da Secretaria Municipal de Saúde de Niterói, para capturar porcos foi enviada para o fabricante, no Paraná, para passar por revisão.

Segundo a secretaria, quando os funcionários foram fazer o curso para aprender a utilizar o equipamento, que atira dardos com tranquilizantes e anestésicos, perceberam a falta de pressão que impediria a arma de atingir a pele grossa dos suínos, que é bem grossa. A arma deve voltar para Niterói em, no máximo, 15 dias e a ação para retirada dos animais nas ruas será intensificada.

Funcionários do CCZ, acompanhados de um veterinário e da Companhia de Limpeza de Niterói (Clin), vão utilizar também rede para manejo de grandes animais, que serão colocadas em gaiolas-reboques e encaminhados à unidade no Morro do Céu.

O curso preparatório dos agentes e veterinários aconteceu na última segunda-feira no Zoológico do Rio de Janeiro. O treinamento foi coordenado pelo diretor técnico, veterinário Luiz Paulo Fedullo. O objetivo é aprimorar as técnicas de captura e manejo dos novos equipamentos, para que a segurança da população e dos técnicos não seja colocada em risco.(Fluminense)

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Flamengo terá de novo um ataque de respeito


Com Deivid e Diogo, Rubro-negro volta a ter uma das melhores duplas do Brasileirão

Até então, principal dor de cabeça dos torcedores, o ataque rubro-negro, com a chegada de Diogo e Deivid, passa a ter qualidade parecida à das duplas de frente que deixaram o clube recentemente. Pelo menos, essa é a esperança de todos no Flamengo.

Para quem se acostumou a ver Adriano fazer parceria com Emerson, Zé Roberto e Vagner Love, ter de assistir a Val Baiano e Borja jogarem era realmente algo difícil de engolir. Mas agora, acreditam os rubro-negros, tudo será diferente.

– A chegada dos dois vai ser boa. Borja não veio para ser solução e nós nunca cobramos isso dele. Leandro Amaral, agora, poderá voltar aos poucos, ganhando ritmo de jogo. Os dois que chegam vêm como esperança, até pelo alto valor investido – comentou Zico.

Os contratados se encaixam perfeitamente no perfil de atacantes idealizado por Rogério Lourenço. O treinador queria que chegassem apenas jogadores que estivessem prontos para vestir o uniforme e jogar. Assim foi feito.

O treinador, entretanto, não terá um atacante de referência. Tanto Deivid quanto Diogo são mais de cair pelos lados do campo, abrindo espaços. Sendo assim, caberá ao ex-atacante do Fenerbahçe modificar um pouco a sua característica para passar a atuar mais dentro da área.

Como são jogadores de grande mobilidade, Deivid e Diogo poderão continuar a cair pelos lados, desde que os armadores Petkovic e Renato, que formarão o meio de campo ao lado de Correa e Willians, consigam se apresentar para as finalizações.

– Estou na Europa há cinco anos, mas posso me readaptar rapidamente ao futebol brasileiro. Participei da pré-temporada do Fenerbahçe e vou precisar somente de algum tempo para me entrosar com o time – explicou Deivid, ao site oficial do Fla.(Lancenet)

Candidatos a governador aliados de Serra praticamente não citam seu nome no horário eleitoral da TV

O presidenciável tucano José Serra foi praticamente ignorado pelos candidatos a governador dos partidos aliados, no primeiro dia de programa eleitoral estadual na televisão, exibido nesta última quarta-feira. Algumas das poucas citações foram por meio de imagens no programa dos candidatos tucanos em Minas Gerais (Aécio Neves, candidato a senador, e Antonio Anastasia, a governador) e também na exibição eleitoral de Geraldo Alckmin (São Paulo), que disse seu nome duas vezes.

Serra não foi lembrado nos programas dos seguintes candidatos aliados: Yeda Crusius (PSDB-RS), Joaquim Roriz (PSC-DF), Marcos Cals (PSDB-CE), Paulo Souto (DEM-BA) e Rosalba Ciarlini (DEM-RN). Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) usou uma imagem do presidenciável no programa da noite. O caso do candidato André Puccinelli, em Mato Grosso do Sul, é o mais inusitado. O diretório regional do PMDB fechou acordo de palanque com Serra, mas foi o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quem apareceu no programa eleitoral na TV, nos trechos em que aparece inaugurando obras.(SRZD)

Rio de Janeiro pode ter energia a partir do lixo em 2011

Coppe-UFRJ planeja nova logística para resíduos sólidos; prefeitura vai conhecer o projeto em 90 dias

Um estudo da Coppe-UFRJ para a prefeitura pode otimizar a logística de coleta de lixo na cidade e ainda gerar 500 megawatts de energia limpa e suficiente para abastecer o equivalente a 1,5 milhão de residências cariocas a partir de 2011.

O projeto do pesquisador Luciano Costa tenta identificar a melhor combinação de tecnologias de tratamento de resíduos para o Rio.

Os principais caminhos são três: um processo químico que resulta em gás e adubo; a queima em fornos, que gera energia, e a simples reciclagem, com apoio de catadores.

"Dependendo do poder aquisitivo do bairro, o lixo pode ter mais ou menos embalagens, restos de comida ou plástico", explica Costa, que ao usar o melhor método para cada local quer aumentar o aproveitamento de detritos e mandar caminhões cada vez mais vazios aos aterros.

O projeto será apresentado no fim do ano, mas o especialista adianta que a ideia principal é trabalhar o lixo ainda nas estações de tratamento da cidade, estágio anterior à transferência dos resíduos aos aterros.

Para Costa, o ganho é ambiental, econômico e social. A energia derivada da queima de biogás pode ser vendida para grandes consumidores, como empresas de grande porte.

"Já os catadores se tornariam comerciantes de recicláveis, como alumínio, e o produto ainda viria com selo ambiental. Muitos podem sair ganhando", explica.

O pesquisador diz que há interesse da Comlurb no projeto, que poderia ser implantado ainda no ano que vem.(Destak)

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Mais um dia de tumulto na Estação das Barcas em Niterói

Com excesso de passageiros, homem teria pulado o alambrado de proteção e incitado outros usuários a fazerem o mesmo. Isso teria provocado atraso na saída dessa manhã


O excesso de passageiros e grandes filas causaram tumulto na estação das barcas por volta das 8h desta quinta-feira.

Segundo o Gerente de Logística da Barca S.A., Mario de Góes, um homem, por volta das 8h30, pulou o alambrado da barca e incitou outros usuários a fazerem o mesmo. Agentes de segurança tiveram que conter o passageiro e com isso a barca desse horário atrasou. 

Ainda segundo o Gerente de logística, uma informação de acidente na Ponte Rio-Niterói fez com que o fluxo na estação Arariboia, nesta manhã, tivesse um aumento de 13%.

Segundo a concessionária, o incidente foi contornado pelos agentes e seguranças da estação e não houve feridos ou prejuízos materiais.(Fluminense/ODia)

Vice? Inter derrota o Chivas e é bicampeão da Libertadores


Colorado sai atrás, luta muito e consegue a virada. Rafael Sobis, Leandro Damião e Giuliano marcam e garantem o título sul-americano para o Brasil

Vice? Nada disso. Nesta quarta-feira, no Beira-Rio, quem comemorou o título da Libertadores foi o Internacional. Com gols de Rafael Sobis, Leandro Damião e Giuliano, o Colorado derrotou o Chivas por 3 a 2, e, como havia vencido no México por 2 a 1, acabou com a sina do vice dos clubes brasileiros nos últimos três anos e levantou a taça.

VICES BRAZUCAS
Em 2007, o Grêmio perdeu a final para o Boca Juniors (ARG); no ano seguinte foi a vez de o Fluminense ser derrotado pela LDU (ECU); e na temporada passada o Estudiantes (ARG) bateu o Cruzeiro na decisão.



Além disso, em 2006, quando o Inter foi campeão, o vice também foi um brasileiro (São Paulo). E em 2005, quando o Tricolor paulista levantou a taça, o vice também foi brazuca: Atlético-PR.



Vale lembrar também que o último brasileiro a sagrar-se campeão da Libertadores em cima de um clube de fora do Brasil foi o Palmeiras, em 1999, contra o Deportivo Cali (COL), nos pênaltis.

PRIMEIRO TEMPO

Apoiado pela grande torcida presente no Beira-Rio, o Internacional teve de driblar o nervosismo dos primeiros minutos para conseguir mandar no jogo.
Aos poucos, os chutões para a frente se transformaram nos toques de qualidade que marcam o estilo colorado de Celso Roth. A primeira chance veio em cabeçada do volante Sandro, que Luis Michel defendeu no meio do gol.

Mesmo com o domínio da partida, o Inter levou alguns sustos e pagou caro pelas oportunidades desperdiçadas. No primeiro, Fabián conseguiu um ótimo chute, que quase pegou o goleiro Renan desprevenido.

No fim, aos 44, o castigo: após cruzamento certeiro de De Luna, Omar Bravo tocou de cabeça para Fabián marcar num lindo voleio. Antes, o Colorado havia perdido pelo menos três gols.

Primeiro num chute fraco de Taison, que o arqueiro mexicano pegou; depois em uma falta cobrada com perigo por D'Alessandro; e por último em uma virada de esquerda do capitão Bolívar.

Aos 41, no entanto, a história poderia ter sido diferente. Tudo porque o árbitro Oscar Ruiz assinalou uma saída de bola de forma equivocada no ataque do Inter e ignorou o pênalti de Michel em Rafael Sobis.

SEGUNDO TEMPO

O Inter voltou igual para o segundo tempo. Inclusive com a postura, bem ofensiva. A primeira mostra de que o Colorado ainda acreditava numa conquista ainda no tempo normal foi a arrancada de Taison, que chutou de bico para a defesa atabalhoada do goleiro Michel.

A torcida, que não parou de cantar em minuto algum, enfim pôde soltar o grito de gol aos 16: Tinga fez boa jogada e rolou para Kleber. O lateral-esquerdo do Inter colocou na medida para Rafael Sobis empatar a partida. A partir desse momento a decisão ganhou, e muito, em emoção.

Discussões, faltas mais duras e ataques mexicanos tiravam o fôlego dos torcedores nas arquibancadas. De fato os mexicanos apelaram para o antijogo desde o apito inicial do árbitro.

E foi assim até o fim. Só que antes da primeira expulsão da partida, o iluminado Leandro Damião, que havia acabado de entrar no lugar de Rafael Sobis virou para o Inter: numa linda jogada individual, o atacante colorado roubou a bola no meio de campo, passou por um marcador e bateu fortemente para virar.
Aos 41, Arellano foi para a rua. O mexicano perdeu a cabeça, entrou forte no argentino D'Alessandro e levou o vermelho. Para coroar a festa, aos 44, o meia Giuliano, artilheiro do Inter na Libertadores, marcou o terceiro e saiu para o abraço. Já nos acréscimos, Araujo descontou para os mexicanos. Mas a alegria foi mesmo toda do Inter: 3 a 2 e o bi da Libertadores.

FICHA TÉCNICA:

INTERNACIONAL 3 X 2 CHIVAS

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).
Data/Hora: 18/8/2010, às 22h (de Brasília).
Árbitro: Oscar Ruiz (COL).
Auxiliares: Abraham González (COL) e Humberto Clavijo (COL).
Renda/público: R$ 2.148.430,00 / 53.124 pagantes.
Cartões amarelos: Bolívar, Giuliano (INT); De Luna, Fabian, Bautista, Omar Bravo (CHI).
Cartões vermelhos: Araujo (CHI, 41'/2ºT).
Gols: Fabian, 42'/2ºT (0-1); Rafael Sobis, 16'/2ºT (1-1); Leandro Damião, 30'/2ºT (2-1); Giuliano, 44'/2ºT (3-1); Araujo, 47'/2ºT (3-2).
INTERNACIONAL: Renan, Nei, Bolívar, Indio e Kleber; Sandro, Guiñazu, Tinga (Wilson Mathias, 38'/2ºT) e D'Alessandro; Taison (Giuliano, 20'/2ºT) e Rafael Sobis (Leandro Damião, 27'/2º).
Técnico: Celso Roth.
CHIVAS: Luis Michel, De Luna, Reynoso, Magallón e Ponce (Escalante, 34'/2ºT); Báez (Vázquez, 36'/2ºT), Araújo e Fabian; Arellano, Bautista e Omar Bravo.
Técnico: José Luís Real. (Lancenet)

11º ENCONTRO DE VEICULOS ANTIGOS EM TERESÓPOLIS, SERÁ REALIZADO NOS DIAS 27,28 E 29 DE AGOSTO NA PREFEITURA.

11º ENCONTRO DE VEICULOS ANTIGOS EM TERESÓPOLIS, SERÁ REALIZADO NOS DIAS 27,28 E 29 DE AGOSTO NA PREFEITURA.

VOLKS CLUBE DE TERESÓPOLIS
JOEL SEIXAS
(21) 9635 2437 /  (21) 9635 2437     


(Cartaz Antigo)

(Leandro Sauerbronn - Mundo Automotivo)
 

Passeio do NJC - Niterói - RJ

No próximo sábado dia 21/08, haverá mais um passeio do NJC, o ponto de encontro será no Posto Ipiranga em Itaboraí(Cantina Buonasera)às 8:00 horas, iremos até a cachoeira em Sodrelândia, o trajeto terá asfalto e estrada de terra (sem trilha radical), teremos planilha para acompanhar todo o percurso. A volta será livre, podendo optar pelo asfalto pela BR 101 ou por estrada de terra passando por Sana.

Será cobrada uma taxa de R$ 20,00 por pessoa (criança até 12 anos será isenta), sendo que os sócios em dia estarão isentos.

Contamos com sua presença e de sua família.

Até sábado.
Diretoria do NJC.

É neste final de semana , Encontro de Veículos Antigos - Niterói - RJ

A volta do turismo sobre rodas de aço


O Dnit (Departamento Nacional de Infra-Estrutura Terrestre) cedeu os seis vagões que irão compor a nova versão do Trem da Mata Altântica à prefeitura de Angra dos Reis. O pedido foi aceito há cerca de 20 dias e o termo de cessão foi publicado no Diário Oficial da União.

Com a cessão dos vagões, a expectativa é que após o processo eleitoral a licitação de operação do trem e das reformas necessárias seja realizada. A previsão é que as viagens aconteçam em sete meses, de acordo com as informações do presidente da TurisAngra (Fundação de Turismo de Angra dos Reis), Marcus Veníssius Barbosa. Segundo ele, tudo dependerá apenas do final período das eleições de outubro.

- O mais difícil nós conseguimos. Temos os seis vagões que serão usados para o transporte, e mais três que farão parte do maquinário reserva. Também já conseguimos um investimento de R$3,6 milhões. No entanto, para que o dinheiro seja liberado pelo Ministério do Turismo é preciso esperar o período eleitoral ser finalizado - explicou.

O recurso já carimbado para o empreendimento será usado, segundo Barbosa, na reforma dos vagões e na construção de uma estação em Angra e na reforma de uma outra em Lídice, distrito de Rio Claro.

A intenção é que o trem retome inicialmente sua rota original Angra-Lídice (40 quilômetros), mas o trajeto não deve ficar só nesta extensão. Embora os vagões tenham sido cedidos à prefeitura de Angra, o projeto integra também os municípios de Rio Claro e Barra Mansa.

- Na verdade a intenção é inicialmente manter a mesma rota ferroviária, mas não o mesmo percurso. Os turistas agora poderão partir de Barra Mansa e desembarcar por lá também. Será uma rota rodoferroviária, pois a linha férrea será de Angra até Lídice, com o trajeto de Lídice à Barra Mansa sendo feito por micro-ônibus. Vamos integrar a região litorânea à região do Médio Paraíba - afirmou o presidente da TurisAngra.
A integração rodoferroviária, no entanto, deverá ocorrer somente por algum tempo: a pretensão é de que, depois que a primeira parte do trajeto já esteja vigorando, a linha ferroviária também chegue à Barra Mansa.
- Planejamos que os recursos alcancem a casa dos R$5 milhões, isso já incluído Barra Mansa como trajeto ferroviário - previu.Ainda não há uma definição sobre qual empresa fará a operação do trem, já que somente após as reformas as prefeituras poderão contratar o serviço terceirizado.

Concessão Pública

Marcus Veníssius Barbosa lembrou que já existe uma empresa que utiliza os trilhos da rota, mas somente para o transporte de cargas e que, pela concessão que a empresa já possuiu, ela é obrigada a destinar duas vezes por dia horários para a passagem de trens com passageiros.

- O órgão que regulamenta o transporte é a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e é ela que faz todas as exigências para a retomada da utilização desse trem. O que acontece é que os trechos são concedidos. Atualmente quem explora o trajeto é a FCA (Ferrovia Centro - Atlântica) e nossa intenção é que talvez ela própria possa operar o trem turístico, mas desde que a concessão seja pública e não particular - afirmou.

O presidente da TurisAngra lembra que o trem turístico funcionou até 1996 e que, por ser explorado por uma empresa privada quando o passeio foi interrompido, nada podia ser feito pelas prefeituras para que o passeio pudesse ser retomado. - Nossa meta é que a concessão seja pública e dada às cidades interessadas, ou seja, Angra dos Reis, Rio Claro e Barra Mansa. Dessa maneira, evitamos deixar esse patrimônio cultural nas mãos de particulares e correr o risco de o passeio ser interrompido a qualquer momento - esclareceu.

Empreendimento deverá aquecer turismo das cidades

Além do trajeto facilitado e da integração dos municípios, a retomada do transporte de passageiros por meio de trem do Médio Paraíba à região litorânea cria a expectativa de que as cidades invistam ainda mais em outras formas de turismo.

- Angra é ponto de atração de turistas no verão em potencial, por causa das praias. Com a retomada do trem, a prefeitura pretende investir na recuperação do Centro Histórico da cidade e manter o turista por aqui para além das datas sazonais. O Trem da Mata Atlântica explora a beleza natural e é um ótimo meio de atração de novos públicos que não querem só a praia - disse.

O prefeito de Barra Mansa também destacou que para o município o Trem da Mata Atlântica será uma opção não só de transporte alternativo para o litoral, como também de atração de novos públicos para a cidade.- Sem dúvida, estamos felizes com os passos que vem sendo dados com o projeto. A aquisição dos vagões é o início de um investimento que deixará a região do Médio Paraíba ainda mais unida à Costa Verde. Temos certeza que todos vão ganhar, e Barra Mansa fica feliz em participar da retomada deste projeto tão importante para o Estado - disse.

Conheça o projeto para o trem

Além da locomotiva, o Trem Ecoturístico da Mata Atlântica será composto por seis carros. Serão cinco carros de passageiros, com capacidade para 48 pessoas sentadas em cada um, todos equipados com bancos estofados, janela panorâmica, ar-condicionado, sistemas de vídeo, som e vigilância, dois sanitários com tratamento químico de efluentes e coleta seletiva de lixo.

O trem terá ainda um carro restaurante, com 48 lugares e serviço de buffet durante o percurso, além de um carro de apoio ao restaurante, com toda infraestrutura para os serviços de cozinha. Para garantir conforto e segurança, a operação da linha será realizada por empresa especializada no ramo de administração de trens de passageiros. A empresa será escolhida pelas prefeituras.(Revista Ferroviária)